Má circulação: causas, sintomas e os fatores de risco!

Compartilhe
ma-circulacao

Os impactos da má circulação em nossos corpos são inúmeros, e podem propagar até mesmo uma morte súbita. Inúmeros também são os fatores de risco, que podem desencadear essa deficiência no transporte do sangue.

A circulação sanguínea é o processo utilizado pelo nosso organismo para resguardar e permitir que todas as células existentes possam receber nutrientes. Essa nutrição só é possível, pois somos agraciados por um dinâmico e complexo sistema de vasos sanguíneos (artérias e veias), que garantem o irrigamento de músculos, ossos, órgãos, nervos e etc.

“Seu sangue faz um trabalho fantástico de transporte de nutrientes e oxigênio para cada parte do corpo, por isso, se você tem um problema com seu sistema circulatório, ele pode criar um efeito que afeta a sua saúde no geral. A má circulação normalmente decorre de outros fatores de saúde, mas é importante que você esteja ciente dos sinais de alerta que indicam a doença.” 

-Autor desconhecido.

reposicao-hormonal

Todas as funções que conseguimos executar diariamente ocorreram graças ao sangue, seja de maneira direta ou indiretamente. Qualquer sistema ou função que não receber ele estará fadado a uma disfunção, bem como no impacto da execução das atividades orgânicas.

Os impactos da má circulação no corpo

Às vezes somos acometidos por doenças, dores e/ou mal-estares que nem sempre associamos ao fato de não termos uma circulação assertiva. Eles ocorrem, e não vinculamos a causa ao efeito. Veja a seguir, quais são os impactos da má circulação em nossos corpos:

Sintomas

Os sintomas da má circulação quase sempre, também são os impactos que ela causa no corpo. Entretanto, alguns sinais são fatídicos e bem recorrentes, são eles:

ma-circulacao

Causas e fatores de risco

As causas que desencadeiam a má circulação são distintas e podem ser de ordem física, mental ou sintética. É notado que muitas das causas e dos fatores de risco formam um efeito cascata, pois ao mesmo tempo que a circulação debilitada do sangue é sinal de outra moléstia, ela também propaga outros sintomas. Conheça as causas e os fatores de risco:

O tratamento

O tratamento vai de encontro com a causa ou fator que está propagando a má circulação, portanto, falamos em tratamentos, e não apenas no singular. Entretanto, a mudança de alguns comportamentos, bem como, a adquirir hábitos saudáveis pode ajudar a combater a mazela. Veja a seguir como conseguir driblar o infortúnio:

Má circulação e a menopausa

A má circulação pode ser um grande dilema para as mulheres que estão na menopausa, isso porque, com as alterações hormonais os vasos sanguíneos sofrem modificações estruturais devido à queda do estrogênio, e isso, pode colaborar com as causas e os fatores de risco para o desenvolvimento da dificuldade da circulação sanguínea.

“O corpo humano contém cerca de 65% de água, essencial para seu funcionamento. O organismo deve manter continuamente o equilíbrio hídrico entre os líquidos ingeridos, em bebidas ou alimentos, e os eliminados pela urina ou transpiração. Este equilíbrio pode ser rompido em caso de uma disfunção da circulação sanguínea. Quando isso acontece, o corpo já não elimina mais adequadamente o excesso e armazena mais líquidos do que  necessário. Isto leva, então,  à dilatação dos vasos sanguíneos e à migração de líquido para os tecidos intersticiais circundantes.” 

-Emmanuel Perrin, Jornalista. 

O fato é que poucas mulheres sabem, mas a retenção de líquido muitas vezes está intrínseca a má circulação sanguínea, e ela é um sintoma do climatério que causa muito desconforto e pesar no sexo feminino. Portanto, tratar das mazelas menopáusicas perpassa pelos cuidados para com a saúde e o bem-estar dos vasos sanguíneos.

Interessante não é? Deixe o seu comentário, participe! Dê o seu depoimento contando como você lida com a má circulação.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui