Função dos rins

Compartilhe
funcao-dos-rins

Qual é a função dos rins? Você sabe com clareza? Saber as atividades que são de responsabilidade do rim é aprender a identificar o que as disfunções podem acarretar no organismo, pois quando ele não está funcionando corretamente o corpo sinaliza.

“Com formato semelhante a uma semente de feijão, esse órgão está localizado na região atrás do peritônio parietal, contra os músculos da parede abdominal posterior e acima da cintura. Em virtude da localização do fígado, geralmente o rim direito apresenta-se um pouco mais baixo que o esquerdo.”

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. “Rins”; Brasil Escola

Como um órgão tão pequeno pode estar envolvido em mecanismos tão complexos e essenciais para a manutenção e o equilíbrio do organismo? O rim é responsável por importantes funções no corpo, veja a seguir o peso da responsabilidade e o quanto é valoroso mantermos o seu bom funcionamento.

Função depuradora

Podemos apelidar o rim de “filtro”, pois ele possui a função de filtrar todos os líquidos corporais que o nosso corpo produz. É uma verdadeira faxina. Ele elimina as substâncias que podem ocasionar alguma disfunção no nosso organismo e gerar alguma doença. Essas substâncias são toxicas e chegam ao nosso interior através de duas formas: endogenamente ou exogenamente.

As substâncias tóxicas endógenas foram produzidas pelo nosso próprio metabolismo (exemplo, ureia e a creatinina), já em contrapartida, as exógenas foram internalizadas (medicamentos). O sangue passa por esse processo de filtragem para que seja removido todas as impurezas em que nele estiver. Portanto, na função dos rins de depuração, ele realiza a desintoxicação, bem como, a excreção das substâncias nocivas para o nosso corpo.

funcao-dos-rins

Função reguladora

O rim pode até ser pequenino, todavia, pode ser chamado de “inspetor”, pois é responsável pelo equilíbrio e regulação de inúmeros eletrólitos em nosso corpo. Quando em excesso, ou em falta, esses eletrólitos podem propagar alguma disfunção, portanto, garantir a ordem é uma função dos rins. Veja alguns dos eletrólitos que estão sob a sua supervisão:

  • Sódio;
  • Potássio;
  • Cálcio;
  • Magnésio;
  • Fósforo;
  • Bicarbonato;
  • Hidrogênio;
  • Cloro.

Faz parte da função reguladora ainda, garantir o equilíbrio do nosso pH, garantindo que o ácido-básico fique sobre controle. Os rins também precisam garantir que o volume e a pressão do nosso líquido corporal estejam em harmonia, com isso, eles retém ou eliminam o volume de água do organismo. Cabe ainda, regular a composição do sangue, bem como, realizar a regulagem nutricional dos ossos e dos dentes.

Função produtora e secretora de eritropoetina

A eritropoetina é um hormônio responsável por nada mais, nada menos que, a estimulação da medula óssea para a produção das hemácias. A fabricação da hormona é uma das funções do rim. A queda da eritropoetina gera a anemia.

Função produtora de calciferol

O calciferol conhecido popularmente como a “vitamina D” é de suma importância para o organismo, e os rins possuem uma forte relação com ele, colaborando para que haja o equilíbrio dos minerais, cálcio e fósforo no sangue.

reposicao-hormonal

Função produtora e secretora de renina

A renina é uma enzima responsável pelo controle da pressão arterial. E o rim é o responsável por sua produção, bem como, pela sua secreção no organismo.

Doenças ligadas ao desequilíbrio da função dos rins

Algumas doenças podem propagar o mau funcionamento dos rins, debilitando e deixando todo o sistema em desarmonia. Em alguns casos pode até gerar a parada do órgão e determinar o uso de medicamentos ou procedimentos que possam realizar a tarefa dos rins. Veja as possíveis doenças:

Sinalização que rim não está bem

Como qualquer outro órgão, existem os sintomas que sinalizam o mau funcionamento do rim. Veja a seguir os sinais que podem estar ligados ao desregulamento de alguma função dos rins:

  • Zumbido no ouvido;
  • Problemas na audição;
  • Dores lombares;
  • Ossos e dentes muito frágeis ou sensíveis;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Náuseas e vômitos;
  • Urina em excesso;
  • Alterações no aspecto da urina;
  • Inchaços nas pernas e os pés;
  • Pouca urina e ardor à micção;
  • Anemia;
  • Asma e bronquites.

“O rim, como dito anteriormente, é fundamental para manter o bom funcionamento do nosso organismo. Para isso, você deve tomar alguns cuidados para que ele continue realizando suas funções. Entre as principais recomendações médicas estão: não consumir sal em excesso, beber a quantidade de água adequada, não fumar, manter o peso ideal, realizar atividades físicas e controlar o diabetes e a pressão.”

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. “Rins”; Brasil Escola

Você notou o quanto cada atividade é de extrema importância para o nosso organismo e que o desequilíbrio pode impactar na saúde drasticamente?

Gostou de conhecer cada função dos rins? Então deixe o seu comentário participe!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui