Tipos de pele: Dicas e cuidados essenciais!

Compartilhe

A pele é o órgão mais volumoso, palpável e visível do corpo humano, depois do cérebro, é a peça mais enigmática de toda a anatomia humana.

Existem quatro tipos básicos de peles saudáveis são elas: normal, seca, oleosa e mista. O tipo de pele é determinado pela genética, todavia, o aspecto também pode variar muito de acordo com fatores internos e externos.

Identificar o seu tipo de pele é muito importante, pois auxilia na tomada de decisão eficiente, ao determinar quais os cuidados e tratamentos de acordo com as particularidades.

Os tipos de pele

Pele Normal

O primeiro fator que define uma pele normal é o equilíbrio. Esse tipo de pele não é nem muito oleosa, nem muito seca. O termo “normal” é bastante utilizado para se referir a uma pele balanceada. O termo científico para pele saudável é eudérmica.

A sua textura é aveludada, macia e lisa, além disso possui uma elasticidade ideal e produz gordura (sebo) natural em quantidade suficiente.

A pele normalmente apresenta poros pequenos e pouco visíveis, pouco propenso ao desenvolvimento de espinhas e manchas. A zona T (testa, queixo e nariz) pode ser um pouco oleosa, mas o sebo total e a umidade são equilibrados.

Veja os aspectos para identificar a pele normal:

  • Boa circulação sanguínea;
  • Poros finos;
  • Textura aveludada, suave e lisa;
  • Transparência e frescor uniforme;
  • Sem manchas.

A pele normal não tem propensão a sensibilidade e ao aparecimento de cravos e espinhas.

Pele Oleosa

A pele oleosa possui o aspecto mais úmido, brilhante e espesso, devido a produção de sebo maior do que o normal. A herança genética é um fator que contribui muito para esse tipo de pele, no entanto, outros fatores também podem colaborar com a produção exacerbada de sebo. São eles:

Fatores internos: alterações hormonais, estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura.

Fatores externos: excesso de sol e ou uso de produtos cosméticos inadequados ou em quantidade excessiva.

Veja os aspectos para identificar a pele oleosa:

  • Poros visíveis e dilatados;
  • Brilho excessivo;
  • Pele grossa e pálida;
  • Os vasos sanguíneos podem não ser visíveis.

Esse tipo de pele está propenso ao aparecimento de acne, cravos e espinhas.

Quando a acne é suave, aparece um número considerável de cravos, quase sempre no rosto, todavia, podem aparecer no pescoço, ombros, costas e no peito.

Nos casos moderados e graves aparecem pápulas que são pequenas protuberâncias sem cabeça branca ou preta visível. Podem aparecer também pústulas que são protuberâncias de tamanho médio com um ponto branco ou amarelo no centro. Vale ressaltar que, nos casos moderados e graves a pele pode ficar avermelhada e inflamada.

Pele Seca

Caracterizada pela perda da água em excesso,  a pele seca apresenta pouca luminosidade, além de ser mais propensa a apresentar descamação e vermelhidão.

A umidade da pele é fornecida pela água encontrada nas camadas mais profundas.A pele perde água através da transpiração ou da PTEA (perda trans-epidérmica).

A transpiração colabora com a umidade, todavia, a perda ativa de água pelas glândulas (sudoríparas) ocasionada pelo calor, tensão e atividades físicas, podem levar ao ressecamento da pele caso não ocorra a hidratação.

A perda trans-epidérmica de água (PTEA): processo pelo qual a pele difunde em torno de meio litro de água ao dia de maneira passiva e natural.

Esse tipo de pele está propensa ao aparecimento de rugas e fissuras.

Fatores que causam a pele seca

A falta dos FHNs (fatores de hidratação naturais) como a ureia, aminoácidos e ácido láctico fundamentais no auxílio da fixação da água.

Os lipídios epidérmicos tais como ceramidas, ácidos graxos e colesterol que são necessários para uma função saudável da barreira cutânea.

Os fatores ambientais: tempo frio ou seco, o vento e a radiação ultravioleta. O banho demorado e com água quente, também pode provocar ou contribuir para o ressecamento da pele.

Existem algumas variações e graus de pele seca, podendo ser de levemente seca, pele muito seca e até a extremamente seca.

Veja os aspectos para identificar a pele levemente seca:

Pele seca
  • Sensação de rigidez;
  • Sensibilidade;
  • Aspereza.
Pele muito seca
  • Leve descamação ou áreas escamosas;
  • Aspecto áspero e manchado;
  • Sensação de rigidez;
  • Possibilidade de coceira.

A pele muito seca é mais sensível a irritação, vermelhidão e o risco de infecção.

Pele extremamente seca
  • Aspereza excessiva;
  • Rachaduras com tendência a formar frestas;
  • Calos;
  • Descamação;
  • Coceira frequente.

A pele extremamente seca é geralmente encontrada em idosos ou em mãos gravemente desidratadas.

Pele Mista

É o tipo de pele mais recorrente. Os tipos de pele alternam apresentando um aspecto oleoso e poros dilatados na zona T (testa, nariz e queixo) e seco nas bochechas e nas extremidades.

Esse tipo de pele tem espessura mais fina, com tendência à descamação e ao surgimento de rugas e linhas de expressões finas, muitas vezes precoce.

Os fatores que podem causar a pele mista são:

  • A produção excessiva de sebo;
  • Falta de sebo em algumas regiões da pele e a consequente déficit de lipídios.

Cuidados Básicos

tipos-de-pele-cuidados-básicos

Cada tipo de pele exige um cuidado especial e produtos adequados para que não ocorra agressões ou desidratação extrema.

Seca

Para esse tipo de pele opte por utilizar na limpeza loções com alto índice de hidratação. Evite utilizar produtos que contenham álcool em suas fórmulas, adstringentes ou sabonetes, pois esses produtos podem ser agressivos.

Após a limpeza é de suma importância a utilização de um protetor solar. Opte por protetores solares que sejam fabricados com emulsão ou creme.

Para potencializar a hidratação da pele é indicado o uso de hidratante quinze minutos antes de aplicar o protetor solar.

Oleosa

Utilização de água e um sabonete para peles oleosas é fundamental. Você pode usar loções adstringentes e géis esfoliantes uma vez por semana. Cuidado ao utilizar sabonetes antissépticos o seu uso excessivo pode gerar a remoção de componentes necessários a pele.

O protetor solar deve ser um produto que tenha a consistência em gel ou à base de água. Não utilize produtos com consistência em creme ou emulsões, pois eles podem obstruir os poros e ocasionar ainda mais oleosidade.

Mista

Os melhores produtos para quem tem a pele mista são as loções desengordurantes. O adstringente deve ser utilizado apenas na zona T (testa, nariz e queixo).

O protetor solar deve ser o mesmo para a pele oleosa. Opte também, por ter produtos livres de óleo.

Normal

Para a limpeza desse tipo de pele opte por sabonetes neutros ou loção de limpeza. Você pode finalizar com um tonificante suave e sem álcool.

O protetor solar dever ser em emulsão ou creme. Para potencializar a hidratação é recomendado o uso de um hidratante quinze minutos antes da aplicação do protetor.

tipos-de-pele-fototipos
Fototipos -Imagem por: Diverse + beauty

Fototipo cutâneo e radiação

Você sabe o que é fototipo? Fototipo é classificação numérica para a coloração da pele em reação à exposição solar (radiação). Ele é definido pela genética da pessoa.

Existem seis tipos de fototipos e para cada um existe regras básicas de proteção. Veja:

Branca – Fototipo I

A pele é clara, muitas vezes com sardas. Esse tipo de pele é extremamente sensível a radiação, queima sempre e não bronzeia.

Esse tipo de pele nunca deve usar um protetor solar com fator de proteção inferior a 50 FPS (fator de proteção solar).

Branca – Fototipo II

É um pouco mais escura que o fototipo I. Sempre queima, mas ao contrário do fototipo I, pode bronzear um pouco, todavia, é sensível ao sol.

Para pessoas com esse tipo de fototipo é recomendado protetores solares com o fator entre 30 a 50 FPS.

Morena Clara – Fototipo III

Pele um pouco mais escura que a fototipo II. É ligeiramente sensível ao sol.

Esse tipo de pele bronzeia progressivamente, no entanto, se não proteger de forma adequada, pode queimar rápido e facilmente.

O bronzeado nesse tipo de pele tende a durar mais. Opte por protetores solares com o FPS mínimo de 20.

Morena Moderada – Fototipo IV

A sensibilidade ao sol é normal. Esse tipo de pele é robusto e queima pouco. O bronzeado dura muito tempo.

O fator de proteção para esse tipo de pele é de 15 FPS.

Morena Escura – Fototipo V

Esse fototipo queima raramente. O bronzeamento ocorre sempre. É uma pele pouco sensível ao sol.

Atenção, por mais que o fototipo seja propício ao bronzeado é de suma importância o uso do protetor solar. O protetor solar nunca deve ter o seu fator de proteção a baixo de 15 FPS.

Negra – Fototipo VI

Esse fototipo é caracterizado pela pele escura ou muito escura. É totalmente pigmentado sendo insensível ao sol. Nunca se queima.

Atenção, por mais que o fototipo seja insensível ao sol nunca deixe de utilizar o protetor solar. O FPS não pode ser inferior a 15.

Você tem alguma dica sobre cuidados com a pele? Compartilhe conosco!

Deixe um comentário
Print Friendly

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui