Fumar pode antecipar a chegada da menopausa

Compartilhe
fumo-e-menopausa

Que o cigarro afeta o sistema respiratório e cardíaco todos já sabem, mas existe algo que serve de alerta para as mulheres. Descubra a relação entre fumo e menopausa!

Fumar e a ansiedade

Na sociedade em que vivemos, passamos por altos níveis de stress, e estamos dominados por um sentimento de ansiedade. Os prazos são curtos, o deslocamento para um local de trabalho por exemplo pode ser muito complicado, como os ônibus e metrôs lotados, o trânsito dos carros, a exigência dos outros e de si mesmo, os relacionamentos conturbados, as alterações hormonais que mexem com os sentimentos, etc.

Tudo isso propicia o fumo, pois o cigarro tem tabaco, rico em uma substância química denominada nicotina, que estimula a produção do hormônio de dopamina, trazendo sensação de prazer para o cérebro, por isso é tão fácil viciar e tão difícil largar.

Mesmo com todo este “alívio cerebral” momentâneo que o cigarro causa, tudo não se trata de uma ilusão, pois fumar acaba aumentando as crises de ansiedade a longo prazo.

Mulheres tem maior dificuldade em largar o cigarro

“Ao contrário dos homens, as mulheres possuem uma maior dificuldade em largar o cigarro.”

— pneumologista Luiz Carlos Corrêa da Silva, coordenador da Comissão de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia.

Isso acontece por causa dos fatores hormonais, sociais e psicológicos. De acordo com pesquisas feitas pelo Ministério da Saúde, na Vigitel 2013, o número de ex-fumantes no Brasil é maior entre os homens, que possuem um índice de 26% do que no caso das mulheres, sendo 18,6%.

Sabemos cortar o tabaco não é uma tarefa fácil, mas é possível ver dicas de como dizer não ao cigarro acessando nossa matéria: como parar de fumar?

Fumo e menopausa

Fumar aumenta o risco de aborto e falta de fertilidade, como foi comprovado por pesquisas, que apontavam que atuais ou ex-fumantes tinham 14% a mais de chance de infertilidade, além de poder adiantar em até quatro anos a chegada da menopausa.

Os sintomas da menopausa costumam aparecer entre 45 e 50 anos, mas ao fumar, a chance das quedas hormonais decorrentes do climatério acontecerem antes dos 45 aumenta em 60%. É um número muito elevado sim, comprovado por análises feitas na Noruega, na Universidade de Oslo e no Instituto de Saúde Pública.

reposicao-hormonal

Antecipar a chegada da menopausa não interfere apenas no quesito de ter novas aflições para lidar, mas também mexe com o fim do ciclo de reprodução, dificultando uma gravidez por exemplo (pela queda de progesterona). Além disso, o estrogênio também cai, deixando ossos e a artérias mais vulneráveis à doenças, como: derrame, AVC, osteoporose e infarto fulminante.

Após minuciosas avaliações de informações, relacionadas a mais de duas mil mulheres, os estudiosos acharam indícios de que o risco do fumo antecipar as quedas hormonais é proporcional aos anos de vício e à quantidade de cigarros que se fuma.

 “Esse dado é mais um a demonstrar que o impacto do cigarro sobre a saúde das mulheres é ainda maior do que os seus efeitos deletérios na saúde masculina.”

— Dr. Rogério Bonassi, ginecologista e membro da Associação Brasileira de Climatério.

Por que fumar traz o climatério mais cedo?

O fumo interfere no nível de estrogênio devido à nicotina (sim, aquela da sensação de prazer) e o monóxido de carbono. Esse gás carbônico diminui o nível de oxigênio levado pelo corpo, fazendo com que a circulação sanguínea se prejudique no transporte para os órgãos (principalmente os que precisam de muito sangue, como os ovários).

Essa redução na irrigação dos ovários acelera a queda de hormônios, até que se encerre de vez, pois estes órgãos que os produzem. No caso da nicotina, ela aumenta a rapidez com que o corpo gasta o estrogênio.

Para os ex-fumantes, é importante alertar: só depois de 10 anos tendo abandonado o cigarro, a probabilidade de ter menopausa precoce se iguala a de não fumantes.

E as fumantes passivas?

fumo-e-menopausa
fumo e menopausa

Se você convive com pessoas que fumam, acaba inalando a fumaça tóxica do cigarro indiretamente. Mas temos uma boa notícia! Esta pesquisa mostrou que as fumantes passivas não sofrem influência na parte hormonal, ou seja, não têm uma probabilidade maior de antecipar a menopausa.

Opte pela vida saudável, ela irá refletir positivamente no corpo e na mente! Gostou de saber a relação entre fumo e menopausa? Não consegue parar de fumar? Deixe seu depoimento!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui