Saiba como evitar a retenção de líquido e o inchaço na menopausa

Compartilhe
inchaço-na-menopausa

A menopausa é uma fase comum a todas as mulheres. Dentre os diversos sintomas apresentados nessa fase estão as mudanças corporais e emocionais. Quando o assunto é o corpo, a retenção de líquidos é um dos indícios mais comuns, gerando assim o tradicional (e temido) inchaço na menopausa.

Se você quer entender melhor porque isso acontece e como evitar esse efeito colateral, então não deixe de ler a postagem de hoje. Vamos lá?

Por que retemos líquido?

Agora que você já sabe que nosso corpo retém líquidos nesse período, deve estar se perguntando por que isso acontece, certo? Afinal de contas, sempre queremos saber como uma mudança no metabolismo é capaz de influenciar nosso corpo nesse nível.

Na verdade, esse sintoma pode acontecer em qualquer idade, sempre que seu corpo detectar um nível baixo de líquido no seu organismo. Isso acontece quando a quantidade que você ingere está abaixo da necessária ou quando consome muito sódio, desequilibrando o organismo.

Trabalhando de forma inteligente, seu organismo automaticamente ativa um mecanismo de defesa e começa a reter líquido, tudo isso visando restabelecer o equilíbrio e evitar um desgaste maior, podendo comprometer seu funcionamento.

Esse sintoma afeta principalmente as mulheres que apresentam algum tipo de desequilíbrio hormonal, como em períodos de menstruação, gravidez ou a menopausa.

como-saber-se-estou-na-menopausa

Isso ocorre porque o corpo feminino, quando passa por mudanças hormonais, sofre alguns efeitos colaterais. No caso da menopausa, por exemplo, há uma variação de hormônios como a progesterona, o estrogênio e o FSH. Já consegue imaginar como essa alteração interfere no seu corpo?

E não é só isso: alguns fatores podem potencializar esse efeito, como o estresse e uma dieta errada, por exemplo. Então é bom estar sempre atenta e se preparar para amenizar os efeitos e evitar a retenção de líquidos.

Principais sintomas

Agora que você já sabe que seu corpo pode reter líquidos, é necessário saber quais sinais ele dá quando isso acontece, até porque eles existem e devem ser considerados. Veja alguns:

Inchaço

A pessoa com retenção de líquidos percebe que fica mais inchada, principalmente nas áreas comuns. O resultado disso é um aumento na pressão arterial e até no peso geral, que pode aumentar em até 2 quilos. Se você já sentiu esse efeito, então sabe como ele incomoda.

Dores corporais

Muitas mulheres compartilham que sentem a barriga e outras áreas do corpo aumentarem de volume. O resultado disso é um aperto maior nos anéis e um inchaço nos seios, provocando dores e desconforto.

A água normalmente fica concentrada nos quadris, seios, mãos, pés e abdômen. Isso acontece porque, em vez de ser eliminada na urina, acaba ficando retida entre as células.

É comum que as mulheres também reclamem de cansaço, dores de cabeça e pele seca. Esses podem ser outros sinais comuns da retenção.

inchaço-na-menopausa

A boa notícia é que existem alguns hábitos alimentares e cuidados com o corpo que podem evitar a retenção de líquido e o inchaço durante a menopausa. Confira alguns deles e coloque em prática assim que puder!

Hidratação é fundamental para evitar a retenção de líquido e o inchaço na menopausa

Ao saber que o organismo está retendo líquido, muitas pessoas pensam que beber água fará com que ainda mais líquido se acumule no corpo. Só que esse pensamento trata-se de um equívoco e, na verdade, você deve fazer exatamente o contrário.

Nessa fase, é de extrema importância a hidratação contínua. Por isso, beba bastante água! Essa medida auxilia na eliminação das toxinas que se acumulam no organismo e, por consequência, na retenção de líquido.

Porém, se você não gosta de beber muita água, faça a substituição em algumas partes do dia por chás, principalmente os tipos considerados diuréticos, como a cavalinha, sálvia, dentre outros com a mesma função. Apesar de não existir uma eficácia comprovada de alguns deles, o simples fato de ingerir o líquido contribuirá para a hidratação.

Da mesma forma, sempre que possível, evite bebidas alcoólicas e com cafeína, além das que contêm muito açúcar, como refrigerantes e sucos industrializados. Se você pensa que essa medida é bobeira, é bom saber que ela pode ajudar a minimizar o principal efeito da retenção de líquido: o inchaço.

Pratique exercícios físicos

Praticar atividades físicas é uma medida simples e que ajuda a cuidar do seu corpo em diversos sentidos. Como estimula a circulação do sangue, a atividade contribui para diminuir o efeito do inchaço causado pela retenção de líquidos. Uma ótima maneira de aliviar os sintomas, concorda?

Portanto, procure se exercitar, mesmo que seja uma caminhada leve. Acredite: 20 minutos diários são suficientes para que você sinta os efeitos no corpo e tenha uma rotina mais agradável. Com o passar do tempo, você pode ir aumentando a duração dos exercícios também, sempre respeitando o seu corpo.climaterio-sintomas

Além de diminuir a retenção de líquidos, os exercícios físicos ainda liberam endorfina, um hormônio que melhora o humor e a disposição. Como esses fatores também sofrem alterações características no período da menopausa, você acaba resolvendo alguns problemas de uma só vez.

Controle a alimentação

Uma boa alimentação é uma importante aliada em uma vida mais saudável e leve ? e seus efeitos também podem ser sentidos na redução da retenção de líquidos e do inchaço na menopausa.

A primeira medida a ser tomada (que pode começar a valer a partir de agora) é diminuir a quantidade de sal ingerida diariamente. Isso inclui não apenas o sal adicionado às refeições caseiras, mas também o contido nos produtos industrializados que temos tanto hábito de comer. Nós, brasileiros, gostamos muito do sal, mas é bom controlar o consumo para não sofrer depois.

Nesse caso, aposte na ingestão de outras especiarias e temperos nos seus alimentos. Opção é o que não falta e você pode descobrir ótimas alternativas, como cominho, ervas e pimenta. Conforme você for testando, vai encontrar o que mais te agrada e combina com seu paladar e pode adotá-la com mais frequência.

Por outro lado, você também deve investir nos alimentos certos. Inclua vegetais e frutas, como espinafre, pepino, melão, melancia e abacaxi que, entre outras propriedades, são ricos em líquidos. Assim fica mais fácil melhorar o funcionamento do organismo de uma maneira geral.

Somado a isso, substitua os grãos comuns pelos integrais. Algumas medidas são muito simples, como trocar o arroz branco pelo integral. Essa é uma maneira de deixar sua refeição mais saudável e oferecer nutrientes importantes para o seu organismo. E não é só isso: seu intestino também vai funcionar melhor e, de quebra, ainda auxiliará na diminuição da retenção de líquidos.

Dentro de uma dieta saudável e equilibrada, você também pode apostar na contribuição dos suplementos alimentares. Eles ajudam a manter seu organismo nutrido como deve estar, facilitando o funcionamento correto e a eliminação das toxinas.

Além disso, você pode aumentar a dosagem de alimentos que ajudam bastante, como a soja, linhaça e óleo de prímula. Aproveite e converse com seu nutricionista e veja como uma boa alimentação pode fazer toda a diferença nesse período.

Fique de pernas para o alto

Quem passa muito tempo sentado ou de pé também precisa tomar cuidado. Essa postura pode parecer inofensiva, mas merece atenção, já que acaba fazendo com que os líquidos se concentrem nos pés, tornozelos e pernas. Tudo isso, como você deve imaginar, acaba provocando o inchaço que você quer evitar.

Por isso, sempre que possível, coloque os pés no mesmo nível do quadril ou até mesmo acima. Isso pode ser feito com um banco ao se sentar em uma cadeira ou na própria cama, esticando as pernas. Nesta última situação você pode, inclusive, manter as pernas um pouco mais elevadas com a ajuda de um travesseiro acima do nível do corpo.

Essa medida é simples e alivia de forma eficiente o acúmulo de líquidos nos membros inferiores, parte do corpo mais acometida pelos inchaços.

Invista em massagens específicas

Quando o assunto é a retenção de líquidos, as massagens podem ser de grande ajuda também. Se as suas dores e desconfortos se concentram em uma área específica, é importante massagear (seja você mesma ou algum profissional) para aliviar. E tem mais: além de melhorar os sintomas, você promove uma melhor circulação do sangue, aliviando o inchaço.

Para ajudar e tornar a experiência ainda melhor, você pode contar com a ajuda de cremes e géis frios, principalmente aqueles com eucalipto em sua composição. Esses materiais favorecem a eliminação de líquidos e podem ser ótimos aliados.

Outra boa opção é apostar nas famosas sessões de drenagem linfática, opção que vem ganhando cada vez mais espaço. Nada mais natural, já que elas contam com um perfil terapêutico e relaxante, melhorando a circulação e ajudando a diminuir os efeitos da retenção.

Faça esse investimento pensando que essa é uma ótima forma de combater a retenção de líquidos. Ainda assim, caso você esteja um pouco apertada, pode apostar na autodrenagem, fazendo por conta própria. Se essa possibilidade chamou sua atenção, veja como arrasar na massagem desse tipo.

Como fazer?

Quando estiver sentada, pegue um pouco de creme e espalhe nas mãos. Quando elas estiverem umedecidas, deslize e espalhe-o do tornozelo até o joelho. Faça esse movimento repetidas vezes, com a mão mais dura e estimulando a circulação, dando mais ênfase no movimento tornozelo-joelho.

Depois disso, já em pé, comece repetindo o mesmo movimento muitas vezes, mas agora do joelho até a virilha. Nesse momento, é bom dar um destaque ainda maior para a parte interna da coxa.

Em seguida, com o braço estendido para frente, use a outra mão para passar o creme. Depois, é só massagear do cotovelo até a axila, passando pela circunferência do braço.

Para fechar e conquistar bons resultados no seu corpo, é só deslizar as mãos fazendo círculos pequenos na barriga. Nesse momento, é bom dar uma atenção especial à parte em torno do umbigo, fazendo o movimento, preferencialmente, no sentido horário.

Aposente as roupas apertadas

As roupas muito apertadas podem ser ótimas para o corpo, marcando melhor a cintura e até deixando você com a aparência mais magra. Essa pode ser uma maneira eficiente de se sentir mais bonita e bem consigo mesma, mas são péssimas quando o assunto é a retenção de líquidos.

Como marcam muito, elas acabam obstruindo a circulação e o resultado disso tudo é o impedimento da remoção de líquidos do corpo. É isso mesmo: o processo não acontece da forma adequada e seu organismo acaba segurando o líquido.

Então, seja inteligente e comece a usar roupas um pouco mais folgadas e largas. É claro que não precisa ser nada grande demais. Você pode encontrar modelos encantadores e mais folgados. Assim você consegue ficar linda e ainda se livrar do inchaço.

Vez ou outra, você pode usar as meias elásticas. Embora sejam um pouco apertadas (e por isso não devem ser usadas sempre), elas facilitam a drenagem na área das pernas e também ajudam muito. Outra boa opção são as roupas de compressão, pois evitam a estagnação do sangue e da água nos membros, fazendo com que seu corpo se livre da água com mais facilidade.

inchaço-na-meopausa

Deixe o cigarro de lado

Para ativar a circulação e diminuir esses sintomas, nada melhor que adotar hábitos que potencializam esses resultados. Portanto, se esforce para ter uma rotina mais leve e saudável. Se você fuma, por exemplo, é hora de abandonar o cigarro de uma vez por todas!

Para quem não sabe, esse vício também atrapalha a sua circulação e favorece a retenção (além de ser péssimo em vários outros sentidos). Essa é uma maneira de fazer com que seu corpo funcione melhor e você fique melhor consigo mesma. Acredite: você vai agradecer quando ficar livre desse hábito!

Evite exposição excessiva ao sol

Ficar torrando no sol pode garantir um bronzeado bonito, mas, como tudo na vida, o exagero também não faz bem. As radiações solares em excesso podem destruir as fibras elásticas. É isso mesmo, aquele dia de sol, super quente pode provocar o inchaço do qual você quer tanto fugir.

Além disso, mesmo com as veias em perfeito funcionamento, pode ser que suas mãos, pés e pernas aumentem de tamanho quando você fica muito no sol. Isso acontece porque o calor dilata a circulação. Dessa forma, o sangue chega aos órgãos de forma rápida, mas retorna ao coração com lentidão. Portanto, nada de se expor exageradamente e lembre-se de sempre usar protetor solar para preservar sua pele.

Tome chás diuréticos para menopausa

Como já falamos acima, o café pode não ser o melhor amigo nesse tipo de situação. Por outro lado, o que pode fazer muito bem para as mulheres na menopausa são os chás de ervas, também conhecidos como diuréticos.

O inchaço da menopausa acontece como reflexo da retenção líquida e os chás diuréticos podem aliviar muito esse desconforto. Como você já deve imaginar, seu consumo ajuda na eliminação da água em excesso no organismo por meio da urina, limpando o organismo.

Eles devem ser ingeridos nos dias com uma tendência maior à retenção e sempre com os componentes corretos. Nesse caso, aposte em opções como o chá-verde, de gergelim, hibisco e dente-de-leão. Eles são ótimas opções e você pode tomar sem medo.

Mas antes de sair consumindo esses itens por conta própria, é bom aproveitar para conversar com o seu médico. Veja se você pode adotar o consumo e se esse é o caminho mais indicado no seu caso, pois não é qualquer pessoa que pode tomar chá diurético (mesmo com os componentes naturais).

Caso essa seja uma boa opção, você vai ver como ela pode trazer muitas vantagens e diminuir os efeitos da retenção de forma rápida e eficiente.

Opte por algum tratamento natural para menopausa

A instabilidade hormonal também pode trazer muito desgaste nesse período, deixando muitas mulheres de cabelo em pé. Se essa é a sua situação, então você provavelmente já percebeu como essa alteração pode interferir ? e muito! ? no funcionamento do seu corpo.

Justamente por isso, tratamentos naturais para menopausa podem ser uma ótima saída! Eles ajudam a eliminar o inchaço da menopausa e melhorar o funcionamento do seu organismo ? tudo isso enquanto os hormônios sintéticos podem até agravar o problema, aumentando a retenção, favorecendo o ganho de peso e até casos graves como complicações cardíacas e o desenvolvimento de quadros de câncer.

Alternativas naturais, como o próprio nome indica, atuam por meio dos alimentos (ou suplementos alimentares). Essa é uma maneira de fazer com que seu corpo reponha os hormônios que estão em falta ou com sua produção comprometida ? tudo isso evitando os efeitos colaterais do período.

A fórmula costumam ser feitas a base de componentes medicinais das plantas e normalmente combinam o que há de melhor na natureza. O Active Woman Plus Fórmula, por exemplo, pode ser uma ótima opção. Ele possui vários ingredientes que visam regularizar o funcionamento do organismo feminino, melhorando vários aspectos. Em sua fórmula, ele conta com os seguintes componentes:

Óleo de linhaça

É um composto fito-químico que tem uma estrutura similar ao estrógeno. Assim, fica mais fácil reduzir os sintomas da menopausa.

Óleo de prímula

Composto por ácidos graxos poli-insaturados, ele não é produzido de forma natural pelo organismo, ou seja, deve ser consumido. Suas substâncias ajudam no equilíbrio hormonal.

Gérmen de soja

Esse é o único vegetal com proteínas iguais às dos animais, trazendo melhora para problemas como a falta de lubrificação vaginal. Somado a isso, ele ainda pode amenizar os sintomas da menopausa  ? E tudo isso sem engordar.

reposicao-hormonal

Ômega 3 e 6

Essenciais para a saúde, essas substâncias também devem ser consumidas, pois não são naturalmente produzidas. Com atividades anti-inflamatórias, o Ômega 3 controla o nível de colesterol e reduz a pressão arterial, fazendo da menopausa um período saudável e tranquilo. Já o Ômega 6 melhora o funcionamento do sistema cardiovascular.

Você possui outros sintomas da menopausa que atrapalham seu dia a dia? Então não fique sofrendo com eles, se aproprie dessas medidas que compartilhamos aqui e adote na sua rotina. Existem compostos naturais que ajudam a equilibrar o organismo, reduzindo os desconfortos e proporcionando mais bem-estar nesta fase da vida.

Se você está em busca de outras dicas sobre como enfrentar as transformações hormonais de forma mais leve e feliz, compartilhe suas dúvidas nos comentários!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email