Trombose: como lidar com esse problema nos vasos sanguíneos?

Compartilhe
trombose

Tem sentido suas pernas inchadas, mais vermelhas, com vasos aparentes e aquela dor insuportável? Cuidado! Isso pode ser um sinal da trombose.

O que é a trombose?

Um trombo é um coágulo de sangue na veia, na artéria ou no coração, que pode bloquear total ou parcialmente qualquer vaso sanguíneo. Ele normalmente se forma quando o fluxo de sangue é muito devagar ou quando ocorre uma coagulação que não é necessária (solidifica-se o que não deveria).

O tipo mais comum da doença forma-se na perna, chamada de trombose profunda da veia. Se a veia é obstruída, o sangue não pode ser bombeado, ou seja, não consegue mais passar por ela. Isso ocasiona uma pressão na passagem venosa e nos capilares mais profundos, tornando as pernas avermelhadas, doloridas e inchadas. A este inchaço se dá o nome de edema.

Estudos apontam que esta doença atinge 1,5 milhões de cidadãos, além de ser responsável por 20% dos casos de acidente vascular cerebral no Brasil. Como envolve um grande número de pessoas, o Ministério da Saúde quis conscientizar a população da importância de prevenir esta doença, criando em 16 de setembro o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Trombose.

Possíveis causas da trombose

Circulação sanguínea lenta

Por causa das contrações dos músculos das pernas, o sangue é bombeado a partir dos membros inferiores para o coração. As válvulas nas veias garantem que o sangue possa fluir de volta ao coração, se este bombeamento muscular não funcionar devidamente, ele fluirá devagar.

Uma circulação sanguínea lenta também é causada pela inatividade física prolongada, ou seja, um repouso de muito tempo (ex: depois de uma cirurgia e depois de um longo voo).

Danificação da parede do vaso sanguíneo

Geralmente danos ocorrem nas veias, por causa de hábitos alimentares não saudáveis, fumo, diabetes e pressão alta, podendo causar o estreitamento das artérias. Os coágulos de sangue se acumulam facilmente nesses estreitamentos, desencadeando sérios problemas, como: ataque cardíaco, derrame, AVC, etc.

Mudanças na composição do sangue

Normalmente o sangue contém substâncias que impedem a coagulação espontânea. Se esses componentes estiverem parcialmente ou completamente ausentes, a trombose pode ocorrer. Há também substâncias que alteram a composição sanguínea, de tal maneira que podem aumentar os riscos (ex: gravidez, uso de contraceptivos orais e de certos medicamentos).

Embolia pulmonar

trombose
Imagem por: Universidade de Harvard.

O embolismo pulmonar é uma complicação perigosa da trombose, através do qual uma parte do coágulo de sangue que se inicia nas pernas acaba se soltando e sendo levado pelo fluxo do sangue, como você pode ver na imagem acima, e termina em seus pulmões. Tem como principais sintomas a falta de ar, dores no peito e tosse.

O que fazer para prevenir a trombose

A trombose é tratada com anticoagulantes, mas é como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”. Observe abaixo hábitos simples e eficazes na luta contra a trombose.

Exercite-se regularmente

Fazer algum tipo de exercício físico a cada duas horas e praticar esportes são opções excelentes, não é necessário uma atividade de alto impacto, pode-se também dar aquela caminhada ou andar de bicicleta.

Abandone o cigarro

trombose
Esforce-se para ter um estilo de vida mais saudável! Fumar traz um alto risco para a trombose e para outras doenças no corpo.

De acordo com o Ministério da Saúde, o consumo de tabaco é causador de 25% das mortes por doenças vasculares, tendo o mesmo número para angina e infarto do miocárdio, além disso, é responsável por 90% dos casos de câncer pulmonar e 30% de outros tipos de câncer (leucemia, bexiga, rim, colo do útero, esôfago, faringe, pâncreas, laringe e de boca).

quer-saber-como-seu-corpo-funciona

Peso em equilíbrio

Tente manter um peso saudável, evitando comer gorduras saturadas e consumindo muitas frutas e vegetais, a alimentação é essencial para a prevenção da trombose.

Evite a bebida alcoólica

O álcool também pode causar sérios danos, não só ao fígado como ouvimos falar, mas às artérias e veias.

“Evitar a bebida alcoólica, porque provoca a desidratação, que favorece a trombose. Pelo contrário, procurar ingerir bastante água, sucos, refrigerantes, para ficar hidratado, com isso a pessoa vai mais ao banheiro e essa movimentação ajuda a fazer a circulação de sangue pelas veias. São medidas, além do remédio, que podem atenuar os riscos.”

– Dr. Salo Buksman

Você sofre com a trombose? Está suspeitando que ela esteja no seu corpo? Comente aqui no Saudável e Feliz.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui