Qual é a diferença entre medicamentos genéricos e de marca?

Compartilhe
qual-e-a-diferenca-entre-remedios-generico-e-original
Descubra a diferença entre as classificações dos medicamentos de marca, similares e referência.

Qual é diferença entre remédio genérico e original? Você entra em uma farmácia com uma receita na mão e, o farmacêutico informa que aquele remédio prescrito na receita não tem, mas que ele tem o genérico daquele medicamento. Vamos ver qual é a diferença entre remédio genérico e original?

Antes de mais nada, vale ressaltar que todos os medicamentos passam por um crivo de pesquisas e análises, são inúmeros testes de qualidade para ter a fabricação aprovada.

Qual é a diferença entre remédio genérico e original? Veja a Classificação!

Os medicamentos são divididos em classificações, existe a classificação oficial e a classificação comercial. Na classificação oficial, existem apenas três categorias:

  • Categoria dos medicamentos de referência (marca);
  • Categoria dos medicamentos similares;
  • Categoria dos medicamentos genéricos.

O medicamento ético não entra nessa categoria, pois ele não é uma categoria, mas sim apenas uma expressão, pois o medicamento ético está dentro da categoria de referência.

O que é medicamento ético?

Quando uma indústria farmacêutica vai introduzir um novo fármaco no mercado, ela precisa da aprovação de um grupo de pesquisadores, que geralmente se reúnem em uma universidade de prestígio para analisar o produto, esse grupo não possui qualquer ligação com a indústria farmacêutica.

Os pesquisadores devem avaliar, se aquele fármaco que é um candidato a um novo medicamento (remédio), será seguro para os estudos em animais e, depois sucessivamente, para o uso em seres humanos.

reposicao-hormonal

Esse grupo é chamado de comitê de ética em pesquisa, portanto, todo o fármaco que é o inovador no mercado (pois, antes não existia), e procura o lançamento como medicamento, deve-se submeter ao comitê de ética para receber a aprovação e liberação para seguir com os estudos.

Portanto, todo medicamento inovador que deriva de um novo fármaco e, que precisa da aprovação do comitê, recebe o nome de medicamento ético, pois ele precisa da aprovação do comitê de ética.

Atenção! O termo medicamento ético, não é dado porque ele possui ética e os outros não! Ele é ético, pois foi submetido ao comitê de ética, por ter um fármaco inovador.

O que é remédios de referência (marca ou original)?

Antes de iniciar a explanação sobre o medicamento de referência, vale sinalizar, que todo o mediamento ético é uma referência, todavia, nem todo medicamento de referência é ético!

Quando um novo fármaco é aprovado e se torna um medicamento, ele recebe um tempo de exclusividade, para que apenas a indústria desenvolvedora da inovação, possa produzir e comercializar o produto durante 10 anos (período de patente).

É uma maneira de resguardar e recompensar a indústria que investiu uma grande quantia de dinheiro em pesquisas e desenvolvimento, para que ela possa recuperar os valores investidos.

A indústria farmacêutica estando protegida pelo período de 10 anos, irá divulgar entre a comunidade médica, bem como, entre os atores influentes da área da saúde apresentando o novo medicamento. Principalmente, para os especialistas que detém a liberação para receitar medicamentos. Com isso, os médicos passarão a prescrever esse novo medicamento para a população, tornando-o uma referência de prescrição para a classe médica.

É desse ensejo que vem o termo “referência”, pois toda a vez que o médico for receitar um medicamento que contenha o fármaco inovador, ele irá receitar o primeiro medicamento fabricado sob a base desse fármaco.

Lembra, quando foi dito no texto que todo o mediamento ético é uma referência, todavia, nem todo medicamento de referência é ético? Então, depois que a patente vence, qualquer indústria farmacêutica pode desenvolver uma cópia do medicamento ético, o que acontece é que algumas indústrias têm o peso tão forte no mercado, que os seus produtos também passam a ser referência para a comunidade médica.

O que são remédios similares?

Todo medicamento que é lançado, tendo como base o mesmo fármaco depois do ético é um medicamento similar (cópia). Existe apenas um ético, todos os outros serão similares. Vale ressaltar, que esse medicamento similar pode ser bem propagado e acabar virando um medicamento de referência.

O que são remédios genéricos?

É um medicamento que não tem nome comercial, ele apenas vem com o nome do fármaco na caixa e na apresentação do produto. O medicamento genérico não é pior que o medicamento ético, referência ou similar, até porque, ele passa pelos mesmo testes (de alto grau de especificidade e exigência acompanhados pela ANVISA) que os outros medicamentos das outras classificações passam!

Os genéricos foram criados, pois eles são obrigados por lei a serem 35% no mínimo mais baratos, do que o medicamento ético (referência), essa política se faz necessária para que a população como um todo, principalmente os mais carentes possam ter acesso a fármacos caros pagando mais barato.

Ou seja, você não pagará a marca do produto, bem como, por propaganda e mídia – para o medicamento genérico não há investimento nas embalagens e muito menos em propaganda, resultando no barateamento do produto! Você pagará apenas pelo fármaco. Você percebeu que a não existe diferença entre remédio genérico e original!

Esclarecedor não é mesmo? Deixe o seu comentário dando a sua opinião sobre os medicamentos!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui