Alteração hormonal: sinais que o corpo mostra quando isso acontece

Compartilhe
alteracao-hormonal

A palavra hormônio é originária do grego, e significa movimento ou estímulo. A alteração hormonal pode desencadear sensações péssimas, pois os hormônios são responsáveis pelo nosso bem-estar e equilíbrio das funções naturais do corpo. Mas, afinal, você sabe quais são eles?

Hormônios da “felicidade”

Endorfina

Auxilia na redução do estresse devido à sua força analgésica e tranquilizante, trazendo uma sensação de conforto e alegria. A prática de exercícios físicos ou a dança são ótimos meios para a liberação desse hormônio.

Dopamina

Desencadeia impulsos que agem no controle do movimento, da memória, e da sensação do prazer. Pode ser liberada ingerindo alimentos saborosos, tendo relações sexuais ou jogando. Uma boa alternativa de jogo, que cabe na bolsa e ainda exercita a memória, são as palavras-cruzadas.

Serotonina

Este hormônio é responsável pelo sono, ritmo do coração, fome, regulação da atividade dos músculos lisos e de alguns outros hormônios, e claro, uma noite bem dormida, batimentos equilibrados e saciedade trazem uma sensação ótima de bem-estar. O consumo de chocolate também é ótimo para a liberação desse hormônio, mas lembre-se, tudo que é exagerado faz mal!

Ocitocina

Também conhecida como “hormônio do amor e da fidelidade”, a ocitocina faz com que uma pessoa se sinta atraída por outra, despertando o desejo. Ela também é liberada durante o orgasmo, tanto no homem, quanto na mulher.

reposicao-hormonal

Alteração hormonal na menopausa e na andropausa

Os principais hormônios envolvidos na menopausa são estrogênio e progesterona, já na andropausa há queda de testosterona. Veja abaixo a função deles:

Estrogênio

Fabricado nos ovários, o estrogênio tem como função o desenvolvimento das características sexuais femininas (crescimento das mamas, pelos íntimos, crescimento uterino e vaginal, etc.) e do endométrio, além de promover a calcificação dos ossos.

Progesterona

Também produzida nos ovários, a progesterona prepara o corpo feminino para a maternidade, ou seja, molda o útero para recepção do óvulo fecundado e modifica as mamas para lactação, além de controlar as contrações do útero, para impedir o aborto espontâneo.

A alteração hormonal do estrogênio e da progesterona na menopausa desencadeiam uma série de sintomas, como: osteoporose, fogachos, falta de libido, sudorese, insônia, acúmulo de gordura abdominal, etc.

Testosterona

Produzida nos testículos, a testosterona é responsável pelo desenvolvimento dos órgãos sexuais masculinos, características secundárias (barba, pomo-de-adão, voz mais grossa, massa muscular, agressividade, etc.) e pela libido (desejo sexual).

A queda de testosterona começa geralmente a partir dos 30 anos, mas em volume baixo, cerca de 1% ao ano. A andropausa gera alterações de humor, cansaço, perda de energia, diminuição da libido, disfunção erétil e perda de músculos. É importante lembrar que nem todos os homens vão sentir os sintomas da andropausa.

Doenças causadas por problemas hormonais

Hipertireoidismo

Atinge 1,3% da população brasileira e é uma doença hormonal, que interfere no metabolismo, onde as tireoides produzem hormônios em excesso, desencadeando sérios problemas. Uma das principais características desta patologia é a perda de peso, mas também costuma provocar aceleração dos batimentos cardíacos, dificuldade para dormir, diarreia, ansiedade, nervosismo, alterações de humor, tremores e intolerância ao calor.

Hipotireoidismo

Atinge 4,6% da população brasileira e ao contrário do hipertireoidismo, esta doença é caracterizada pela baixa produção dos hormônios da tireoide, assim, a pessoa acaba ganhando peso (em média 4 kg), além de poder ter um nódulo no pescoço, chamado de bócio. Outros sintomas aparentes são: cansaço e sono, intestino preso, falhas de memória, pele ressecada, perda de cabelo, dor muscular e diminuição da frequência cardíaca.

Excesso de cortisol

As obrigações, a ansiedade e o nervoso cotidiano podem aumentar o nível da produção de cortisol, conhecido como hormônio do stress. 

É importante tratar este desnível hormonal desde o princípio, para não causar quadros graves de estresse intenso, através de terapia, relaxamento, exercícios físicos regulares, alimentação saudável baseada em vitaminas e antioxidantes, além de evitar ficar muitas horas em frente ao computador e à televisão.

teste-da-menopausa

Problemas no fígado, tumores e dilatação no canal sanguíneo

Estas doenças são causadas pelo uso de hormônios anabolizantes, geralmente consumidos por pessoas que frequentam academias, em busca do “corpo ideal”, mas a vaidade pode custar caro.

Existem profissionais pouco confiáveis que incentivam muitos jovens à utilização de anabolizantes, principalmente em academias. Infelizmente, existem médicos e outros profissionais de saúde que também fazem o mesmo.

― R7.

As consequências do uso de anabolizantes podem aparecer somente depois de anos. Não se arrisque, opte pela vida saudável!

Agora você sabe mais sobre a alteração hormonal! Já passou por isso? Que tipo de tratamento utilizou? Faça seu comentário.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui