Doenças no fígado estão entre as que mais matam no Brasil

Compartilhe
doencas-no-figado

As doenças no fígado crônicas estão entre as patologias que mais matam pessoas no Brasil. O fígado possui mais de 500 funções, sendo algumas delas: armazenar e liberar glicose, metabolizar lipídeos, metabolizar proteínas (conversão de amônia em ureia), síntese de proteínas do plasma, processamento de drogas e hormônios, destruição de células do sangue desgastadas e bactérias, emulsificação de gordura durante a digestão, através da secreção da bile, então é sempre importante cuidar muito bem deste órgão.

Sinais de doenças no fígado que o corpo revela

  • dor abdominal do lado direito;
  • barriga inchada;
  • enjôo e vômito;
  • falta de apetite;
  • cor amarelada (na pele e nos olhos);
  • tontura;
  • dores de cabeça;
  • gosto amargo na boca;
  • cansaço;
  • aumento de peso;
  • icterícia;
  • urina escura;
  • fezes claras;
  • febre.

Doenças no fígado mais comuns

Cirrose e doenças causadas por bebida alcoólica

Grande parte da população reconhece que o álcool faz mal para o fígado, e a doença mais popular causada pela bebida é a cirrose, que apresenta mais de 150.000 casos por ano, de acordo com o Hospital Israelita Albert Einstein. Esta doença foi responsável por 15.495 mortes em 2000 e 19.345 em 2010.

Outras patologias podem ser desenvolvidas pelo mesmo motivo, como: fibrose e esteatose.

Fígado gordo

O consumo de alimentos com muita gordura e com alto colesterol causam acúmulo de gordura na região do fígado, desencadeando a esteatose, popularmente conhecida como fígado gordo.

Este excesso de gordura nas células pode atrapalhar o trabalho do fígado, e se não tratada inicialmente, a doença evolui para a cirrose.

tratamento-para-menopausa

“O aumento de gordura dentro dos hepatócitos, constante e por tempo prolongado, pode provocar uma inflamação capaz de evoluir para quadros graves de hepatite gordurosa, cirrose hepática e até câncer. Nesses casos, o fígado não só aumenta de tamanho, como adquire um aspecto amarelado.”

— Dr. Drauzio Varella

Hepatite

A hepatite é uma doença no fígado muito conhecida, mas muitos se esquecem que ela de manifesta em vários tipos, sendo classificadas em A, B, C, D, E e autoimune, sendo mais frequentes A, B e C no Brasil, que têm como causa um vírus.

Neste caso, não há medicação específica para o tratamento da doença, logo, o sistema imunológico precisa combatê-la, sendo fortalecido através de repouso e alimentação saudável.

Doenças genéticas

A genética também pode desencadear problemas no fígado. A hepatite autoimune é ótima para exemplificar, pois ela de desenvolve quando o próprio sistema imunológico ataca o tecido celular do fígado, gerando sintomas como o da hepatite causada por vírus, porém, ela é uma doença rara.

A hemocromatose também é uma doença genética que faz com que a pessoa absorva muito ferro no sangue, acumulando-o no fígado, deixando o órgão com lesões.

A hemocromatose “pode levar a doenças como câncer, batimento cardíaco irregular e cirrose do fígado. Os sintomas estão relacionados a condições decorrentes da sobrecarga de ferro, como diabetes, escurecimento da pele, ritmo cardíaco anormal ou artrite.”

— Hospital Israelita Albert Einstein

Hábitos que causam problema no fígado

  • má alimentação;
  • excesso de álcool;
  • uso indevido de medicamentos;
  • estilo de vida sedentário.

Exames que detectam problemas no fígado

Exames laboratoriais de TGO (transaminase glutâmica oxalacética) e TGP (transaminase glutâmica pirúvica), partes do hepatograma (exame de sangue) são capazes de identificar se seu figado está saudável ou não, verificando as funções hepáticas e as vias biliares.

Como prevenir e tratar corretamente

doencas-do-figado
doenças no fígado

Alimentos saudáveis ajudam não só o fígado, mas o funcionamento geral de organismo. No caso deste órgão especificamente, o consumo de peixe grelhado, frango cozido sem pele, saladas, arroz branco, gelatina, bolacha de maisena, frutas, verduras, além de beber bastante água.

É importante também evitar refrigerantes, café, sucos de caixinha, bebidas alcoólicas, frituras, chocolate, ovo frito, enlatados, embutidos, massa folhada e remédios desnecessários.

Transplante de fígado

Muitas pessoas chegaram em um estado em que o fígado não funciona mais, e é necessário um trasplante, que se consegue depois de longos períodos aguardando. Por isso é necessário falar da importância da doação de órgãos.

De acordo com a ABTO (Associação Brasileira de Transplante de Fígado) é possível ser um doador intervivo, que permite a retirada parcial do fígado, de pessoas perfeitamente saudáveis, para transplantá-lo a um paciente com doença no fígado.

“É importante destacar que esse tipo de transplante, inicialmente, foi pensado para crianças, devido ao baixo número de doadores nos primeiros anos de vida.”

suor-em-excesso

Gostou de saber mais sobre as doenças no fígado? Já teve alguma? Deixe sua marca aqui no Saudável e Feliz, faça um comentário!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui