Dores no joelho – o que pode ser?

Compartilhe
dores-no-joelho

É um verdadeiro “alguém nos acuda”, quando passamos a sofrer de dores no joelho! Quando ela chega, diminui a nossa qualidade de vida, impacta em nossas rotinas, e o pior quem sofre desse infortúnio pode até acabar perdendo a facilidade de executar os movimentos das pernas.

O nosso joelho é o amortecedor de peso, é a articulação de carga fundamental para os processos de habilidades simples e essenciais, como o caminhar e o correr. As dores no joelho podem ser resultado de sobrecarga, posturas inadequadas, sedentarismo dentre outros fatores.

As dores no joelho não são específicas de uma determinada faixa etária, nem tão pouco estão restritas para apenas um grupo, elas acometem crianças, adultos e idosos, bem como, pessoas sedentárias, e ou ativas. O que precisa se ter como premissa básica é que por traz de toda dor existe uma disfunção (doença).

Principais doenças que causam dores no joelho

Existem algumas doenças que podem estar intrínsecas ao processo das dores no joelho, é de suma importância a procura imediata de um especialista para identificar a moléstia por traz da dor, pois quanto mais se protela o cuidado para com a articulação (joelho), com o tempo cada vez se torna mais morosa e mais dificultosa a cura (quando for possível). Veja a seguir as doenças que podem ser as responsáveis pelas dores:

  • Artrose e artrite;
  • Lesões de menisco;
  • Osteoartrite;
  • Luxação patelar e/ou contusão;
  • Cisto de Baker;
  • Condromalácia patelar;
  • Síndrome do corredor;
  • Tendinite patelar;
  • Ligamento cruzado anterior e/ou posterior;
  • Inflamação da gordura de Hoffa;
  • Síndrome da dor femoropatelar.

“As causas traumáticas estão relacionadas com os acidentes, causados pela vida diária ou pela prática de esportes. Nesta categoria se incluem as lesões musculares e as lesões de tendão principalmente. Frequentemente, devido à natureza mais dramática e imediata destas lesões, o tratamento necessita de cirurgia.” 

-Dr. Flávio Key Miura. 

tratamento-natural-para-menopausa

Exercícios para manter os joelhos fortes e resistentes e prevenir as dores

Alguns exercícios podem colaborar com o fortalecimento e garantir a resistência dos joelhos. Eles devem ser realizados intercalados com períodos de repouso, a fim de proporcionar para os tendões e ligamentos o descanso necessário para o restabelecimento e recomposição dos tecidos.

Musculação

A musculação da região das pernas é de suma importância para a se obter a saúde dos joelhos. Foque nos exercícios que trabalhem os extensores e os flexores. Faça uma série concentrada na parte interna da coxa. Não se esqueça de alongar bem a região antes de iniciar a série. Os agachamentos com pesos ou sem, bem como, os afundos são ideais para as mulheres que querem joelhos fortes.

Pilates

O pilates é muito indicado pelos profissionais, pois além de trabalhar com foco em cada parte do corpo, essa atividade permite que a mulher tenha o real conhecimento da magnitude corpórea. Isso porque, o peso utilizado no treino é o do próprio corpo, garantindo que os joelhos estejam fortes e preparados para lidarem com a demanda do seu organismo.

Pular corda

É um exercício prático e pode ser realizado na sua casa mesmo. Pular corda permite trabalhar os joelhos estendendo-os e flexionando-os a cada pulo. Além de estimular essa região, essa atividade trabalha inúmeras partes do corpo. É um exercício completo para você que quer dar adeus para o sedentarismo e colaborar com a saúde do joelho.

Vale ressaltar que o excesso (sobrecarga) também ocasiona as dores nos joelho, é de suma importância manter o equilíbrio entre os períodos de exercício e a recuperação. Respeite o seu limite.

Diminuindo as dores

O que fazer quando as dores baterem na porta? O Saudável e Feliz separou algumas dicas para você aliviar o desconforto, ou até mesmo proporcionar o relaxamento da articulação após um dia exaustivo.

Drenagem postural

Você pode até não associar o nome com a prática, todavia, já escutou ou até mesmo já fez isso no mínimo uma vez na vida. Quem nunca foi instruído a colar as pernas para o alto para aliviar as dores nessa região? Para os joelhos, esse hábito é de grande valia, pois deixará a articulação relaxada sem a sobrecarga do corpo causando o alívio imediato.

Massageando o joelho

Um toque pode ser relaxante e revigorante quando aplicado de forma correta. Massagear os joelhos irá proporcionar a ativação sanguínea na região, você pode recorrer ao azeite de oliva para intensificar o poder da massagem, pois esse óleo possui propriedades anti-inflamatórias e ajudará a amenizar a dor.

Alongamentos

Quando alongamos os nossos joelhos os deixamos preparados para lidarem com as adversidades e os obstáculos do dia-a-dia. Principalmente para as mulheres que sofrem de dores no joelho frequentemente, esse hábito pode fazer toda a diferença e impedir de que o incômodo e o desconforto sejam agudos.

dores-no-joelho

Repouso

Repousar as articulações pode ser uma ótima saída quando as dores aparecem. Experimente deitar na cama e deixar as pernas relaxadas. Você pode fazer um repouso térmico adicionando uma bolsa com gelo sobre o joelho.

O salto alto X o joelho

É sabido que quando a mulher usa um salto alto, toda a sua musculatura, ossos e articulações necessitam se readequar a fim de garantir o equilíbrio e a estabilização em cima do sapato. O fato é que todo esse remanejamento para garantir a postura, gera pontos de pressão nas pernas, e o joelho é uma articulação que é muito afetada.

Basta ficar um pouco nas pontas dos pés, para se ter uma dimensão do quanto o joelho fica tensionado para garantir a estabilidade. Imagina ficar mais de 8 horas em cima de um salto alto?

Todavia, sabemos o quanto esse estilo de calçado é super-requisitado por nós mulheres! É importante, regular o período que ficamos em cima dele, bem como, intercalar o seu uso com o de sapatos mais confortáveis.

3 princípios básicos para uma articulação saudável

Para que tenhamos joelhos saudáveis, precisamos além de praticar atividades físicas e alongamentos regularmente, faz se necessário ter em mente os três princípio básicos abaixo:

1. Individualidade 

Cada corpo é constituído de um jeito, com o seu peso e suas características únicas, bem como, necessidades pertinentes. Exemplo: o tipo de pisar. Nem sempre um calçado ou atividade física que uma amiga usa ou faz, será confortável para você. Busque entender a particularidade do seu corpo. Os seus joelhos irão agradecer.

2. Sobrecarga progressiva

Quando tomamos a decisão de sair da vida sedentária, ficamos loucas por exercícios, queremos fazer de tudo e testar um todo, todavia, isso pode sobrecarregar de forma intensiva as nossas articulações, causando dores nos joelhos e em outras partes dos nossos corpos. Vá calma, ninguém que foi até ontem uma tartaruga, já acordará uma lebre. Fique atenta aos sinais! O seu corpo irá te sinalizar quando ele já estará apto a aumentar a sobrecarga.

3. Uma alimentação à favor das articulações

Inclua em sua dieta alimentar, alguns alimentos que sejam positivos para a saúde de suas articulações (joelhos), são eles: peixes, iogurtes, gengibre e as sementes de chia, linhaça e romã. Cuidado com o sobrepeso. O lema para mitigar as dores do joelho é ter equilíbrio em tudo. Tanto a escassez quanto ou excesso farão mal a sua saúde.

Atenção! Ao persistir as dores no joelho procure um médico imediatamente. Cuide-se! Deixe o seu comentário. Participe!

 

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui