Picos de stress: como controlar o nervosismo de forma eficaz?

Compartilhe
picos-de-stress-como-controlar
picos de stress - como controlar?

Sabe aquele dia que parece uma sucessão de tragédias, onde tudo parece dar errado, e parece que aqueles picos de stress vão te enlouquecer? Relaxe! Veja abaixo como controlá-los.

O que é o stress?

O stress é definido pelas Ciências Médicas como: o estado de tensão excessivo resultante de uma ação brusca ou continuada do organismo.

Para a Psicologia, de acordo com Rivolier, se estende como: o conjunto de manifestações gerais, não específicas, como resposta por uma demanda qualquer do ambiente, incluindo o psicossocial.

Para nós, o stress é um momento de muito nervosismo, onde temos atitudes impulsivas, e aquela vontade de botar tudo para fora.

Um grande problema é quando não podemos libertar a irritação, e guardamos tudo aquilo, podendo se tornar uma bola de neve e causar sérios problemas à saúde. Por isso “engolir sapo” pode ser um grande agravante do estresse.

Sintomas do stress

O stress pode apresentar sintomas psicológicos e físicos, desencadeando até mesmo outras doenças. Veja abaixo algumas influências do stress:

Etapas do stress

As causas do stress podem ser tanto internas, que como o próprio nome diz, vem de dentro, relacionado à problemas psicológicos, característicos de personalidade, como externas, que são problemas de ambiente.

1. Fase de alerta

É um aumento na capacidade de resistência acima do comum, onde o córtex das supra-renais acumula muitos grânulos de secreção hormonal agregados e com isso, o sangue fica diluído. Sendo o famoso “o sangue subiu pra cabeça”.

Nessa etapa, o corpo busca um reequilíbrio, causando um gasto grande de energia, podendo gerar desgaste geral, sem uma causa aparente, além de dificuldades na memória. A falta de memória é um sinal de que “a demanda foi maior que a oferta”, ou seja, a pessoa perde a capacidade de lidar com o presente. A homeostase (capacidade de estabilidade do corpo) é quebrada na fase de alerta, mas volta a ocorrer temporariamente. Quanto maior o esforço do corpo para “entrar em harmonia” e se restabelecer, mais o organismo se desgasta.

Quando o organismo consegue completar a adaptação e resistir ao processo estressante, isso não causa sequelas.

2. Fase de quase-exaustão

Nesta fase, o stress evolui para a fase de quase exaustão, quando as defesas do organismo começam a diminuir e ele já não é mais capaz de resistir à tensões e reequilibrar a homeostase. Há instantes em que o organismo consegue resistir, trazendo oscilação de humor, como: sensação de bem-estar e calma mas em instantes desconforto, ansiedade e fadiga.

É nesta etapa também que algumas doenças começam à aparecer, mostrando que o organismo não está mais tão resistente.

3. Fase de exaustão

Nesta etapa, há total quebra da resistência, onde alguns sintomas parece com os da fase de alarme, mas com intensidade muito maior. Há também uma elevação nas estruturas linfáticas, exaustão psicológica em forma de exaustão física ou atitudes depressivas, em forma de patologias que começam a surgir, podendo levar à morte. A fase de exaustão, mesmo que seja grave, não é necessariamente irreversível, desde que afete apenas partes do corpo.

Como diminuir os picos de stress?

1. Atividade física

Muita gente pensa: de novo esse papo de exercício físico? Sim! O exercício físico faz bem para tudo. A atividade física reduz os níveis de cortisol (hormônio do stress), e aumenta os hormônios do bem-estar (endorfina e serotonina), isso interfere também na melhora da qualidade do sono e na autoconfiança.

Lembre-se, o exercício físico não se limita à musculação, você também pode explorar várias vertentes, como por exemplo: dança, escalada ou yoga.

2. Acenda um incenso

Alguns incensos específicos podem proporcionar o alívio do stress através do olfato, como os de: lavanda, rosa, bergamota, camomila, sândalo, laranja ou flor de laranjeira e gerânio.

O uso de aromas para acalmar é chamado de aromaterapia.

Algumas pessoas podem se incomodar pelo fato do incenso ter um cheiro forte, então, pergunte antes de acender, para que não haja efeito reverso e cause ainda mais picos de stress.

3. Beba menos café!

Ele é delicioso e traz energia, mas em excesso, pode aumentar a ansiedade. Isso vale não só para o cafezinho, mas para todos os alimentos que possuem cafeína, como chá mate, chocolate, energéticos, etc.

“As pessoas têm diferentes limites em relação à quantidade de cafeína que elas podem tolerar.  Caso você perceba que a cafeína te deixa nervosa ou ansiosa, considere cortar o consumo.”

— Dr. Juliano Pimentel

4. Coloque para fora

É importante não deixar o stress acumular no corpo, para não causar doenças, então, procure botar o sentimento ruim para fora! Você pode fazer isso conversando com familiares, amigos de confiança ou profissionais.

Se não gosta de expressar sentimentos, uma boa forma de não se deixar os picos de stress dominarem é através da escrita. Você pode ter um caderno, agenda ou até mesmo celular para anotar o que te aflige e expressar sobre o que você é grata.

“Pois a quem tem gratidão, mais será dado, e terá em grande quantidade. Mas a quem não tem gratidão, até o que tem lhe será tirado”.

— The Secret

5. Abrace mais!

Ele é muito gostoso, gratuito e ainda é poderoso no combate aos picos de stress! O abraço faz com que o corpo libere ocitocina e, assim como exercício, diminua o cortisol. Você pode saber mais sobre seus benefícios clicando aqui.

6. Respire fundo

O stress mental faz com que o sistema nervoso simpático ative um modo de “luta ou fuga”. Ao ter esta reação, os hormônio de cortisol são liberados e ocorrem sintomas físicos, como batimentos acelerados, respiração rápida e vasos sanguíneos contraídos.

Concentrando sua atenção no sistema respiratório, a respiração fica mais profunda e lenta. Isso ajuda a acalmar seu ritmo cardiorrespiratório.

Como você faz para relaxar? Pratica algumas das dicas citadas acima? Deixe seu comentário!

reposicao-hormonal

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui