Você tem dormido bem? Confira os impactos de uma má noite de sono

Compartilhe
problemas-de-dormir-pouco

Você costuma dormir pouco? Aquela soneca é mais do que uma vontade ou um hábito que a gente não consegue ficar sem. O sono também faz parte da saúde e se você tem tratado mal suas noites de descanso, pode estar correndo sérios riscos de saúde, tanto para seu corpo, como a sua mente e a sua vida.

Quais exatamente são os impactos de uma má noite de sono em sua saúde? É o que vamos te contar agora. Você vai entender exatamente o porquê é importante cuidar do sono do mesmo jeito que você cuida do seu coração e do seu corpo!

Problemas de dormir pouco

Os impactos de uma má noite de sono no seu corpo

Uma má noite de sono pode causar mais do que um mau humor matinal. A falta de descanso afeta diretamente o funcionamento do seu corpo. Quando você dorme o processo de reprodução das células muda, melhorando a regeneração dos tecidos.

“Trabalhos experimentais demonstram que o sono nos mamíferos é essencial para o combate eficaz às infecções, para que o cérebro processe informações, armazene memórias e elabore estratégias essenciais à sobrevivência da espécie.”

— Dr. Drauzio Varella

A privação do sono também influencia na maneira como seu corpo metaboliza o açúcar, podendo causar um quadro de diabetes. Além disso tudo, dormir pouco influencia no ritmo do seu metabolismo, que fica mais lento aumentando as chances de você entrar em um quadro de obesidade.

Os impactos de uma má noite de sono em sua vida

problemas-de-dormir-pouco
Problemas de dormir pouco

A falta de uma boa noite de sono prejudica os processos cognitivos de pensamento e aprendizagem, diminuindo seu estado de alerta, concentração e raciocínio durante o dia. Isso significa que você não vai conseguir ser produtivo no trabalho ou vai perder a concentração em tarefas importantes.

Isso tudo pode causar sérios danos indiretos para a sua saúde, como depressão e ansiedade, além de colocar em risco a sua qualidade de vida. Você pode perder o emprego ou mesmo a energia de vivenciar um dia em família, sem comentar a mudança de humor que pode influenciar diretamente no seu estado emocional.

Os impactos na sua mente

Um estudo do The Journal of Neuroscience reuniu 24 participantes que ficaram 24h sem dormir. Os resultados observados no teste foram impressionantes: perda da noção de tempo e falha na memória, sintomas próximos ao da esquizofrenia.

Além disso, a privação do sono também atrapalha na formação da memória. É durante a noite que o cérebro processa tudo que você vivenciou durante o dia, transferindo aquelas informações para um região do cérebro responsável pela memorização. Se você dormir pouco, isso não acontece e ainda pode prejudicar na sua memória durante o dia.

A falta de sono na menopausa

A privação do sono nesta fase merece um tópico a parte pois, além de acarretar todos os danos já citados acima, ele intensifica os sintomas comuns da própria menopausa como ondas de calor, mudanças drásticas de humor, suores noturnos, entre outros.

“Para evitar que a insônia se torne crônica os médicos recomendam às pacientes, antes de mais nada, fazer a higiene do sono, cujos procedimento são descritos mais abaixo. Técnicas de relaxamento, meditação e yoga ou a prática diária de exercícios físicos são fundamentais para prevenir as alterações de humor e promover o bem estar e o sono. Os casos de ansiedade leve, típicos do climatério, que dificultam pegar no sono podem ainda ser resolvidos com o uso de calmantes naturais, fitoterápicos, como as ervas passiflora, valeriana, melissa e avenna sattiva.”

— Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo

Portanto, se você é mulher e está passando pela menopausa, se preocupe duas vezes mais em dormir bem para não sofrer com os impactos de uma má noite de sono. Isso vai ajudar você a diminuir os sintomas e viver bem.

Fuja desta lista

Só para simplificar, aí vai um resumo de todos os impactos de uma má noite de sono podem causar na sua saúde e qualidade de vida. Fuja desta lista!

  • Diminuição do metabolismo;
  • Alterações na regeneração dos tecidos;
  • Maior risco de obesidade e diabetes;
  • Interrupção do processo de consolidação da memória;
  • Maior risco de desenvolver esquizofrenia;
  • Piora dos sintomas da menopausa.

“As pessoas que não dormem o suficiente sentem falta de energia para as tarefas diárias, ficam deprimidas ou irritadiças, queixam-se de dificuldade de concentração, apresentam maior frequência de doenças infecciosas, acidentes automobilísticos e envelhecem mais rapidamente.”

— Dr. Drauzio Varella

E você? Tem dormido bem? Ficou mais atenta sobre os problemas de dormir pouco? Conte pra gente aqui nos comentários!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email