Falta de cálcio: quais as causas, sintomas e tratamentos?

Compartilhe
falta-de-calcio-quais-as-causas-sintomas-e-tratamentos

A falta de cálcio no organismo, deficiência de um mineral tão importante para o corpo humano, pode causar diversos problemas e sintomas incômodos.

Para lhe ajudar a entender um pouco mais sobre o cálcio e o que você pode fazer para não sofrer com sua deficiência, preparamos esse conteúdo super completo, cheio de dicas e informações, inclusive para as mulheres que estão na fase da menopausa. Veja só:

Para que serve o cálcio?

O cálcio é o mineral que existe em maior quantidade no corpo humano, e é extremamente importante para o organismo. Engana-se quem acredita que ele só é necessário para os ossos. Ele exerce diversas funções indispensáveis para o bom funcionamento e para a saúde de todo o corpo, estando presente nos ossos, nos dentes e no sangue.

Além de ser responsável pela boa estrutura e fornecer a força necessária para os ossos e dentes, o cálcio ainda está envolvido em diversos outros processos no organismo. Ele é o responsável pelo metabolismo e substituição de todas as células do corpo, além de auxiliar no equilíbrio do Ph do sangue.

Esse mineral é muito importante no processo de contração muscular — inclusive do coração — e participa da transmissão dos impulsos nervosos. Ele ainda pode contribuir para o controle de peso e da pressão arterial.

A recomendação de consumo diário de cálcio varia de acordo com a idade, gênero e outros fatores. Para os adultos, a recomendação média é de mil miligramas por dia — um grama. Crianças, adolescentes e idosos podem precisar de uma quantidade um pouco maior, assim como gestantes e mulheres que estão amamentando.

O cálcio é um dos maiores responsáveis pelo desenvolvimento ósseo durante a infância e adolescência, período em que aproximadamente 90% da massa óssea é construída. O consumo adequado do mineral durante essas fases da vida ajuda a prevenir problemas que apareceriam somente na fase adulta.

Já para os idosos e mulheres grávidas ou que estão amamentando, o cálcio também é mais importante, pois nessas fases as chances de osteoporose são maiores. Para saber a quantidade ideal de cálcio para cada membro da família, não deixe de buscar um especialista.

A importância do cálcio para os ossos e todo o corpo

O cálcio representa, aproximadamente, 70% da composição dos ossos. De toda a quantidade de cálcio presente no organismo, 99% está dividido entre ossos e dentes. O mineral é extremamente importante para a saúde dos ossos, já que é ele o responsável por produzir a massa óssea e por seu fortalecimento.

A falta de cálcio pode causar doenças como osteoporose e raquitismo, além de causar dores, fraqueza e aumentar as chances de fraturas.

É o cálcio e a massa óssea que fazem com que os ossos tenham a capacidade e a força para sustentar todo o corpo e, também, que sejam tão resistentes.

Excesso de cálcio pode causar problemas?

Como tudo na vida, o consumo de cálcio deve ser equilibrado, pois sua presença em excesso no organismo pode causar problemas. O excesso de cálcio pode causar os mesmos efeitos que sua falta: fraqueza muscular, problemas de memória, entre outros.

Além disso, o excesso do mineral no organismo pode causar pedras nos rins, principalmente em quem não consome uma quantidade suficiente de água diariamente.

Quais as principais causas da falta de cálcio?

A falta de cálcio no organismo é chamada de Hipocalcemia. Ela acontece quando os níveis de cálcio no sangue são menores do que os considerados normais — igual ou maior que 2.1 mmol/L ou 8.5 mg/dL.

Para que as taxas de cálcio sejam adequadas, é preciso tomar alguns cuidados e possuir determinados hábitos saudáveis.

Alimentação pouco saudável

O cálcio, apesar de ser o mineral presente em maior quantidade no corpo humano, não é produzido pelo organismo. Por isso, ele precisa ser consumido por meio da alimentação saudável. Além disso, existem alguns alimentos que podem prejudicar a absorção do mineral e, por isso, é imprescindível ter atenção nos alimentos que você consome diariamente.

A absorção do cálcio e o seu funcionamento adequado só acontecem se houver a presença do fósforo, magnésio e das vitaminas A, C, D e E no organismo. Portanto, de nada adianta consumir diversas fontes de cálcio se os outros nutrientes não fizerem parte de sua alimentação.

falta-de-calcio

Se necessário, busque o auxílio de um nutricionista para montar um plano alimentar saudável e que colabore para a melhor absorção de cálcio possível.

Consumo de alimentos que prejudicam a absorção de cálcio

Alguns alimentos, mesmo saudáveis, prejudicam a absorção de cálcio. É o caso da cafeína e do ferro, por exemplo. Se você consome um alimento que possui ferro juntamente com outro que possui cálcio, o primeiro fará com que seu organismo tenha maiores dificuldades de absorver o segundo.

Por exemplo, feijão possui ferro e couve possui cálcio. Se você consumir os dois alimentos na mesma refeição, seu corpo não conseguirá absorver o cálcio da couve e seu consumo diário do mineral pode ser prejudicado.

O ideal é não consumir os alimentos ricos em cálcio ao mesmo tempo em que consome alimentos que prejudicam sua absorção. Dê um intervalo de pelo menos 2 horas entre a ingestão desses alimentos.

Outros alimentos que podem “roubar” todo o cálcio que você consome diariamente são o sal, alimentos ricos em ácido oxálico — como nozes e chocolate —, alimentos muito gordurosos e o excesso de proteínas.

Consumo de refrigerante em excesso

Os refrigerantes possuem uma alta taxa de fósforo, mineral que é fundamental para a absorção do cálcio, mas que se consumido em excesso pode prejudicá-la. Os refrigerantes de cola, além do fósforo, possuem cafeína em sua composição, sendo grandes vilões e contribuindo muito para a falta de cálcio.

Se consumidos em excesso, os refrigerantes podem prejudicar essa absorção não só na hora em que são consumidos, mas podem dificultar o processo em todos os momentos.

Tabagismo

A nicotina, substância presente nos cigarros, prejudica e absorção do cálcio e inibe a produção dos osteoblastos, a célula responsável pela produção da massa óssea. Além disso, os cigarros prejudicam o transporte de oxigênio no sangue, o que reduz a densidade dos ossos e os deixa mais fracos.

Esses são alguns dos motivos que fazem com que os fumantes sejam pessoas mais propensas à osteoporose, já que seus ossos são mais fracos que o normal.

Menopausa

Mulheres na menopausa são a grande maioria das pessoas que sofre com a osteoporose. Isso acontece porque a baixa do estrogênio — hormônio sexual feminino — prejudica a absorção do cálcio e pode influenciar no desenvolvimento da massa óssea.

reposicao-hormonal

Quais os sintomas da falta de cálcio?

Por ser um mineral tão importante para todo o corpo, a falta do cálcio no organismo pode causar diversos problemas, já que vários processos do corpo serão prejudicados. A identificação de vários sintomas citados abaixo pode significar hipocalcemia e, nesse caso, é extremamente importante procurar um médico para encontrar a melhor maneira de resolver o problema.

Falta de memória

O cálcio participa da transmissão dos impulsos nervosos. Por esse motivo, a hipocalcemia pode causar diversos sintomas neurológicos, entre eles a falta de memória e alucinações.

Espasmos musculares

Os espasmos musculares são mais conhecidos como câimbras, e nada mais são do que contrações involuntárias que geralmente vem acompanhadas de uma dor muito forte. Eles podem ser causados por estresse, sobrecarga muscular ou pela falta de cálcio.

Formigamento nas mãos, nos pés e no rosto

O cálcio também está presente no sangue e sua deficiência pode causar formigamento, principalmente nas mãos, nos pés e no rosto. Isso acontece porque o cálcio tem papel importante em todos os processos relacionados ao sangue, incluindo a pressão, a coagulação, oxigenação, entre outros.

Hipertensão

O cálcio é extremamente importante para o controle da pressão arterial. Quando há a deficiência do mineral no organismo, a pressão pode ficar muito elevada, causando a hipertensão.

Esse é um sintoma que pode vir causado de outros sintomas, como dores de cabeça, hemorragias nasais e alterações na visão. Porém, também é possível que a hipertensão não tenha sintoma nenhum.

Pele seca

O cálcio tem importante papel na substituição de células mortas por células novas e saudáveis. Quando há falta de cálcio, a substituição das células fica prejudicada e, por isso, a pele — assim como as unhas e os cabelos — pode ficar seca, fina e muito mais sensível.

Queda capilar

Outra importante função do cálcio é auxiliar na produção de hormônios e enzimas. Alguns hormônios são extremamente importantes para estimular o crescimento capilar e fortalecê-lo. Portanto, quem sofre de hipocalcemia pode sofrer também com quedas capilares mais frequentes que o normal.

Quais as complicações que a hipocalcemia pode causar?

Osteoporose

O principal problema causado pela falta de cálcio é a osteoporose. Essa é uma doença caracterizada pela perda de massa óssea de forma acelerada. A principal causa da doença é a falta de cálcio no organismo, já que ele é o responsável pela saúde e força dos ossos.

A osteoporose deixa os ossos mais fracos e pode vir acompanhada de fortes dores, além de colaborar para o enfraquecimento muscular.

Fraturas

Junto com a osteoporose vem o aumento da probabilidade de fraturas ósseas. Isso acontece porque, devido a falta de cálcio, os ossos ficam muito mais frágeis que o normal. Assim, qualquer queda ou outros acidentes se tornam muito mais graves, já que as chances de sair com um osso quebrado aumentam muito.

falta-de-calcio

Principais tratamentos: como repor cálcio?

Cálcio e vitamina D

Para que o cálcio seja corretamente absorvido, ele precisa interagir com a vitamina D e outras proteínas. Por isso, essa é a vitamina mais importante para se obter bons níveis de cálcio no sangue.

Ela pode ser encontrada em diversos alimentos, como peixes — salmão, sardinha e atum —, leite, ovos, cogumelos, ostra, entre outros.

Além disso, essa é a única vitamina que pode ser produzida pelo corpo humano, e isso acontece por meio da exposição ao sol. Para isso, é preciso tomar entre 5 e 10 minutos de sol diariamente, nos períodos em que ele está mais fraco (e sem protetor solar durante esses minutos!).

Suplementos naturais

Outra excelente opção para se obter cálcio e vitamina D, além do consumo de alimentos ricos nesses nutrientes, são os suplementos alimentares. Existem suplementos completamente naturais, que devem ser ingeridos 3 vezes ao dia.

A vantagem desses suplementos é que o cálcio e a vitamina D absorvidos através das cápsulas são mais facilmente absorvidos pelo corpo humano.

Alimentos que possuem cálcio

A maneira mais fácil de repor o cálcio é por meio de uma alimentação saudável e equilibrada. Assim como existem os alimentos que inibem a absorção de cálcio, existem aqueles que são importantes fontes do mineral.

Leite e todos os seus derivados são ricas fontes de cálcio. Porém, o cálcio vindo desses alimentos é o de mais difícil absorção pelo organismo, por isso é preciso consumir outras fontes também.

Engana-se quem pensa que somente os alimentos derivados do leite possuem cálcio. Há uma grande variedade de opções para quem não consome lactose. A semente de gergelim e o tofu, por exemplo, são uns dos alimentos mais ricos no mineral. Sardinha também é um alimento muito rico em cálcio, assim como aveia, amêndoas e sementes de linhaça.

Entre os vegetais, há uma enorme quantidade de opções: manjericão, couve, rúcula, acelga, brócolis, espinafre, entre outros. A soja e seus derivados também são excelentes opções para substituir o leite.

Nutrientes fundamentais

Não adianta consumir apenas alimentos que possuem cálcio, pois esse mineral só é absorvido se o organismo possuir bons níveis de outros nutrientes. Um deles é o magnésio, que é encontrado em cereais integrais, tofu e trigo.

O fósforo, que não deve ser ingerido em excesso, pode ser encontrado também na sardinha, nas castanhas e sementes de girassol. Vitaminas A, C e E também são indispensáveis e podem ser encontradas nos vegetais (vitamina A), frutas cítricas (vitamina C) e óleos vegetais (vitamina E).

Exercícios físicos

Tem quem pense que as pessoas que possuem hipocalcemia ou problemas como osteoporose devem evitar atividades físicas, mas isso está completamente errado. Muito pelo contrário, os exercícios físicos são ainda mais importantes para essas pessoas.

As atividades físicas colaboram para que o organismo tenha mais facilidade em absorver o cálcio. Além disso, os exercícios ajudam a fortalecer os ossos e amenizam os problemas causados pela hipocalcemia.

Mas, claro, é preciso escolher atividades adequadas para a idade e para as condições dos ossos. Musculação leve, atividades na água ou outras que não possuam muito impacto são as ideais.

Esses são os pontos mais importantes que você precisa saber sobre a falta de cálcio. Se você acha que esse post é útil, não deixe de compartilhar nas redes sociais! Quem sabe você não ajuda outras pessoas que também precisam deste conteúdo?

Deixe um comentário
Print Friendly

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui