Exames hormonais – Para que servem?

Compartilhe

Os exames hormonais não são tão solicitados, como outros testes sanguíneos, todavia, eles podem auxiliar na concepção de um diagnóstico mais preciso, caso haja dúvida sobre os níveis das hormonas no organismo. Muitas disfunções corporais são recorrentes do desequilíbrio da secreção, portanto, os exames hormonais serão de extrema importância para a investigação do quadro clínico, bem como a decisão diagnostica.

Os hormônios possuem funções de extrema importância para o nosso corpo, e o seu excesso, ou escassez resultará em inúmeros impactos. Não podemos deixar de citar os hormônios sexuais que estão vinculados a reprodução humana, bem como no desenvolvimento de características biológicas dos gêneros. Em particular, ressaltamos a importância do estrogênio para o corpo feminino, e o quão a sua oscilação pode vir a impactar no bem-estar de algumas mulheres.

Está curiosa para conhecê-los? Então veja a seguir alguns exames hormonais, bem como o que os seus índices podem revelar sobre a nossa saúde. Traremos os exames hormonais vinculados a sexualidade, mas também aqueles que estão atrelados com outras funções metabólicas, nos acompanhe nessa jornada em prol do conhecimento.

reposicao-hormonal

Exames hormonais atreladados à sexualidade

Esses exames avaliam a dosagem dos hormônios sexuais, analisam a função ovariana, com isso é possível averiguar se a mulher está com alguma disfunção fértil, ou se está caminhando para a fase não fértil (menopausa). Mas, também avaliam outras glândulas em nossos corpos, no caso do sexo masculino é possível averiguar a função testicular.

Através dos exames apresentados aqui o médico poderá checar: suspeitas de infertilidade, menopausa precoce, ou até mesmo outras disfunções atreladas com o desequilíbrio da secreção dos hormônios sexuais.

Dosagem de estradiol

O estradiol é um tipo de estrogênio encontrado no corpo da mulher, todavia, o homem também o produz, entretanto, em volumes bem menores do que o sexo feminino. Esse tipo de exame pode ser solicitado para analisar:

  • Sinais de câncer nos ovários;
  • Diagnóstico de menopausa;
  • Sinais de uma menopausa precoce;
  • Alterações nos períodos menstruais;
  • Sangramento vaginal anormal;
  • Puberdade precoce;
  • Avaliação das funções dos ovários;
  • Infertilidade;
  • O comportamento do desenvolvimento do folículo;
  • Desenvolvimento da placenta;
  • Desenvolvimento das glândulas adrenais.

Dosagem de estrona

Dentre os exames hormonais, é possível realizar o exame de dosagem da estrona, que é também um tipo de estrogênio produzido no organismo. É solicitada a dosagem de estrona para confirmar, ou descartar o diagnóstico de:

Dosagem do hormônio luteinizante (LH)

Atrelado com a fertilidade, o LH no sexo feminino colabora para com a estimulação, e o amadurecimento dos folículos no período fértil. O exame é solicitado para averiguar as condições relacionadas a gravidez. Entretanto, o excesso dessa hormona pode sinalizar disfunções hormonais, bem como outras doenças metabólicas.

Dosagem do hormônio foliculoestimulante (FSH)

O FSH conhecido também como hormônio foliculoestimulante está estritamente atrelado a produção, bem como a qualidade dos gametas (óvulos e espermatozóides), ou seja, é o hormônio da fertilidade. Os especialistas podem solicitar esse exame não apenas para confirmar, ou não a possibilidade de engravidar, mas também para avaliar:

  • Confirmação da entrada na menopausa;
  • Puberdade precoce ou em atraso;
  • Impotência sexual masculina;
  • Menstruação irregular;
  • Amenorreia;
  • Função dos ovários;
  • Função da glândula pituitária;
  • Síndrome de klinefelter;
  • Produção de óvulos inadequada;
  • Anorexia nervosa;
  • O uso de pílula anticoncepcional;
  • Câncer na glândula pituitária.

Dosagem de progesterona

A progesterona está atrelada com a gravidez. A sua secreção no corpo feminino, colabora para que a mulher tenha as condições necessárias para manter, bem como equilibrar o ciclo menstrual e deixar o útero apto para armazenar e ser abrigo para o óvulo fertilizado. Como parte dos hormônios sexuais, a dosagem da progesterona detecta:

  • Uma gravidez de risco;
  • Menstruação irregular;
  • Dificuldade para engravidar;
  • Cistos no ovário;
  • Câncer nos ovários;
  • Câncer na glândulas supre-renais;
  • Gravidez ectópica.

Dosagem de androstenediona

O hormônio androstenediona é o precursor da testosterona, é produzido nos ovários, glândulas adrenais e no caso nos homens pelos testículos.

Dosagem do hormônio coriônico (beta-HCG)

Conhecido como hormônio gonadotrofina coriônica humana, a mensuração de sua dosagem serve para confirmar uma gravidez, assim como algumas possíveis disfunções provindas da gestação.

Dosagem de prolactina

A prolactina conhecida popularmente como o hormônio do leite humano, é importante para o desenvolvimento das mamas, e do equilíbrio da ovulação e da menstruação. O exame de dosagem de prolactina pode colaborar com o diagnóstico de:

  • Tumor na hipófise;
  • Estresse;
  • Infertilidade;
  • Amenorreia;
  • Menopausa;
  • Perda de libido.

Dosagem de testosterona livre e total

Por mais que seja um hormônio envolvido em muitas funções metabólicas masculinas, o sexo feminino também o produz. O exame da dosagem de testosterona serve para diagnosticar as mazelas abaixo:

  • Síndrome do ovário policístico;
  • Amenorreia;
  • Hirsutismo;
  • Infertilidade;
  • Virilização.
  • Distúrbios na hipófise;
  • Distúrbios no hipotálamo;
  • Redução do desejo sexual.

sucos-para-menopausa

Você já realizou algum desses exames hormonais? Deixe o seu comentário. Participe!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui