Transtornos alimentares

Compartilhe
transtornos-alimentares

O que são os transtornos alimentares? É muito recorrente citarmos a anorexia e a bulimia, todavia, a lista de adversidades relacionadas com a alimentação é bem mais extensa, bem como estão intrínsecas aos nossos costumes, e embasadas em nossa cultura. Os transtornos são disfunções mentais relacionadas com a alimentação.

O se alimentar como um passarinho, ou como um feroz leão, volta e meia está em voga em nossa sociedade; já consideramos o comer em demasia como algo bom, bem como o comer em diminuta como algo recomendável. A nossa estética corporal também modificou-se aos longos dos séculos. Corpos gordos já foram considerados o padrão de beleza, assim como, durante algumas décadas o corpo magro foi determinado como o ideal. Entretanto, como tudo está em movimento, de alguns anos para cá, o corpo extremamente em forma é idealizado como algo a ser alcançado. E é considerado belo.

reposicao-hormonal

O fato é que esses paradigmas de beleza vão se alterando conforme o passar dos anos, e algumas pessoas se tornam alienadas e obcecadas em atingir esse padrão imposto, já por outro lado, há uma pressão social para que a grande maioria das pessoas se encaixe nesses parâmetros. A moda, a publicidade e todos os meios que transcendem a comunicação perpassam e impõem esse conceito “regra”. Mas, vale ressaltar também, que existe um forte movimento para romper com essas determinações e conceitos. Trazendo a tona a grande gama de corpos distintos e variáveis que temos. O que é muito bom! Pois, demonstra a beleza em sua particularidade e individualidade, sem estar presa em padrões ou conceitos. É uma celebração aos corpos!

Porém, há um grande caminho a seguir, pois as imposições ainda estão inseridas no inconsciente coletivo, é uma luta diária, para combater essas diretrizes maquiavélicas do “corpo ideal” que geram inúmeros sofrimentos mentais nas pessoas propagando os transtornos alimentares. Não pense você que todas essas disfunções alimentares estão apenas atreladas com a necessidade de emagrecer, elas são bem mais complexas.

Tipos de transtornos alimentares

Conforme foi mencionado, os transtornos alimentares não se resumem apenas em anorexia e bulimia, eles são inúmeros e distintos, bem como possuem as suas complexidades. Conheça-os a seguir:

1. Transtorno de Ruminação

A ruminação é um processo digestivo que ocorre em alguns animais herbívoros que possuem mais de um compartimento gástrico. Os humanos possuem apenas um: o estômago; já os ruminantes possuem quatro. Mas, o que é isso tem a ver com as pessoas? O transtorno de ruminação é a disfunção na qual, o sujeito regurgita o alimento e remastiga repetidamente. O que pode proporcionar inúmeros danos para o sistema digestivo e para o corpo em um todo.

2. Hipergafia

Ao contrário da compulsão alimentar, a hipergafia é desencadeada após um episódio traumático. É como uma reação para aliviar a tensão ocasionada. O problema é que com o tempo essa desregulação pode impactar na saúde, pois a pessoa passa a comer excessivamente.

3. Ortorexia

Estamos em uma crescente cada vez maior, em se buscar uma alimentação mais saudável e com qualidade. O que é altamente recomendável pelos especialistas, todavia, essa necessidade na busca por alimentos saudáveis e puros, pode chegar ao extremo causando uma disfunção. As práticas ortodoxas podem ocasionar o afastamento do indivíduo do seu grupo social e forçá-lo a jejuar inúmeras horas caso não encontre os alimentos de sua dieta.

4. Transtorno alimentar noturno

Você mantém durante o dia a sua dieta a risca, mas de noite acaba se excedendo e comendo muito além do normal? A sua geladeira se torna a sua vitima a noite? Isso pode ser um transtorno alimentar noturno. É muito recorrente também em pessoas que são sonâmbulas.

transtornos-alimentares

5. Síndrome de Prader-Willi

Pessoas que comem o tempo todo sem ao menos perceber, podem ser portadoras da síndrome de Prader-Willi. Volta e meia estão mastigando e se alimentado. Ao contrário do transtorno alimentar compulsivo que o sujeito perde o controle até se sentir desconfortável por ter ingerido uma grande quantidade de comida, quem sofre com síndrome de Prader-Willi come em pequenas quantidades, durante ao longo do dia.

6. Síndrome de Gourmet

Sabe aquela amiga que morre de preocupação com a preparação, compra, apresentação e ingestão de pratos requintados, exóticos e diferentes? Ela pode sofrer da síndrome de gourmet. Pois, até mesmo para o paladar apurado há uma justa medida. O excesso pode ser um indício de um transtorno alimentar. Essa síndrome foi diagnosticada recentemente, e poucas pesquisas foram elaboradas a fim de compreender como se desdobra a disfunção.

7. Síndrome de Pica

Não se assuste com o nome! A síndrome de Pica conhecida também como alotriofragia é uma disfunção na qual a pessoa ingere substâncias que não são alimentos, e que, portanto, não deveria ser ingeridos. Sabe aquela gestante que come tijolo, a fim de satisfazer o desejo gestacional? Ou aquela criança que não pode ver um giz de cera que quer mastiga-lo? Pode ser transtorno de Pica.

8. Vigorexia

A vigorexia está atrelada a necessidade de ter um corpo musculoso e definido. E você deve estar se perguntando, o que isso tenha a ver com transtornos alimentares. Para se ter um corpo definido, a alimentação também é colocada em xeque! A pessoa passa a ingerir nutracêuticos e restringir a dieta, a ponto de ficar se alimentando por um grande período com mesmos alimentos. O sujeito que sofre de vigorexia pode recorrer também ao uso de anabolizantes e esteroides prejudicando o seu corpo, e desencadeando sérios infortúnios para a saúde. Cuidado!

doenca-cardiaca-menopausa

Você conhece alguém que sofre de algum desses transtornos alimentares? Deixe o seu comentário. Participe!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui