Serotonina: o poder do fabuloso hormônio da felicidade

Compartilhe
serotonina
serotonina | Foto: iStock

Os hormônios possuem diversas funções que servem para o bom funcionamento do organismo. Dentre os conhecidos como “hormônios da felicidade”, podemos encontrar: endorfina, ocitocina, dopamina e o assunto de hoje, a serotonina!

O que é a serotonina?

A serotononina, cientificamente conhecida como 5-hidroxitripina ou 5-HT é uma monoamina (substância bioquímica derivada de aminoácido) neurotransmissora, sintetizada nos neurônios do Sistema Nervoso Central e em células do trato gastrointestinal, onde se encontra em abundância, sendo aproximadamente 90%.

Com isso então, o principais locais de armazenamento do hormônio são as plaquetas na circulação sanguínea e no tubo disgestivo.

Como todos os os hormônios neurotransmissores, interfere em funções do organismo, como: humor e estado mental, ainda sim, é difícil determinar precisamente seu papel nestes quesitos.

Suas principais funções englobam:

  • regulação da fome;
  • ritmo do coração;
  • regulação da atividade dos músculos lisos;
  • sono;
  • equilíbrio do desejo sexual;
  • controle da temperatura corporal;
  • funções cognitivas e perceptivas;
  • inibição de ira e agressividade.

Serotonina e os outros hormônios

Sua ação interfere também no trabalho de outros neurotransmissores, como a dopamina e noradrenalina, que estão diretamente ligadas a sentimentos, como: medo, angústia, agressividade, ansiedade e até mesmo distúrbios alimentares.

Acha que parou por aí? A serotonina pode ainda intervir nos parâmetros da densidade óssea. Pessoas que tomam antidepressivos, do tipo inibidor seletivo de de recaptação serotonina (que servem para estimular mais a captação desse hormônio), podem acabar tendo osteoporose.

Serotonina - Todos os direitos reservados a Saudável e Feliz ©
serotonina

“…Alguns antidepressivos funcionam como inibidores da recaptação de serotonina. A recaptação é um mecanismo que o neurônio realiza para retirar o neurotransmissor (no caso, serotonina) da fenda sináptica. Quando a recaptação é inibida, aumenta a quantidade de serotonina disponível para os neurônios…”

Dra. Karla Silva da Gloria, psicóloga.

Possíveis efeitos colaterais de ISRS

Os ISRS (Inibidores seletivos de recaptação de serotonina) podem, como qualquer remédio, desencadearem efeitos colaterais, veja:

Por que a serotonina é conhecida como “hormônio da felicidade”?

As funções da serotonina já aprendemos anteriormente, mas como elas interferem na nossa felicidade? Observe e aprenda:

1. Estimula o bem-estar

Por ser uma substância neurotransmissora, ou seja, ter ação direta no cérebro, a serotonina tem como função no corpo humano propiciar a sensação de bem-estar e alegria, além de ser calmante, o que diminui a ansiedade e a depressão.

2. Melhora a qualidade do sono

“No cérebro existe uma substância, SEROTONINA, um neurotransmissor que atua no núcleo ventrolateral e no núcleo supraquiasmático, grande responsável pela regulação do RELÓGIO BIOLÓGICO e tem um efeito sedativo. Outras substâncias, como a MELATONINA e a INSULINA têm uma ação importante na regulação do sono. Sabemos que a serotonina, assim como a melatonina derivam da 5-HTP (5 HIDROXITRIPTOFANO) que por sua vez deriva do TRIPTOFANO, substância presente em boa quantidade em alguns alimentos. Para que estas transformações ocorram é indispensável a coexistência de Vitaminas B3, C, zinco, cálcio entre muitas outras.”

Dr. Anselmo Pinto

3. Auxilia na perda de peso

Como esse hormônio neurotransmissor é capaz de regular e diminuir o apetite, isso consequentemente interfere na perda de peso, já que a pessoa terá menos vontade de comer e se sentirá satisfeita com uma quantidade menor de alimentos.

Alguns alimentos calóricos estimulam a produção de serotonina, por isso as vezes, temos aquela vontade louca de comer doces. Se os seus níveis de serotonina estiverem elevados, não haverá esse desejo constante por açúcar.

Como aumentar os níveis de serotonina naturalmente?

Alguns alimentos podem elevar os níveis de serotonina. Observe:

  • Leite e derivados – devido ao triptofano, além de cálcio e minerais;
  • soja / tofu: devido ao ácido fólico (potente vitamina antidepressiva natural que aumenta o nível de serotonina no cérebro), além do magnésio e do cálcio;
  • damasco, tâmara, ameixa, uva passa, banana (secos): devido ao triptofano;
  • Banana:  rica em hidratos de carbono, potássio, magnésio e vitamina B6;
  • aveia: por ter triptofano e magnésio;
  • castanha-do-pará, amêndoas, avelã, castanha de caju, nozes: fontes de gordura boa;
  •  mel e carboidratos no geral: fornecem energia;
  • semente de linhaça: rica em ácido graxos (ômega 3 e 6);
  • brócolis: possui alto teor de triptofano e magnésio;
  • arroz integral, espinafre, tomate, salmão:  possui magnésio, co-fator fundamental para a bioconversão do triptofano em serotonina;
  • carne bovina, de peru, peixe: são alimentos ricos em proteínas e triptofano;
  • alface: além das fibras, contém lactucina, substância que produz um efeito calmante para quem a consome, além de ter fosfato;
  • grão de bico: é rico em triptofano.

Além dos alimentos, atividade física, exposição à luz solar, meditação e relações sexuais podem elevar os níveis de serotonina no organismo.

Gostou de saber mais sobre a serotonina? Deixe seu comentário auqi no Saudável e Feliz!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui