Espinhas na TPM: veja como o organismo reage no ciclo menstrual!

Compartilhe
espinhas-na-tpm
espinhas na TPM

Muitas mulheres se deparam com incômodos probleminhas quando os níveis hormonais começam a se altera! Veja como se manifestam as espinhas na TPM e como lidar com elas nesse período.

Como surgem as espinhas na TPM?

A oleosidade da pele aumenta durante a TPM, em decorrência de um aumento da produção de andrógenos, que provoca o crescimento das glândulas foliculares, propiciando o aparecimento de espinhas, que são então, acnes de origem hormonal.

Vários hormônios andrógenos têm sido associados à acne, sendo: testosterona, desidroepiandrosterona (DHEAS), di-hidrotestosterona (DHT), o fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1 (IGF-I) e a somatotropina (hormona do crescimento).

espinhas-na-tpm
Hormônios na TPM – Imagem por: Wikipédia

Você sabia?

Pesquisadores do Kings College de Londres descobriram que as células das pessoas que tiveram acne durante sua juventude possuem um melhor sistema interno de proteção contra o envelhecimento. Isso acontece devido aos telômeros! Esses elementos são pequenas tampas no final dos cromossomos, que protegem o DNA de danos. Quanto mais longos são os telômeros, mais lentamente as células envelhecem!

Neste estudo, investigou-se o DNA de mais de 1.200 gêmeos, e descobriram que aqueles que possuíam acne tinham os telômeros mais longos do que os que não tiveram que lidar com o problema.

A acne e os efeitos psicológicos

“…a acne provoca danos psicológicos para qualquer um, até mesmo em casos mais brandos.”

— John Hawk, dermatologista (BBC News)

Em uma era onde a autoaceitação é sempre pauta, ainda reina a hipocrisia em grande parte dos casos. A pele acneica é alvo de muitos comentários, na época de pré-adolescência e juventude, muitos alegam serem “zoados” por colegas, que muitas vezes não compreendem os danos psicológicos que podem causar.

Já na fase adulta, a ditadura da perfeição faz com que as pessoas apontem a acne como um problema absurdo e reagem muitas vezes como se o portador das espinhas tivesse uma doença grave.

Recebemos um e-mail de uma leitora do Saudável e Feliz, que enviou o seguinte depoimento:

“Como desenvolvi as espinhas do nada, meus amigos e colegas de trabalho sempre falavam ‘o que aconteceu com seu rosto?’ e vinham com mil receitas mirabolantes de como resolvê-las, todo dia alguém aparecia com algum truque diferente, como se fosse sumir em um passe de mágica e também, com algum diagnóstico ‘você não está comendo doces demais?’ ‘você já foi no dermatologista?’ ‘seu rosto era perfeito’, causando grandes problemas de autoimagem dentro da minha cabeça e dificultando a vida com o problema.”

— Marina Marques, internauta, 24 anos

Como eliminar as espinhas na TPM?

espinhas-na-TPM
Espinhas na TPM

1. Limpar corretamente a pele e hidratar

É de extrema importância não dormir de maquiagem e manter a pele limpa sempre que possível!

Algo que poucas pessoas falam e que também é de extrema importância é que o ressecamento da pele pode piorar as acnes, pois o corpo sente uma “ausência” na água e na gordura da pele, propiciando a produção de mais sebo.

Se você está com uma espinha perdida aqui e outra ali ou manchinhas, produtos com ácido salicílico podem ajudar a secar a acne, mas lembre-se de hidratar muito bem a pele, e usar o produto somente na erupção.

Já quando você tem várias espinhas, próximas umas das outras, em várias partes do rosto por exemplo, é melhor usar sabonete para peles sensíveis e produtos à base de zinco, que ajuda na redução da inflamação, no efeito antibactericida e na secagem das espinhas, mas sem agredir tanto a pele quanto algum tipo de ácido. De qualquer forma, lembre-se de fazer a hidratação!

2. Evitar o consumo de alimentos gordurosos

O consumo de pães, massas, biscoito, frituras, leite, queijo, iogurte, chocolate e carne vermelha podem estimular a produção de sebo pela pele. A nutróloga Andrea Sampaio aponta que existe uma grande quantidade de hormônios biodisponíveis no leite que consumimos, o que pode ser um forte estímulo para que a pele fabrique mais secreções de oleosidade.

3. Tenha uma alimentação balanceada

Alguns alimentos auxiliam no equilíbrio cutâneo por causa de suas vitaminas e minerais, veja:

  • água – muito já se fala sobre isso, mas é sempre bom reforçar que a hidratação  que começa de dentro para fora pode ser muito mais eficaz no tratamento das espinhas na TPM. O recomendável mesmo é consumir 2L por dia, sendo um dos principais elementos para combater a oleosidade em excesso;
  • vitamina A – vegetais verde escuros e a cenoura são ricos em vitamina A, betacaroteno e retinol, o que ajuda na redução da produção de sebo, desobstruindo os poros;
  • vitamina C – as propriedades antiinflamatórias e a capacidade de combater os radicais livres da vitamina C é impressionante! Ela ajuda na produção de colágeno e até mesmo na cicatrização de marcas de espinha, podendo ser encontrada em alimentos simples, como: limão, laranja e acerola por exemplo.
  • selênio – esse pode ser considerado o “mineral da beleza”, pois ajuda muito no controle da produção de óleo pela pele e previne as espinhas, sendo encontrado em ovos, alho e peito de frango.

4. Cosméticos oil free

Como o próprio nome já diz, o produto oil free é aquela que não utiliza óleo em sua composição e também não estimula a produção do mesmo pela sua pele. Até mesmo protetores solares já vêm na versão oil free, dando um aspecto sequinho quando passado na cútis.

E você, fica com a pele cheia de espinhas na TPM? Como costuma cuidar dela? Deixe seu comentário e ajude mulheres que podem estar passando por esse incômodo!

 

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui