Cuidado com o uso de corticoides – Pode fazer mal para a saúde!

Compartilhe
cuidado-com-o-uso-de-corticoides

Atenção! Cuidado com o uso de corticoides. Você já parou para pensar na quantidade de medicamentos que tomamos ao longo dos anos, que não foram prescritos por um médico? Simplesmente identificamos através de um autodiagnóstico (ou de terceiros) a moléstia que está nos acometendo, e nos automedicamos.

O problema é que o uso em demasia desses remédios podem colar a saúde em risco, e o que era para ser algo benéfico para a saúde, se torna mais um agravante. O alerta vai para qualquer fármaco, mas principalmente para o corticoide, pois o seu uso pode trazer diversas complicações para o corpo, principalmente quando se passa um longo tempo tomando o medicamento.

Sabemos que os serviços destinados à saúde em nosso país, não são os mais competentes, bem como a superlotação, o descaso e a negligência nos fazem questionar se realmente vale a pena, passar por esse tipo de experiência frustrante, quando tomar um remédio em casa, seria bem menos estressante. O fato é que nos falta capacidade de discernir o tempo necessário para manter a terapêutica, bem como a dosagem e quantas vezes será administrada ao dia, não é apenas tomar o comprimido e pronto! Podemos causar um dano ainda maior para o organismo. Portanto, nada de se medicar querida! Procure um médico. Quer compreender o porquê devemos ter cuidado com o uso dos corticoides?

reposicao-hormonal

O que é um corticoide, e para que serve?

Para quase tudo! A resposta poderia ser até esta, e não deixaria de ser uma verdade.  Exagerada? Sim, mas verdade. O corticoide foi uma grande descoberta dos cientistas, sendo o seu uso muito relevante para inúmeras enfermidades, sendo elas:

  • Doenças de origem inflamatórias;
  • Doenças alérgicas (asma, rinite, urticária, dermatites e etc);
  • Doenças imunológicas;
  • Doenças pulmonares;
  • Doenças reumatológicas (artrite reumatoide, vasculites);
  • Doenças renais (síndrome nefrótica).

Não é a toa que ele é muito prescrito pelos médicos. Entretanto, só deve ser ingerido, quando se tem um acompanhamento dos seus efeitos colaterais para com a saúde.

O corticoide é um fármaco, que em nosso organismo age igual ao hormônio cortisol, que é produzido pelas glândulas suprarrenais (aquele chapeuzinho que fica em cima dos nossos rins). Esse hormônio é importante para o corpo, pois está intrínseco ao processo de metabolização da glicose, ação cicatrizante e colabora nas funções cardíacas. É possível usá-lo através da inalação, intranasal, vira oral, intravenal, cremes, pomadas e até mesmo como colírio.

Porque devemos ter cuidado com o uso de corticoides?

Antes de apresentarmos os efeitos colaterais do uso em excesso de corticoides, é importante esclarecermos que, não se deve interromper o tratamento caso esteja usufruindo dessa terapêutica medicamentosa, ou não tomar caso receba essa prescrição. É apenas um alerta, para perceba o quão é necessário, manter com comprometimento e cuidado as recomendações clínicas, e jamais se alto medicar. Veja a seguir os efeitos colaterais do uso contínuo do corticoide:

A medicação contínua a base de corticoides pode também desencadear uma abstinência, causando um choque circulatório no corpo.

“Como cortisol é um hormônio essencial para a vida, o paciente que suspende o corticoide sintético abruptamente entra em um estado chamado de insuficiência suprarrenal, podendo evoluir para um choque circulatório, coma e óbito se não for rapidamente atendido. Por isso, a retirada dos corticoides após o uso prolongado deve ser sempre deita de modo lendo e gradual, com orientação médica.”

-Fernanda Casares Marcelino, Alergista.

cuidado-com-o-uso-de-corticoides
Como o corticoide age no corpo?

Síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing é uma disfunção proveniente do uso elevado de corticoides por um longo período. Lembra quando foi informado que o remédio, emita o hormônio no organismo? Pois, bem! O acumulo de corticoide, se equivale ao excesso de cortisol que impacta drasticamente na saúde, pois precisamos do equilíbrio. Tudo em excessivamente causará algum dano. Os sinais da síndrome de Cushing são:

  • Celulites;
  • Estrias;
  • Ganho de peso;
  • Produção de pelos no corpo e no rosto;
  • Inchaço;
  • Apetite descontrolado;
  • Face inchada e com vermelhidão;
  • Diminuição da musculatura dos braços e das pernas;
  • Queda de cabelo;
  • Alterações menstruais;
  • Acumulo de gordura no tronco e no pescoço.

Não podemos negligenciar a saúde! Percebeu como é importante ter cuidado com o uso de corticoides? Deixe o seu comentário. Participe, nós queremos saber de você sabia dessa informação.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui