Doenças na boca causadas pela menopausa

Compartilhe
saude-bucal
Além de todos os desconfortos causados pela queda da produção hormonal, a menopausa agride severamente a saúde bocal das mulheres menopausadas.

A menopausa é caracterizada pela diminuição de hormônios fundamentais para o corpo feminino – é um processo normal da maturação corpórea, mas que acaba acarretando em desequilíbrios desconfortáveis para as mulheres. Além dos efeitos já conhecidos e indesejados como os fogachos e a secura da região vaginal, a menopausa também pode causar algumas mudanças na saúde bocal que irão afetar diretamente no convívio social e nos hábitos alimentares.

“ Com a queda do estrógeno nossa boca fica mais vulnerável a problemas gengivais, as gengivas ficam mais flácidas, os dentes mais suscetíveis a cáries, há um maior desgaste do esmalte dos dentes, entre outros problemas.”

Alexandre Bussab, cirurgião dentista.

Essas alterações na saúde bocal podem no primeiro momento não serem vinculadas ao fato da mulher ser menopausada, todavia, ao notar alguma alteração nessa região é de suma importância procurar um especialista em saúde bocal e informá-lo que está passando por um período de mudanças hormonais.

venda-online-uma-caixa

Os problemas dentários e bocal vão desde cáries até a alteração da arca dentária e a perca dos dentes. O que é péssimo para as mulheres, pois elas já estão predispostas ao sofrimento psíquico e emocional devido às alterações hormonais. O sexo feminino na menopausa sofre muito com as oscilações de humor e com a baixa-estima e o fato da boca não estar esteticamente apresentável e sem saúde pode ser mais um agravante para diminuir a estima feminina e potencializar uma possível depressão e/ou ansiedade.

Anomalias causadas pela menopausa na região oral

Os especialistas dividem em dois grupos, as inúmeras mazelas na região oral que afetam as mulheres que estão na menopausa, são eles: o grupo das anomalias nos dentes e na boca e o grupo de anomalias na gengiva. Os dois grupos tem em comum o desconforto, a dor e constrangimento, procure um dentista ao detectar as alterações abaixo:

Anomalias causadas pela menopausa nos dentes e na boca

  • Boca seca;
  • Dor de dente;
  • Cárie dental;
  • Perda de dentes;
  • Alterações nas glândulas salivares;
  • Alteração do paladar e o mau sabor na boca;
  • Mau hálito;
  • Problemas nos maxilares;
  • Osteoporose nos dentes e maxilares e alterações da arca dentária;
  • Maior sensibilidade aos alimentos quentes e frios;
  • Síndrome da boca ardente.

Anomalias causadas pela menopausa na gengiva

  • Gengivas sensíveis e moles;
  • Gengivas inchadas/inflamadas;
  • Gengivas afastadas dos dentes;
  • Gengivas que sangram facilmente;
  • Gengivomastite menopáusica;
  • Dor ou ardência nas gengivas;
  • Gengivas secas ou brilhantes.

Síndrome da boca ardente

A alteração hormonal pode desencadear dores intensas em toda a região bocal. Afetando os lábios, a língua, o palato, a gengiva e a área de suporte para arca dentária.

Boca seca

Especialistas confirmaram que a boca seca está intrinsecamente relacionada com a queda da produção do estrogênio.   

Distúrbios alimentares

O sofrimento psicológico causado pela menopausa pode incitar o consumo de alimentos em excesso e de baixa qualidade para a saúde do organismo, para diminuir o pensamento de culpabilização, é muito recorrente o comportamento de provocar o vômito. Essa atitude pode trazer impactos negativos para a boca, um deles é a erosão do esmalte dental.

Alterações na mucosa

A gengiva da mulher que sofre de menopausa pode sangrar com mais facilidade e mudar de aspecto e textura. A gengiva parece mais pálida, seca e brilhante.

Periodontite

Com a chegada do fim da fertilidade, o sexo feminino está mais propenso a desenvolver essa doença que ataca e altera as gengivas.

Osteoporose

A perda óssea dos tecidos do suporte dos dentes também pode ser notada nesse período.

“A perda de massa óssea da maxila e da mandíbula pode acontecer em decorrência da menopausa. Esse fato está ligado à osteoporose, doença que chega mais ou menos na mesma época da menopausa.”

Alexandre Bussab, Cirurgião-dentista.

Como garantir a saúde bocal?

menopausa-e-a-saude-bocal
A escovação dos dentes deve ser regrada e no mínimo três vez ao dia.

As mulheres menopausadas devem redobrar os cuidados com a saúde bocal – é de suma importância realizar a escovação dos dentes no mínimo três vezes ao dia. O hábito da utilização do fio dental deve ser enraizado, é recomendado passá-lo pelo menos uma vez ao longo do dia. As idas ao dentista também devem ser em maior frequência, elas devem ocorrer no mínimo de seis em seis meses. Nos casos onde for identificada a presença de alguma anomalia na região bocal não hesite em procurar um especialista.

Além de higienizar os dentes corretamente, é necessário o acompanhamento preventivo com uma equipe odontológica. não se esqueça que o ginecologista também tem um papel importante nessa fase. Alguns casos necessitam de reposição hormonal e cuidados específicos para que os impactos sejam minimizados.

como-seu-corpo-funciona

A saúde bocal é coisa seria! A falta de cuidado com a boca pode ocasionar inúmeras doenças mais graves, portanto, todo zelo é bem-vindo.

Você sofreu algum problema na região oral depois que entrou na menopausa? Deixo o seu comentário!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui