Prós e contras da cirurgia bariátrica: tudo sobre a redução de estômago!

Compartilhe
cirurgia-bariatrica
cirurgia bariátrica

Se você está considerando a cirurgia para perda de peso, há uma boa chance de receber muitas orientações pré e pós-operatórias de um médico em quem você confia. Veja os prós e contras da cirurgia bariátrica!

Vantagens da cirurgia bariátrica

1. Perda de peso

Este é um dos principais motivos pelo qual as pessoas acima do peso buscam o procedimento da cirurgia bariátrica. Isso impacta diretamente em setores muito importantes da vida, como: autoestima, saúde física e mental, resposta externa, qualidade de vida, finanças, etc.

2. Melhora significativa de doenças

Além da perda significativa de peso, a cirurgia bariátrica também traz benefícios relacionados à doenças que normalmente têm ligação direta com a obesidade, sendo elas:

3. Maior “descanso” para os ossos e articulações

Você sabia que perder peso corporal pode aliviar em até 10% as dores de um paciente com artrose? Pois é! O peso pode sobrecarregar ossos e articulações, causando inflamações graves e problemas de coluna, como escoliose, cifose, lordose, hérnia de disco, etc.

Estudos feitos na Wake Forest University dos Estados Unidos apontaram que, voluntários da pesquisa, os quais sofriam de obesidade e artrose no joelho, foram submetidos à dietas saudáveis e nutritivas, mas não restritivas. Isso refletiu em uma dor reduzida, devido à menor pressão sob as articulações, além do melhor funcionamento dos joelhos.

4. Maior facilidade para encontrar roupas

Muitas pessoas acima do peso alegam ter certa dificuldade para encontrar roupas, e quando encontram, se deparam com modelos que não correspondem à moda ou tendências do momento. Assim, o vestuário da pessoa acima do peso é limitado. Pela demanda menor, o preço também pode ser mais elevado.

A redução da circunferência proporcionada pela cirurgia bariátrica pode ajudar muito nessa questão de vestuário!

“…Por vergonha, não gostava de sair. Roupas? Só me serviam as de uma loja de fábrica, perto de casa. Eram calças feias e sem corte. Horríveis. Preferia ficar em casa lendo um livro ou assistindo filmes.”

— Camila Iara Marcos

5. Mais conforto para se exercitar

O peso em excesso pode causar certos desconfortos para quem quer se exercitar, já que, como dito anteriormente, gera um excesso de pressão sob as costas e articulações, desencadeando a dor. Além disso, ao reduzir o peso, fica mais fácil se adaptar aos aparelhos das academias.

“Você sabe por que isso aconteceu. Se não emagrecer pelo menos 15 quilos, essas dores serão cada vez mais frequentes. É uma escolha sua.”

— Camila Iara Marcos

6. Mais autoestima

“Os ciclos de compulsão mexiam muito com minha autoestima. Você quer ser magra, mas, por outro lado, acaba comendo. Isso acaba te afastando do seu sonho e você se sente um fracasso, sem força de vontade para fazer algo diferente….”

— Flavia Monzano

Muitas pessoas alegam ter uma autoestima elevada após a cirurgia bariátrica, por todas as mudanças ditas anteriormente. A vida pode ser muito complexa, logo, tudo que facilite a passagem por ela pode trazer mais alegria para o cotidiano.

7. Mais fácil de engravidar

A cirurgia bariátrica pode ser usada como uma forma de melhorar o corpo para receber um bebê. O excesso de gordura e as doenças que a mesma propicia dificultam muito a gestação.

Mesmo sendo mais fácil para engravidar do que quando se está com tecido adiposo (gordura) acumulado, é importante ter alguns cuidados, como: esperar 18 meses antes de tentar engravidar, para que tenha se estabilizado o emagrecimento e o corpo feminino tenha o preparo necessário para as novas mudanças, que serão provocadas pela da gravidez.

Contras da cirurgia bariátrica

1. Depressão

cirurgia-bariatrica
cirurgia bariátrica

Há uma ligação comprovada entre obesidade e depressão, e enquanto a maioria dos pacientes que se submetem à cirurgia bariátrica experimentam uma melhora geral no bem-estar após a cirurgia, sentimentos de depressão podem piorar para alguns.

Pesquisadores da Universidade de Yale publicaram um estudo no Obesity Journal, no qual 13% dos pacientes estudados relataram um aumento no Beck Depression Inventory (uma classificação numérica que mede comportamento de desordem alimentar, autoestima e funcionamento social), 6 a 12 meses após a “estabilização” do corpo.

2. Excesso de pele

Embora a perda de peso pós-cirúrgica possa ser gradual, suficiente para que seu corpo e sua pele possam se ajustar lentamente, muitas pessoas ficam com um excesso tão grande que requer uma cirurgia estética para corrigir.

A menos que seja considerado uma necessidade de saúde (como um excedente de pele caída, causando erupção cutânea ou infecção), o convênio (se a pessoa possuir) provavelmente não cobrirá a conta.

De acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, em 2013, cirurgiões realizaram quase 42.000 operações de contorno corporal (remodelação de seios, braços, coxas e estômagos) para pacientes que perderam quantidades substanciais de peso. As operações de contorno corporal podem custar de R$ 8.000 a R$30.000 reais.

3. Disfunção estomacal

Cerca de 85% dos pacientes submetidos à redução de estômago sofreram episódios extremos de diarreia, conhecidos como Síndrome de Dumping, de acordo com a ASMBS (Sociedade Americana de Cirurgia Bariátrica e Metabólica).

Isso geralmente é o resultado de escolhas alimentares pobres (incluindo açúcares refinados, frituras e algumas gorduras ou produtos lácteos), e pode ter sintomas leves a graves que incluem também: suor, rubor, tontura, fadiga, náuseas, cólicas e sons intestinais audíveis, como aquele ronco na barriga que sai alto, fezes soltas, constipação e gases embaraçosos (ou como os especialistas se referem Malodorus flatus).

4. Pode aumentar o risco de uso ou abuso de álcool

Um estudo publicado examinou pessoas que passaram pelo procedimento da cirurgia gástrica em 1,3,6 e 24 meses após a cirurgia, descobrindo que o risco de pacientes para o aumento do uso de álcool após o procedimento foi significativamente maior.

Isso pode acontecer porque os pacientes têm níveis mais altos de álcool e alcançam esses níveis mais rapidamente após a cirurgia bariátrica, embora existam outras teorias para explicar a conexão.

5. Você ainda precisará dessa associação à academia

Muitos médicos aconselharão os pacientes sobre uma dieta pós-cirúrgica adequada, para ajudar a promover o sucesso da perda de peso após a cirurgia, mas essa não é a única mudança de estilo de vida que os pacientes precisam ter.

A Obesity Action Coalition recomenda que uma vez que um paciente seja liberado pelo médico, para introduzir a atividade física em uma rotina diária, fazer gradualmente até 60 minutos de exercício, 6 dias por semana, é ideal para promover o sucesso da perda de peso pós-cirurgia.

Em outras palavras, não pense que você está ficando fácil, esta cirurgia não é uma solução rápida.

6. Adeus às bebidas gaseificadas

Bebidas carbonatadas introduzem o ar em sua barriga, criando gás que pode pressionar o estômago e fazer com que ele se expanda desnecessariamente, desfazendo assim os resultados da cirurgia.

Em vez de refrigerante, beba muita água! A desidratação é a razão mais comum para a readmissão de um paciente para o hospital, de acordo com o ASMBS.

7. Pode colocar uma pressão sobre o relacionamento

Transformações físicas drásticas podem levar a uma variedade de mudanças emocionais, que podem afetar não apenas você, mas também seus relacionamentos.

Um estudo encontrou o aumento nas taxas de divórcio entre casais com um parceiro pós cirurgia bariátrica, especialmente no primeiro ano após o procedimento.

Além de atendimento médico pós-operatório, também é necessário buscar orientação emocional, para o operado e seu cônjuge, seja por meio de terapia ou grupo de apoio, o que pode ajudar a limitar os efeitos negativos.

8. A maioria das pessoas que fez a cirurgia voltam a engordar depois de um tempo

Muitas pessoas voltam a engordar após a cirurgia, pois não conseguem se adequar a novos hábitos alimentares, comendo a mesma quantidade de antes ou comidas muito gordurosas e industrializadas.

Além disso, a absorção de vitaminas também pode ser reduzida, o que prejudica muito o organismo.

Gostou de saber mais sobre a cirurgia bariátrica? Já fez? O resultado foi positivo ou negativo? Conte como isso impactou na sua vida e ajude pessoas que querem fazer este procedimento!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui