Obesidade pode desencadear outros problemas de saúde

Compartilhe
obesidade
Imagem por: Freepik

A obesidade é causada pelo excesso de gordura corporal, desencadeada na maioria dos casos pela ingestão excessiva de alimentos calóricos, assim, o organismo não consegue queimar todas essas calorias. Logo, a obesidade aparece quando o consumo de alimentos é maior que o gasto de energia correspondente.

Problemas de saúde causados pela obesidade

Pressão Alta

A pressão alta tende a surgir com o ganho de peso e a idade avançada. Quem é obeso e tem hipertensão arterial consegue notar resultados impressionantes perdendo apensas 4 kg.

Diabetes

A diabete é considerada uma das consequências mais comuns de quem tem obesidade, pois ela propicia o desenvolvimento de resistência à insulina. Uma perda de 7 a 9 kg colabora com a redução deste risco.

Doenças cardíacas

A obesidade é um importante fator de risco para desenvolvimento de doença arterial coronariana, que causa danos nos principais vasos sanguíneos do coração, podendo levar a um ataque cardíaco. Exercitar-se regularmente reduz significativamente este risco.

Colesterol alto

O aumento do colesterol LDL (colesterol ruim) é um dos principais causadores de ataque cardíaco e AVC, pois pode limitar o fluxo de sanguíneo. É detectado através de exame de sangue.

Câncer

O sobrepeso aumenta em 50% as chances de desenvolver algum tipo de câncer, no caso das mulheres, principalmente o de endométrio, segundo o National Cancer Institute, dos Estados Unidos.

Infertilidade

O organismo precisa de um peso equilibrado para desenvolver a quantidade correta de hormônios para regular a menstruação e a ovulação.

O IMC elevado faz com que a mulher esteja mais propensa à infertilidade, além disso, mulheres com o peso ideal respondem melhor à tratamentos de fertilidade, de acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA.

Dor lombar

O excesso de peso faz com que a coluna fique sobrecarregada, causando dores muito incômodas. As articulações também podem ser prejudicadas pelo sobrepeso, causando lesões.

Além de dores na coluna, o risco de ter doenças ósseas como osteoporose, artrite e artrose cresce significativamente.

Infecções de pele

Obesos e indivíduos acima do peso podem ter dobras na pele. Essas dobras podem ficar irritadas pelo atrito e suor, o que em última análise leva a infecções de pele.

Úlcera

A úlcera pode ocorrer pois, o excesso de gordura corporal causa um desequilíbrio estomacal, fazendo com que o organismo produza um excesso de ácido, dando aquela sensação de queimação.

Pedra na vesícula

Estar com o peso elevado faz com que o fígado tenha suas funções prejudicadas, excretando uma quantidade alta de bile, que é guardada na vesícula biliar. A bile tem o papel de auxiliar no dissolvimento de gorduras, e uma alimentação calórica faz com que sua produção aumente, causando as pedras.

Obesidade mórbida e o peso do preconceito

Para identificar a obesidade mórbida, basta calcular o IMC (índice de massa corporal), dividindo o peso da pessoa pela altura da mesma, elevada ao quadrado. Se o resultado for superior a 40, o quadro de obesidade mórbida é confirmado.

O obeso, não só mórbido, mas em graus mais leves, sente a agressão da sociedade, pois é visto como preguiçoso, sendo um preconceito maquiado e disfarçado pela população. Imagine-se chegando em um lugar sem ter um acento adequado para o seu tamanho corpóreo, ou ter dificuldade para passar na catraca do ônibus, ou perceber risadas disfarçadas ao andar nas ruas. Reflita, isso acontece com frequência na vida do obeso.

O que muitas pessoas não sabem é que esta doença também pode surgir devido à alterações genéticas ou hormonais, além de problemas ambientais, sociais e psicológicos.

reposicao-hormonal

Dentre os problemas hormonais, está o hipotireoidismo, onde a glândula da tireoide produz poucos hormônios T3 e T4, responsáveis pela regulação metabólica. Quando isso acontece, automaticamente o metabolismo fica mais lento, aumentando a propensão à obesidade.

Já nas causas psicológicas, a ansiedade por exemplo, pode ser um fator que leva a pessoa a comer em excesso, para tentar acalmar esse sentimento de pressão sobre si mesmo. Esta doença é considerada o mal do século, já que se tem 33% da população mundial de ansiosos, segundo a OMS.

O bullying também é responsável por grande parte dos casos de obesidade no contexto social. Não importa se na escola, nos relacionamentos ou até mesmo dentro de casa, a depreciação do outro pode causar graves problemas. Muitas pessoas que sofrem este tipo de agressão verbal ou física acabam descontando na comida, como um refúgio.

Vencendo a obesidade

perda-de-peso
Imagem por: Simple Mindfulness

Como você pôde ver, a obesidade pode trazer consigo vários outros problemas de saúde, logo, é importante cuidar de si e optar por um estilo de vida mais regrado, porém, sadio.

Alimentação

Você já deve ter visto isso milhares de vezes, mas SIM! É necessária uma alimentação regulada, com baixo teor de calorias. Opte pela substituição de carboidratos por proteínas ou saladas, comendo alimentos com fibras para o bom funcionamento intestinal (que ainda trazem sensação de saciedade) e bebendo sempre muita água.

Lembre-se, dietas malucas só pioram a situação! Com um acompanhamento de seu nutricionista, seu peso irá embora com uma facilidade muito maior.

Exercício físico

Se seu nível de obesidade é muito elevado, é importante ter um acompanhamento médico antes de iniciar os exercícios físicos, pois aqueles de alto impacto ou simplesmente a esteira podem causar alguns problemas nas articulações, já que o corpo não suporta o excesso de peso. Mas fique tranquilo! Isso não quer dizer que tenha que ficar parado, caminhadas e exercícios leves podem ser o seu ponto inicial para eliminar uns quilinhos.

Outra alternativa incrível é a dança, que além de promover a perda de peso, ainda permite que o corpo libere endorfina, considerada o “hormônio da felicidade”. Se jogue!

Acompanhamento psicológico

É importante encontrar o motivo pelo qual se está comendo “além da conta”, por isso, um especialista pode auxiliar a encontrar o caminho certo para vencer o excesso de peso, começando pela mente.

O principal ingrediente para mandar a obesidade embora é a força de vontade! Todos são capazes de ter uma vida mais saudável e feliz com empenho. Dê o primeiro passo! Deixe seu comentário e conte sua história para nós.

Deixe um comentário
Print Friendly

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui