Gravidez tardia: É mesmo possível engravidar durante o climatério?

Compartilhe
gravidez-tardia

Chamada de climatério, a fase de transição entre o período reprodutivo e a menopausa é caracterizada por irregularidades no ciclo menstrual e o surgimento dos primeiros sintomas da menopausa. Essa fase merece atenção especial, pois representa, para algumas, a gravidez tardia é a última chance de realizar o sonho de ser mãe e, para outras, um risco real quando elas não têm planos de engravidar.

Se você se enquadra em alguma dessas situações, siga acompanhando o texto e veja como lidar com essa situação!

O climatério

Período precedente ao término da vida reprodutiva feminina, o climatério é marcado por alterações somáticas e psíquicas que se encerram quando chega a menopausa. A palavra “climatério” significa “fase crítica” e esse momento tem como principais características as transformações físicas e emocionais que ocorrem em função do desequilíbrio na produção dos hormônios pelos ovários.

Assim, essa fase apresenta sintomas que lembram uma TPM, entretanto, com uma frequência mais acentuada e prolongada. Inchaço no corpo e mamas, dores de cabeça ou enxaquecas, alterações de humor, entre outras, podem aparecer durante o período que costuma levar em média 15 dias e se esgota com a menstruação. Cuidados com a alimentação e até suplementos naturais podem ajudar nesse período delicado.

Além disso, a partir da metade do climatério é possível haver irregularidade nos ciclos e variação do fluxo menstrual.

Ovários

Ao nascer, a mulher possui toda a reserva de óvulos que será usada ao longo de sua vida. São aproximadamente 2 milhões de folículos. Com o passar do tempo, esse número vai diminuindo até atingir a fase da puberdade com 400 mil.

Uma mulher tem reduzida sua produção de folículos mais consideravelmente a partir dos 35 anos e, de maneira crônica, depois dos 45. Assim, começam os ciclos menstruais anovulatórios, sem a produção de óvulos, o que desencadeia um processo de desequilíbrio hormonal, onde caem os níveis de progesterona e variam os níveis de estrogênios no organismo feminino.

É possível engravidar no climatério?

De acordo com especialistas, a possibilidade de a mulher engravidar de maneira espontânea depois dos 43 anos é de cerca de 1% por mês. Portanto, casos de gestantes acima dos 45 anos é uma raridade, mas é algo possível e, justamente por ser tão específico, é um caso que merece atenção especial.

Isso significa que ao chegar aos 40, a mulher ainda pode engravidar. Entretanto, é preciso tomar cuidados redobrados, pois especialistas costumam considerar uma gravidez de risco, uma vez que a qualidade da saúde reprodutiva da mulher começa a diminuir. Por isso, é essencial realizar um acompanhamento mais criterioso para evitar riscos tanto para a mãe quanto para o bebê.

Assim, é necessário dar atenção especial aos riscos da gravidez tardia. Na fase do climatério, é possível que a mulher não perceba que está grávida, uma vez que os sintomas do climatério e da gravidez são os mesmos. Logo, é indispensável procurar um ginecologista em caso de aumento da sensibilidade nas mamas, enjoos ou dor pélvica.

Cuidados a se tomar em uma gravidez tardia

gravidez-tardia

  • Após os 35 anos, redobre a atenção no que diz respeito ao acompanhamento médico. Realize o pré-natal, exames de rotina e check-ups regulares.
  • Consuma vitaminas e ácido fólico, pensando no desenvolvimento do cérebro do bebê.
  • Procure ter uma gestação saudável, com tranquilidade e energia positiva. A saúde do bebê está diretamente relacionada ao bem-estar da mãe.
  •  Faça exercícios físicos regularmente, mas sem exageros, de maneira a manter o corpo em forma e garantir maior qualidade na gestação.
  • Cuide da sua alimentação de acordo com as recomendações do seu médico ou nutricionista e evite álcool e cigarros.

Questão de idade

Ainda que não seja tão comum, é possível até mesmo engravidar após os 50 anos. Esse caso é considerado raríssimo, pois se trata de uma fase em que a produção de óvulos é baixa. Quando as mulheres aproximam-se dos 40 anos, ocorre uma queda acentuada na produção de óvulos, com pior qualidade e em menor quantidade devido ao fato de a idade avançada fazer com que o ovário solte menos óvulos.

Questão social

Hoje em dia as mulheres têm engravidado cada vez mais tarde. Isso se deve, entre outros motivos, à questão da realização profissional. É muito comum ver casos onde a mulher procura realizar seus objetivos profissionais primeiro, para somente depois pensar na maternidade.

Além disso, existe também a certeza de que com o avanço da medicina, é possível engravidar mais tarde ou até mesmo contar com técnicas de fertilização para engravidar no momento mais adequado, tanto para suas carreiras, quanto para a realização de projetos pessoais de vida.

Idade ideal

A gravidez entre os 20 anos oferece riscos menores para a mulher, pois as chances de anomalias genéticas, como a Síndrome de Down e as síndromes de Edwards e de Patau, de acordo com o Hospital das Clínicas de São Paulo, são de apenas 0,5%, enquanto aos 35 anos este índice chega a 1%, vai para 2% aos 37 e vai subindo até alcançar 10% aos 44 anos.

Entretanto, isso não significa que as mulheres não possam ter gestações de qualidade no momento em que julgarem mais adequado para suas vidas.

O pré-natal

É importante ressaltar que para uma mulher de 40 anos ou mais, o pré-natal é diferente dos realizados em outras gestações. Isso acontece porque os riscos da gestação de mulheres nessa faixa etária é maior, exigindo um acompanhamento mais rigoroso. Assim, as consultas devem ser mais constantes e os exames ainda mais específicos.

Gravidez tardia: como lidar com a fase do climatério

Com o avanço da medicina e os recursos que a ciência oferece, tem sido cada vez mais possível que as mulheres engravidem depois da idade considerada ideal. Entretanto, é preciso ter atenção especial aos riscos, de modo a garantir uma gestação saudável.

Com um bom acompanhamento médico, aliado a uma rotina saudável, é perfeitamente possível ter uma gestação tranquila até mesmo na fase do climatério. Mas lembre-se sempre de consultar o seu médico com frequência para garantir a sua saúde, a saúde do bebê e evitar preocupações nesse momento tão bonito!

E se você gostou desse artigo sobre a gravidez tardia, confira também o nosso material exclusivo sobre Climatério! Clique na imagem a baixo e saiba mais.

reposicao-hormonal

Deixe um comentário
Print Friendly