Reumatismo – Acomete cerca de 12 milhões de pessoas no Brasil!

Compartilhe
reumatismo

Precisamos falar de uma vez por todas sobre as doenças reumatológicas, sim, isso mesmo, o reumatismo na verdade é um grupo de mais de 200 doenças. Esse conjunto de moléstias podem acometer os ossos, músculos, articulações, ligamentos e tendões.

“Na verdade, a palavra reumatismo serve para designar inúmeras enfermidades, mais de duzentas. Provavelmente, as mais conhecidas são a artrite reumatoide e a artrose, ou osteoartrose, que afetam cartilagens e articulações e provocam dor, deformação e limitação de movimentos.”

-Drauzio Varella.

reposicao-hormonal

As doenças reumatológicas também podem atingir os nossos órgãos como, rins, coração e o cérebro. Vale ressaltar também que, o reumatismo não está intrínseco ao envelhecimento do corpo, crianças, adolescentes, adultos também podem sofrer com a mazela.

Algumas das doenças que fazem parte desse extenso conjunto:

“Podemos dizer que o reumatismo é um grupo de doenças que se caracterizam por alterações funcionais do sistema musculoesquelético de causa não traumática.”

-Dr. Pedro Pinheiro.

  • Febre reumática;
  • Osteoartrite;
  • Artrose;
  • Artrite reumatoide;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Gota;
  • Espondilite anquilosante;
  • Tendinite;
  • Osteoporose;
  • Bursites;
  • Artrite juvenil;
  • Púrpura de Henoch-Schönein;
  • Doença de Behçet;
  • Granulomatose de Wegener;
  • Polimiosite e dermatomiosite;
  • Sarcoidose;
  • Fibromialgia;
  • Polimialgia reumática;
  • Esclerodermia;
  • Síndrome de Sjögren.

Os sinais mais comuns

Por ser composto por inúmeras mazelas, se torna difícil resumir os sintomas que fazem parte do conjunto das doenças reumatológicas, todavia, existem alguns sintomas que podem ser recorrentes na maioria dos casos. Quase sempre os sinais são específicos e a própria pessoa pode tomar ciência da condição. É comum aparecem os sintomas abaixo:

  • Dores nas articulações;
  • Rigidez articular;
  • Dificuldade para movimentar os membros;
  • Inchaço;
  • Deformidade articular;
  • Fraqueza muscular;
  • Aumento da temperatura no local e vermelhidão.

“Durante uma consulta, é preciso que o especialista avalie a causa da dor para oferecer o tratamento mais adequado, já que a dor presente o reumatismo também é sintoma de outros problemas articulares e ósseos. Nas doenças reumáticas, as dores não têm origem traumática, ou seja, não são resultado de batidas ou acidentes, nem de esforço repetitivo.”

-Cuidados pela vida, Dra. Regina Von Kirchenheim, Reumatologista.

Tratamento do reumatismo

Conforme foi mencionando, é difícil falarmos de um único tratamento para mais de 200 doenças, bem como, cada caso será analisado de acordo com as suas necessidades. Entretanto, existem alguns remédios que acabam sendo a primeira tática medicamentosa para tentar reverter o quadro, são eles:

Pode fazer parte do tratamento ainda, a fisioterapia, bem como, a acupuntura para colaborar com a minimização da inflamação.

“As doenças reumatológicas podem ter longas duração, causando ansiedade e depressão em alguns pacientes, e exigir também o tratamento com medicamentos antidepressivos, ansiolíticos e a realização de práticas integrativas, como acupuntura.”

-Dr. Cristiano Zerbini, Reumatologista.

reumatismo

O corpo de uma pessoa reumática deve ser obsoleto?

Jamais! Quase sempre as pessoas que são acometidas pelas dores reumáticas tendem a se tornarem sedentárias, o que é um grande erro, pois quanto mais o corpo ficar obsoleto, cada vez mais ele estará vulnerável a inflamações. É importante para a eficácia do tratamento, que sejam realizadas atividades físicas, com o propósito de melhorar a condição aeróbica, melhorar a força muscular, resistência, bem como, a flexibilidade. Lembre-se, a inatividade propaga ainda mais dor do que o habitual.

Os especialistas indicam que as pessoas com reumatismo, devem realizar três tipos de exercícios:

  • Alongamentos;
  • Condicionamento muscular;
  • Condicionamento aeróbico.

Alongamentos

Eles são à base de qualquer reabilitação, ajudam a mitigar as lesões e promovem a melhoria do músculo, bem como, ajudam na flexibilidade.

Condicionamento muscular

Possuem como objetivo, força e resistência muscular, primordial para melhorar a disposição óssea e dos músculos.

Condicionamento aeróbico

Eles agem principalmente na saúde dos órgãos internos, como coração, pulmões e cérebro, assim como, ajuda na função da musculatura. Eles ajudam também com o humor e no controle do peso, fatores que podem colaborar como gatilho para as dores. Você pode optar por fazer:

Enfim, têm uma variedade de atividades que podem ser realizadas para deixar o corpo forte mesmo sofrendo com o reumatismo.

“Muitas das pessoas que têm artrite estão “fora de forma”, são mais “fracas”, com menos flexibilidade, sentindo mais dor que o necessário, devido principalmente às complicações da inatividade. Dor, rigidez, fadiga e o medo de piorar, podem fazer com o paciente reaja contra o exercício.”  

-Sociedade brasileira de reumatologia.

A alimentação pode colaborar (para o bem ou para o mal)

A alimentação pode ser uma aliada ou uma vilã para quem sofre com reumatismo. Consumir alimentos saudáveis e que tenham propriedades anti-inflamatórias pode ser de grande valia. Abuse do consumo dos alimentos abaixo:

  • Melancia;
  • Cavalinha;
  • Chapéu-de-couro;
  • Dente-de-leão;
  • Tomate;
  • Alface;
  • Pepino;
  • Agrião.

Aqui no blog nós temos um ótimo texto que apresenta 20 alimentos anti-inflamatórios para você. Mantenha o equilíbrio em suas refeições e se possível evite os pratos muito gordurosos, com frituras e outros agravantes que podem deixar o seu metabolismo fragilizado e sem nutrientes.

O reumatismo não é sinônimo de estagnação! Procure seu médico e obtenha um tratamento e sugestões para conseguir adquirir mais qualidade de vida. Gostou? Então deixe o seu comentário participe.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui