Remédios para queda de cabelos masculino, cuidado!

Compartilhe
remédios-para-queda-de-cabelos

A calvície é um problema que atinge muito mais homens do que mulheres. Existem muitas ofertas de remédios para queda de cabelos que prometem acabar com este tormento, mas são muitos os fatores que contribuem para esta situação.

Um dos fatores para a queda do cabelo é justamente a testosterona, hormônio presente em grande quantidade nos homens, e em pequena quantidade nas mulheres. Quando a testosterona atinge o bulbo capilar (raiz do cabelo) ela reage às enzimas presentes, dificultando a rápida multiplicação celular nos fios, tornando o cabelo mais fino e o crescimento mais lento.

É fato, que durante a vida, nós perdermos certa quantidade de cabelo com o passar dos anos. Pessoas mais velhas tendem a perder um número maior de fios por dia e, também, a ter um crescimento capilar mais lento, é um processo normal ao longo da vida.

No entanto, as pessoas se preocupam quando a queda de cabelo chega mais cedo do que o esperado ou em uma quantidade exorbitante. Para os homens, esse é um aspecto difícil de ser resolvido. É possível encontrar diversos medicamentos milagrosos que prometem resolver o problema, porém, é importante lembrar que todo e qualquer remédio deve ser usado com cuidado!

Existem diversas causas para a calvície e cada uma com seu tratamento específico. O estresse, a má alimentação e o uso excessivo de produtos químicos são causas comuns. Na maioria dos homens ela é de origem genética e nas mulheres, a maior causa de queda de cabelos, é o estresse.

Nenhum medicamento serve para todas as pessoas e, em muitos casos, ele pode, até, fazer mal. Neste texto, vamos indicar as precauções na utilização de remédios para queda de cabelos, e mostrar alternativas naturais que não afetam sua saúde.

Conheça remédios para queda de cabelos

Existem muitas fórmulas que prometem solucionar o problema da calvície. Contudo, devemos permanecer atentos já que, como qualquer outro remédio, eles possuem efeitos colaterais que precisam ser levados em consideração.

Remédios para queda de cabelos são considerados, como qualquer outro medicamento, drogas! Portanto, devem ser utilizados com muita cautela. É necessário, estar atento, principalmente, aos efeitos colaterais que esses remédios podem causar, impactando no seu dia a dia.

remédios-para-queda-de-cabelos

Evite a automedicação

A automedicação pode ter consequências devastadoras para seu organismo, devendo ser evitada ao máximo. Os efeitos colaterais mais comuns são náuseas, dor de cabeça, insônia, erupções na pele, problemas gastrointestinais e, até mesmo, o acometimento do sistema nervoso central. A interação medicamentosa pode anular, ou potencializar algum efeito ou, ainda, provocar reações indesejadas.

Não inicie o uso de medicações sem procurar um médico dermatologista. Ele poderá averiguar melhor as causas do seu problema e indicar o tratamento ideal, que lhe trará somente os benefícios. Medicamentos são potencialmente perigosos e devem ser utilizados somente com indicação médica.

Lembre-se que medicamentos também são drogas

Todos os medicamentos afetam sua saúde de maneira geral. As substâncias que um medicamento contém podem provocar reações químicas em todo o corpo e não apenas no órgão, objeto do tratamento.

Por exemplo, quando utilizamos um remédio por via oral, quase todas as vezes, ele causa um efeito de primeira passagem. Isso significa que o medicamento vai ser metabolizado pelo fígado, podendo causar repercussões hepáticas.

E não é só isso. Algumas substâncias contidas em alguns fármacos podem se acumular em vários órgãos como coração, pulmão e rins, causando doenças graves e prejudicando sua qualidade de vida em longo prazo!

Siga a orientação de seu médico

Tanto os médicos, quanto farmacêuticos, consideram que a obtenção dos efeitos desejados dos medicamentos se dá em sua dose determinada e em seus horários específicos. É exatamente por isso que, uma mesma medicação pode ser utilizada para tratar diversas doenças.

Alguns medicamentos devem ser ingeridos em jejum, outros após a ingestão de alimentos e existem, ainda, os líquidos, os injetáveis, as pomadas, entre outros. Se o medicamento não for ingerido da forma correta, ele poderá não alcançar o efeito desejado.

É sempre perigoso utilizar medicamentos de forma imprudente. Por isso, nunca utilize medicamentos por conta própria, nem em dosagens que excedam o indicado. Todo medicamento tem efeitos colaterais, que podem ser leves a agudos.

Dê atenção à bula

Quando for ingerir algum medicamento que nunca tenha experimentado, tenha o hábito de ler a bula atentamente. Nela, há diversas informações importantes, como a indicação do medicamento, os efeitos desejados, as reações adversas e todos os seus possíveis efeitos colaterais.

Caso você sinta algo diferente do habitual e, estando ou não descrito na bula, é aconselhável procurar o médico que indicou a medicação, o mais rápido possível. Já que as medicações têm efeitos sistêmicos e, mesmo fazendo bem em algumas situações, podem ser maléficas para outros órgãos do seu corpo.

Avalie sua alimentação

Uma das causas mais comuns da queda de cabelo é a falta de nutrientes e minerais necessários para que ele cresça forte e saudável. Proteínas, vitaminas do complexo B são alguns nutrientes necessários para a saúde de seus fios. Procure um médico e faça uma avaliação nutricional antes de utilizar qualquer medicamento para calvície.

Existem vários compostos naturais que podem auxiliar na obtenção dos nutrientes necessários para evitar a queda de cabelo. Eles não são medicamentos e, portanto, não possuem efeitos colaterais e podem ser usados com maior tranquilidade.

Procure alternativas aos remédios para queda de cabelos

As causas da queda de cabelo podem ser: falta de nutrientes, fatores hormonais, estresse, genética, doenças autoimunes, e, até, o uso de substâncias químicas ou medicamentos. Existem algumas alternativas para o tratamento da queda de cabelos que não são medicamentos e, portanto, não afetam a saúde dos pacientes. O tônico capilar Tino´s hair é um exemplo deles.

Ele funciona auxiliando o fortalecimento da estrutura capilar, combatendo a queda de cabelo e promovendo o crescimento de novos fios. Independente do motivo que esteja provocando a queda, o Tino’s hair age diretamente na raiz do fio gerando resultados a partir da primeira semana de uso.

O BAICAPIL, princípio ativo do tônico, ganhou um prêmio de inovação, e já foi devidamente testado pelo Ministério da Saúde. Ele reduz a queda de cabelo em uma semana, protege contra os efeitos do estresse, torna o couro cabeludo mais saudável e promove o crescimento de novos fios, ainda mais grossos e resistentes.

problemas-capilares

O mais importante é que você consiga adequar o tratamento para a queda, com seu bem-estar, evitando recorrer a remédios para queda de cabelo que possam prejudicar a sua saúde.

E aí gostou das nossas dicas? Assine a nossa newsletter e, a partir de agora, não perca nenhum dos nossos conteúdos!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui