Mal de Parkinson afeta cerca de 200.000 brasileiros alega Ministério da Saúde

Compartilhe
mal-de-parkinson

De acordo com dados do Ministério da Saúde de 2014, o Mal de Parkinson atingia cerca de 200.000 brasileiros, podendo ter números ainda mais impactantes nos dias atuais, já que as pessoas andam cada dia mais estressadas.

O que é exatamente o Mal de Parkinson?

Também chamada de Doença de Parkinson (DP), este male é uma doença neurológica, ou seja, atinge os neurônios do SNC (região cerebral conhecida como substância negra). Quando afetada pela doença, a pessoa acaba tendo uma deficiência na produção de dopamina, que conduz as correntes nervosas, denominadas neurotransmissores. A ausência ou baixa nessas neurotransmissões desencadeia uma série de sintomas.

“De acordo com as estatísticas, na grande maioria dos pacientes, ela surge a partir dos 55, 60 anos e sua prevalência aumenta a partir dos 70, 75 anos.”

— Dr. Drauzio Varella

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 1% da população acima de 60 anos possui a doença, um número muito elevado, se for levar em conta que o mundo possui em 2017, 7,6 bilhões de habitantes.

reposicao-hormonal

Principais sintomas do Mal de Parkinson

1. Tremores

Considerado o principal sintoma da doença de Parkinson, pois se apresenta em 80% dos casos, o tremor é caracterizado pelo movimento resultante de contrações musculares involuntárias. Ele normalmente aparece de forma assimétrica, ou seja, em um dos lados, ou dos dois lados em tempos diferentes. Os tremores também costumam ser mais visíveis nas mãos.

2. Bradicinesia

É a lentidão nos movimentos. Na região das extremidades, isto desencadeia na diminuição da amplitude e na rapidez dos movimentos. Este sintoma aparece em 100% dos casos, então com certeza é um sinal muito importante.

Quando a doença de Parkinson ainda está no começo, a bradicinesia aparece sutilmente e pode ser visualizada na redução do movimento dos braços ao tentar movê-lo instantaneamente.

3. Rigidez

É descrita como uma elevação da resistência ao esticar a musculatura de forma passiva e geralmente está interligada com a bradicinesia. Este sintoma engloba cerca de 90% dos pacientes.

A rigidez se manifesta normalmente nas extremidades, porém, também é capaz de atingir o tronco, sendo uma grande contribuinte para alterações na postura.

4. Alterações na marcha

Estas alterações na marcha incluem a sensação de fraqueza, falta ou diminuição do balanço dos braços (no começo da doença). Ao avançar da doença, a pessoa perde o passo normal, assim, o calcanhar dificilmente encosta no chão durante a caminhada, tendo uma forte tendência à andar na ponta do pé, ou arrastando os pés no chão.

5. Apatia Facial

Mudanças da expressão da face, causando diminuição do piscar e de sorrisos.

Também são comuns sintomas como:

  • instabilidade na postura (desequilíbrio);
  • micrografia (redução das letras escritas à mão);
  • distonia (contração que afeta os músculos ou membros);
  • hipofonia (redução do volume da voz);
  • freezing (incapacidade e movimentar os membros inferiores).

Mal de Parkinson e o Stress

Estudos feitos desde 2003 pelo médico e professor de Neurologia Experimental da UNIFESP, dr. Cícero Coimbra, apontam que o Mal de Parkinson pode estar relacionado com o stress.

As pesquisas exibiram que a tensão emocional estava afetando diretamente os movimentos e propiciando tremores, além disso, as pessoas analisadas tinham uma deficiência de vitamina B2 e consumiam carne vermelha em excesso.

Todas essas influências foram observadas e utilizadas para o tratamento, utilizando-se de psicoterapia, reposição de vitaminas e eliminação da carne, assim, a recuperação média dos movimentos passou de 44% para 70%.

Tratamentos

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui