Desvio de septo: causas, sintomas e tratamentos

Compartilhe
desvio de septo
desvio de septo

Um desvio de septo ocorre quando a parede fina (septo nasal) entre suas passagens nasais é deslocada para um dos lados, tornando o acesso de ar menor, na maioria dos casos. Isso causa o principal sintoma do problema: a dificuldade para respirar. O inchaço dos tecidos também pode gerar esta condição.

A exposição de um desvio de septo ao efeito de secagem do fluxo de ar através do nariz, pode, às vezes, contribuir para o surgimento de crostas (caca de nariz) ou sangramento em certos indivíduos.

Causas do desvio de septo

Um desvio de septo pode ser causado por:

  • uma condição presente no nascimento – em alguns casos, um desvio de septo ocorre durante o desenvolvimento fetal e é aparente no nascimento;
  • lesão no nariz – o problema pode ser o resultado de uma lesão que faz com que o septo nasal seja retirado da posição. Em bebês, tal lesão pode ocorrer durante o parto. Em crianças e adultos, uma grande variedade de acidentes pode levar a uma lesão no nariz e desvio de septo – de tropeçar em um degrau até colidir com outra pessoa na calçada. Além disso, esportes de contato, atropelamentos ou simples brincadeiras podem desencadear o desvio septal;
  • processo normal de envelhecimento – isso também pode afetar as estruturas nasais, agravando um desvio de septo ao longo do tempo.
  • rinite ou sinusite – alterações no inchaço dos tecidos nasais, devido ao desenvolvimento de rinite ou sinusite, podem acentuar o estreitamento de uma passagem nasal a partir de um desvio de septo, resultando em obstrução nasal.

Sintomas

A maioria das deformidades septais resulta em nenhum sintoma, e você pode nem saber que tem um desvio de septo. Nos casos em que são apresentados sintomas, os principais deles são:

  • obstrução de uma ou ambas as narinas – essa obstrução pode dificultar a respiração por uma narina, ou pelas duas. Isso pode ser mais perceptível quando se tem um resfriado (infecção do trato respiratório superior) ou alergias, que podem fazer com que a passagem do nariz inche ou se estreite;
  • sangramento nasal – a superfície do septo nasal pode ficar seca, aumentando o risco de hemorragias nasais;
  • dor na região da face – embora haja algum debate sobre as possíveis causas nasais de dor facial, um desvio grave que afeta a parede nasal interna, quando está do mesmo lado que a dor facial unilateral, é às vezes considerado uma possível causa;
  • respiração ruidosa durante o sono – isso pode ocorrer em bebês e crianças pequenas com desvio de septo ou com inchaço dos tecidos intranasais.
  • consciência do ciclo nasal – é normal que o nariz se alterne sendo obstruído de um lado e depois, mudando para o outro. Isso é chamado de ciclo nasal! O ciclo nasal é um fenômeno normal, mas estar ciente dele é incomum e pode ser uma indicação de que há uma quantidade anormal de obstrução.
  • preferência por dormir em um lado particular – algumas pessoas podem preferir dormir em um lado específico para otimizar a respiração pelo nariz à noite. Isto pode ser devido a um desvio do septo que estreita uma passagem nasal.

reposicao-hormonal

Tratamentos

O tratamento da obstrução nasal pode incluir medicamentos para reduzir o inchaço ou dilatadores nasais que ajudam a abrir as vias, como corticoides tópicos, descongestionantes ou anti-histamínicos, que permitem melhorar a permeabilidade ou através de lavagens com água salina (“água do mar”).

Estes tratamentos podem reduzir os cornetos inferiores, levando a uma maior permeabilidade nasal. Em casos de sinutite (polipose nasossinusal), o uso de corticoides sistêmicos também podem gerar uma melhoria na permeabilidade.

Dentro de casa algumas atitudes também podem reduzir o problema, como fazer irrigações nasais para alívio da congestão. Existem na farmácia algumas soluções próprias para isso! Não se deve utilizar água que venha diretamente da torneira, pois pode conter micropartículas ou químicos nocivos ao nariz.

Utilizar soro fisiológico ou água destilada com carbonato de sódio pode ser uma boa alternativa (mais barata) aos produtos que se compram na farmácia. O enfermo nunca deve se automedicar, então dê preferência à opinião de seu otorrino.

Cirurgia

desvio de septo
desvio de septo

O desvio de septo é uma estrutura muito forte, não sendo possível a alteração por qualquer medicamento. Apenas através do procedimento cirúrgico é possível corrigir o problema, por meio da septoplastia.

É importante a aprovação de um profissional especializado para fazer a septoplastia, já que leva em conta o histórico do paciente o grau do desvio, para saber se o mesmo não terá complicações.

“Nem todos os doentes possuem indicação para cirurgia. Quando existe indicação para cirurgia, a septoplastia permite proporcionar aos doentes um aumento da sua qualidade de vida.”

— Bem Estar

Gostou de saber mais sobre o desvio de septo? Sofre com o problema? Fez a cirurgia? Conte-nos e ajude milhares de pessoas que podem estar passando pela mesma situação.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui