7 tratamentos alternativos para melhorar a sexualidade na menopausa!

Compartilhe
sexualidade-na-menopausa

A menopausa é um período de muitos desconfortos e questionamentos para as mulheres — além dos sintomas físicos, é inegável toda a agitação emocional que nos assola nesse período. O declínio da libido, uma das nossas principais queixas no quesito sexualidade na menopausa (e dos nossos parceiros também), são fontes de angústia e podem trazer crises aos relacionamentos. Mas é possível passar por esse período, se não tranquilamente, ao menos sem tanto sofrimento.

É bom lembrar que sexualidade não é só sexo. Mais ampla, ela está relacionada com a busca daquilo que nos dá prazer e na descoberta de sensações estimuladas pelo toque, contato e atração por outra pessoa, que pode ou não se materializar no ato sexual. Há técnicas e tratamentos alternativos que podem nos ajudar a melhorar a sexualidade na menopausa, nos ajudando a lidar melhor com as alterações em nossos corpos, fazer novas descobertas de prazer e a preservar nossos relacionamentos.

Confira algumas dicas para apimentar a relação e melhorar a sexualidade na menopausa:

Mantenha sua autoestima elevada

autoestima-elevada

A menopausa tem muito mais a ver com nós mesmas do que necessariamente com nossos parceiros — e não só pelas mudanças químicas e hormonais que ocorrem em nossos organismos, mas por toda a implicação psicológica que se reflete na forma como nos enxergamos enquanto mulheres e como nos relacionamos com os outros nos diferentes papéis que desempenhamos: esposas, namoradas, companheiras, mães, profissionais, amigas, etc.

Manter o amor-próprio é o primeiro passo para conquistarmos a estima do nosso par e sermos capazes de lhe retribuir. Aceitar as mudanças que o tempo traz a nossos corpos é enxergar a beleza das experiências que vivemos, e nos sentir bem e autoconfiantes é, sem dúvida, imprescindível para cultivarmos nossa sexualidade.

Cultive a intimidade com seu parceiro

A intimidade do casal é construída em vários aspectos do relacionamento: na troca de sentimentos, opiniões e ideias; no conhecimento do gosto do outro, no que lhe aflige, entristece, irrita, estimula, excita e alegra; na aceitação dos defeitos, nossos e do companheiro; etc.

Se sua intimidade com seu parceiro está desgastada, trabalhem juntos para retomá-la. Não é tarefa fácil, mas exercitar o diálogo, falar dos sentimentos e emoções vai aproximá-los e fortalecê-los. E sabemos que quando temos a liberdade de falar com nossos parceiros o sexo também se torna muito melhor, pois nos sentimos à vontade para mostrar o que mais nos dá prazer e temos intimidade suficiente para lhes proporcionar prazer também, sem vergonha ou julgamentos.

Conheça a Técnica de Liberação Emocional (EFT)

A EFT, também conhecida como acupuntura sem agulhas, por trabalhar os mesmos pontos de energia, é uma técnica que estimula as áreas do corpo chamadas meridianos, liberando as emoções e os sentimentos negativos — mágoas, vícios, fobias, depressão, etc. — que trazem bloqueios emocionais e impedem o bem-estar.

É feita com a ajuda de um profissional, que faz perguntas sobre o que incomoda o paciente e oferece em troca frases que o ajudam a deixar fluir suas emoções. É uma técnica muito útil para quebrar as amarras que nos impedem de viver plenamente nossa sexualidade.

Esteja aberta a novas práticas para estimular a sexualidade na menopausa

casal-na-menopausa

Agora que já falamos sobre os aspectos emocionais da sexualidade na menopausa, vamos falar sobre algumas técnicas ligadas diretamente ao ato sexual que muito podem nos ajudar a melhorar nossas relações. Não é porque chegamos à meia idade que não podemos experimentar coisas novas, não é? Pelo contrário, é o momento perfeito de explorarmos nossa experiência e autoconfiança para conhecer e sugerir novas formas de intimidade.

Pompoarismo

Técnica milenar oriental, o pompoarismo nos ajuda a trabalhar a musculatura da região genital, com exercícios de contração e relaxamento — é uma ginástica íntima que fortalece o canal vaginal e nos ensina a conhecer e controlar os movimentos da vagina —, o que a torna mais sensível ao prazer e garante orgasmos mais intensos e frequentes. É também uma fonte de prazer para nossos parceiros, pois ao sabermos controlar a musculatura genital podemos lhes proporcionar sensações novas durante o ato sexual, o que sem dúvida nos faz sentir mais poderosas e desejáveis.

Os primeiros exercícios são para reconhecer os músculos da região e ativá-los e podem ser feitos em casa. Para contrair os músculos da vagina de forma elevatória, sente-se em uma cadeira e incline-se ligeiramente para frente, sem desconforto. Mantenha os pés separados em paralelo, as mãos nos joelhos e inspire contraindo a musculatura vaginal, como se puxasse alguma coisa. Conte até 30 e relaxe. Repita o exercício por cinco minutos. Depois em pé, contraia e relaxe a musculatura da vagina rapidamente, como se estivesse pulsando. Faça 30 movimentos desse e relaxe. Também em pé, contraia as nádegas e as una o máximo que conseguir. Conte até dez e relaxe. Repita três vezes.

O pompoarismo pode ser praticado quase sem restrições. Antes de iniciar, no entanto, é recomendável uma consulta ao ginecologista.

Sexo tântrico

O sexo tântrico estimula ao máximo a intimidade e os sentidos do casal. É feito sem pressa e o segredo está na troca de energias, olhares e carícias prolongadas, com massagens e toques suaves e sensuais durante todo o ato, estimulando o prazer em todo o corpo e não apenas nos órgãos genitais por meio da penetração. É também uma técnica milenar, vinda da Índia, e que estimula a troca de energia entre o casal e garante orgasmos prolongados.

reposicao-hormonal

É preciso preparar o ambiente com incensos, flores e velas — não apenas pelo romantismo, mas também para estimular todos os sentidos que serão usados na troca de energia durante a relação. A união entre o sexo tântrico e o pompoarismo garante uma noite inesquecível!

Kama Sutra

É também da Índia que vem essa coletânea de dicas de posições e práticas sexuais — algumas bastante difíceis de serem executadas, outras já conhecidas do cotidiano. Mas o mais gostoso é que ele pode ser uma grande brincadeira sensual e uma descoberta de novas posições que agradem aos dois, além de ser uma deixa para realizar algumas fantasias sexuais. Não tenha vergonha! Uma edição do Kama Sutra é um ótimo presente que vai demonstrar bem suas intenções.

Esperamos que essas dicas a ajudem a melhorar a sexualidade na menopausa. Assine nossa newsletter e não perca mais nenhuma de nossas publicações sobre saúde feminina.

Baixe nosso material exclusivo sobre Sexualidade Na Menopausa. Clique na foto abaixo e saiba mais!

Banner Ebook3 (Falta de Libido)

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui