Mitos e verdades sobre a saúde íntima feminina

Compartilhe
saúde
saúde

A saúde íntima feminina é um tema muito pouco explorado pelas maiores interessadas nos benefícios desses conhecimentos: as mulheres. Exatamente porque falamos pouco sobre a saúde íntima da mulher, é que muitos mitos sobre esse tema ainda persistem no universo feminino, aumentando a insegurança e a curiosidade sobre esse assunto.

Para poder se informar melhor sobre esse tema que diz respeito ao seu bem-estar e qualidade de vida, que tal conhecer alguns mitos e verdades que circulam por ai sobre a saúde íntima feminina? Confira logo abaixo!

Banner - C63

Dormir sem calcinha é um hábito benéfico: Verdade

Dormir sem calcinha pode fazer muito bem para a saúde íntima feminina. A calcinha pode aumentar o risco de irritações na região a noite, já que ela mantem o local mais úmido e propenso para desenvolver algum tipo de acúmulo de bactérias.

Se você não tem o hábito de dormir sem calcinha, não se preocupe! Basta apenas optar por usar os modelos de algodão para descansar a noite, já que eles permitem melhor circulação do ar na região.

Toda mulher deve usar sabonete íntimo para higiene da região: Mito

Os sabonetes íntimos são indicados somente para mulheres que apresentam algum tipo de infecção bacteriana na região, já que eles facilitam o tratamento e controle dos sintomas desses quadros clínicos. O sabonete natural é capaz de manter a região íntima higienizada normalmente.

Lavar a região íntima após ir ao banheiro é necessário: Verdade

A maior responsável pelo desenvolvimento de infecções que afetam a saúde íntima feminina é a urina, que entra em contato com o canal vaginal e pode contaminar a região quando ela não é higienizada corretamente.

O ideal é sempre lavar a região íntima com água após usar o banheiro, porém o uso de papeis umedecidos (neutros e não perfumados) já é suficiente para proteger o canal vaginal.

Usar calças jeans apertadas é prejudicial para a saúde íntima feminina: Verdade

O jeans é um tecido que dificulta bastante a ventilação na região íntima, podendo influenciar no aumento da umidade local e no desequilíbrio da flora vaginal, resultando em infecções  e corrimentos mais frequentes em mulheres que tem o hábito de usar esse tipo de calça. Quando o jeans é muito apertado, o risco de desenvolver infecções é ainda maior, especialmente em dias muito quentes.

Mulheres virgens não podem usar absorventes internos: Mito

Praticamente todas as mulheres podem se beneficiar do uso de absorventes internos, mesmo que não tenham dado início à sua vida sexual. O uso do absorvente interno só deve ser evitado por motivos médicos, por isso a visita ao ginegologista é indispensável para as adolescentes que pretendem usar esse produto.

Não depilar pode influenciar na higiene íntima: Mito

A depilação deve ser realizada de acordo com a escolha de cada mulher. Se você optou por não depilar a região íntima, não se preocupe – os cuidados com a sua higiene serão os mesmos realizados por uma mulher que depila regularmente. É recomendado somente criar o hábito de aparar os pelos da região do púbis para facilitar o processo de limpeza e garantir a saúde íntima.

Anticoncepcionais podem afetar a fertilidade: Mito

O uso de pílulas anticoncepcionais foi, por muito tempo, associado com índices de baixa fertilidade em mulheres que optaram por ter filhos após longos intervalos de uso dessa medicação.

Esses medicamentos, entretanto, são hoje utilizados como importantes alternativas de tratamento para mulheres que apresentam dificuldade para engravidar por outros motivos clínicos, provando que seu uso não é prejudicial para a fertilidade feminina.

Esses são apenas alguns mitos e verdades que tratam da temática da saúde íntima feminina. Você conhece alguma outra informação que não citamos aqui e que gostaria de compartilhar? Deixe seu comentário!

Baixe o nosso material exclusivo sobre Saúde e Bem-Estar na Menopausa! Clique na imagem abaixo e saiba mais!

Banner Ebook2 (Bem Estar na Menopausa)

 

Deixe um comentário
Print Friendly