Ataques de pânico na menopausa: O que são e como superá-los

Compartilhe
gravidez na menopausa precoce
Algumas mulheres entram na menopausa mais cedo, podendo ser devido à genética ou por ter feito algum tratamento muito intenso.

A menopausa ou a proximidade dela, pode causar muitos sintomas fortes, trazendo sérios transtornos para a vida da mulher. Ataques de pânico na menopausa é um deles e acredite, pode ser de uma intensidade muito forte. A mulher pode apresentar reações físicas intensas, que provocam uma sensação de morte iminente, como se ela estivesse prestes a sofrer um ataque cardíaco.

As principais causas desse sintoma, que é apenas um dos vários que a mulher pode apresentar nessa fase, são as alterações hormonais. Elas começam antes mesmo da mulher entrar na menopausa, nome dado à última menstruação e que só é confirmado após um ano de ausência menstrual.

Como se caracteriza o ataque de pânico na menopausa?

ataque-de-panico
Freepik

Ataques de pânico são muito mais comuns em mulheres do que em homens. Isso se atribui principalmente, ao fato das mudanças hormonais que ocorrem com elas. Eles podem ocorrer 10 anos antes das mulheres entrarem realmente na menopausa, ou seja, no período denominado climatério. Nesse intervalo começam os desequilíbrios hormonais, entre três hormônios presentes nas mulheres, o estrogênio, a progesterona e a testosterona.

O ataque desta natureza, se caracteriza por desespero e medo constante de que algo aterrador possa acontecer na sua vida, mesmo que não haja nenhum motivo aparente que possa justificar esse comportamento.

Os ataques de pânico na menopausa se caracterizam por um medo que pode tornar-se recorrente e em momentos inesperados. Após as primeiras crises, vem o medo de que elas possam se manifestar a qualquer momento do dia. Daí vem o receio da perda de controle até mesmo de enlouquecer.

Além disso incluem-se outros sintomas, como cãibra abdominal, suores intensos, batimentos cardíacos acelerados, tremores, dores no peito, na cabeça e vertigens. A crise pode apresentar alguns desses sintomas e pode levar de 10 minutos a várias horas, bem como o dia inteiro.

Quais os tratamentos adequados?

O Tratamento de Reposição Hormonal (TRH) é feito à base de hormônios sintéticos que controlam alguns sintomas da menopausa, porém existem algumas contraindicações quanto ao seu uso. O histórico de cada paciente, tanto individual como familiar deve ser investigado pelo médico ginecologista.

O tratamento alimentar consiste em acrescentar à dieta alguns alimentos que diminuam os sintomas, dentre eles os ataques de pânico na menopausa. Podemos citar algumas mudanças que devem ser feitas nos hábitos alimentares, como:

  • diminuição no consumo de café;
  • reduzir de maneira significativa o consumo de sal e alimentos enlatados;
  • beber mais água, cerca de dois litros por dia;
  • consumir alimentos ricos em vitamina C, vitamina E, zinco, selênio e manganês, que são antioxidantes;
  • abolir da alimentação o álcool e o fumo, sendo que um cálice de vinho por dia é considerado saudável.

tratamento-para-menopausa

Atualmente existem tratamentos alternativos. A base do consumo de isoflavonas encontradas nos alimentos que contêm soja, por exemplo, é muito utilizada nos tratamentos da menopausa. Este tipo de alimentação torna a qualidade de vida da mulher nesta fase bem melhor. Existem também no mercado, os fitoterápicos que são muito eficazes, várias mulheres recorrem a esse tipo de tratamento.

O que vale, na verdade, é a busca da melhor qualidade de vida possível. Desta forma podemos ter um dia a dia mais tranquilo bem longe desses sintomas desagradáveis dessa fase, como ataques de pânico na menopausa.

Quer saber mais? Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e de outros assuntos!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email