Meu marido me abandonou por outra mais jovem. E agora?

Compartilhe

Até que a morte nos separe?

Será que podemos continuar considerando a parte do casamento em que o casal declara o tão esperado juramento como um fator importante nos dias de hoje?

A declaração: “Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe”. Fica distante quando vemos nosso relacionamento escorregar entre os nossos dedos.

Quando o homem e a mulher fazem esse compromisso verdadeiro, enfrenta juntos a crise financeira, discussões, fracassos profissionais e a tão terrível menopausa. E a importância do marido nessa fase é fundamental, pois o carinho, atenção, paciência são fatores essenciais para enfrentar essa fase juntos.

As mulheres na menopausa, ficam com uma alteração hormonal irreconhecível. Aquela mulher dócil, alegre, disposta sexualmente, compreensiva entra em uma fase totalmente conturbada de stress, instabilidade emocional (uma hora está chorando e ao mesmo tempo rindo), fica sem ânimo, questiona tudo, calores intensos, irritabilidade nível máximo, uso de maquiagem, estética e beleza vão ficando para trás em decorrência da depressão e do desânimo que toma conta. E um dos fatores principais de um relacionamento que deixa de existir nesse período é a falta de libido ou falta do desejo sexual.

Em muitos casamentos, essa ausência, gera uma porta de entrada: traição. Quando isso ocorre, todo aquele juramento do casamento, anos juntos, declarações parecem não ter sentido, sendo apenas promessas de campanha política que é só aparecer alguém que dê mais votos, que tudo se perde. No caso, o homem trai a sua esposa por mulheres mais novas que estejam prontas a satisfazê-los sexualmente.

Mas nem sempre existe a traição. Algumas vezes a falta de compreensão e paciência é a gota d’água para o marido que viveu por tantos anos com uma mulher sempre disposta sexualmente e por isso decide pedir a separação. E aí procuram uma parceira mais nova para ter de volta, o que outrora era o combustível do casamento.

Estatísticas apontam que 25% dos divórcios ocorrem por falta de interesse sexual de um dos parceiros e em sua maioria é o homem. Ele acaba abandonando a esposa por uma mais nova para viver aventuras, se esquecendo de que a mesma um dia chegará a essa fase podendo também ter a falta da libido por ele.

O marido deve apoiar a esposa

Quando existe cumplicidade, amor, amizade, companheirismo, respeito, intimidade, confiança, carinho não há motivos para acontecer uma traição. O marido que ama sua esposa, se coloca no lugar dela, ajudando-a e buscando a compreensão nesse período.

No período do climatério, acontece a diminuição do desejo sexual, praticamente acabando a vontade de fazer sexo. O homem nessa fase deve aprender a reconquistar sua esposa, sendo compreensivo com as mudanças que acontece no corpo de sua parceira.

Com o tempo, podem ocorrer mudanças físicas no órgão genital feminino gerando dor na relação sexual, por isso cabe ao marido renovar a vida a dois, pois mesmo sem desejo, a relação pode ser agradável e prazerosa.

Seja sincera no que está sentindo. E marido, seja compreensivo, pois vocês também estão sujeitos a ter sintomas parecidos, mas no caso do homem o nome correto é andropausa.

Não faça sexo só para agradar seu parceiro. Se você não tem desejo, fale abertamente com ele, exponha o que está acontecendo com seu corpo nesse período de transformação, se necessário procurem um médico juntos para esclarecer sobre essa fase. Talvez o que falte mais é informação que é algo inevitável na vida de qualquer mulher.

A Perda da libido é um dos sintomas da menopausa, mas existem tratamentos para mudar esse quadro. Um deles é o AW Plus que contém apenas ingredientes naturais que tomam o lugar do estrogênio e ajudam os hormônios a produzirem novamente desejo. Além disso, ele também diminui as alterações de humor e os calorões, grandes problemas também no momento da intimidade do casal.

reposicao-hormonal

Ocorreu a traição e agora?

Se isso aconteceu com você, tenha em mente que:

– Não se culpe. Você não é a responsável pela traição do outro. Preserve-se e acredite que quanto mais rápido você parar de pensar no assunto, mas rápido será seguir em frente e logo isso será apenas uma lembrança de algo que ficou no passado e não faz mais parte da sua vida.

– Saia com as amigas, você é livre agora para fazer o que bem entender.

– Divirta-se, vá ao cinema, tome um bom vinho na sua melhor companhia: você mesma. Mostre a todos e principalmente a ele que a felicidade não está em pessoas e sim em você. Seja feliz com o que você tem e não com que o outro poderia lhe proporcionar.

– Cuide-se. Vá ao salão de beleza, faça uma linda maquiagem, compre aquela tão sonhada roupa ou aquele tão sonhado sapato que um dia seu ex marido disse que era bobagem gastar dinheiro com isso, vá, compre e sinta-se a mulher mais feliz, afinal nada mais prazeroso do que se dar um presente.

Lembre-se que: Quem te abandonou em tempos difíceis, não merece participar com você da sua vitória.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui