Distensão abdominal: por que a barriga parece sempre inchada?

Compartilhe

Sua barriga parece sempre inchada, mesmo fazendo intensos exercícios físicos e mudando a alimentação? Fique atenta! Pode ser distensão abdominal.

O que é a distensão abdominal?

Este problema também é chamado de diástase abdominal ou estômago distendido, porém, é um termo geralmente usado para se referir à distensão ou inchaço do abdômen e não do próprio estômago.

Este é algo muito comum entre as mulheres, e em muitos casos pode aumentar tanto a circunferência que acaba transformando a silhueta.

O problema atinge 1 entre 5 mulheres, que podem passar dias sentindo o incômodo, chegando até mesmo a relatar desconfortos físicos e psicológicos, não conseguindo nem mesmo amarrar os sapatos e sendo confundidas com gestantes.

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, o inchaço pode aumentar em até 12 cm a circunferência abdominal.

Sintomas e sinais relacionados

Várias doenças e condições diferentes podem causar distensão abdominal, podendo estar relacionadas à digestão, como má absorção, intolerância à lactose, distúrbios na função intestinal, (como Síndrome do Intestino Irritável – SII ou constipação).

Inchaço é outro termo que às vezes é usado para se referir a uma barriga inchada. O consumo de alimentos ricos em fibras pode levar a gases intestinais e inchaço.

Menos comumente, cistos ovarianos ou outros tipos de tumores podem causar o aparecimento de um abdômen distendido. O acúmulo de líquido na cavidade abdominal, conhecido como ascite, pode causar o aparecimento de distensão.

Ascite tem várias causas, incluindo cirrose do fígado. Um estômago distendido (abdômen) pode estar associado a outros sintomas, incluindo:

Distensão abdominal e a relação com os tipos de barriga

1. Barriga Avental

distensao-abdomina-barriga-avental
distensão abdominal – barriga avental

Esta barriga pode estar ligada a 2 tipos diferentes de diástase, a localizada na parte inferior e a que pega todo o tecido, abrangendo toda a região da barriga. Ao testar, você pode acabar sentindo desde as costelas na parte de cima até a parte debaixo do umbigo. Não é incomum também a impossibilidade da realização do teste pelo excesso da flacidez existente na pele.

Essa diástase também é associada ao excesso de peso, entretanto, na maioria das vezes não é a gordura em si que dá aparência de avental e sim o alongamento residual intenso, flacidez, fraqueza dos músculos, alteração postural e períneo fraco.

Como primeira atitude, muitas mulheres optam por tratamentos estéticos que combatem a gordura, mas isso é considerado um grande erro, pois a parte muscular continuará da mesma forma. Por exemplo, se houver gordura, ela diminuirá consideravelmente, mas o aspecto de avental iá continuar da mesma forma.

2. Estômago alto

distensao-abdominal-estomago-alto
distensão abdominal – estômago alto

Este tipo é caracterizado pela barriga mais alta na parte superior, com costelas muito abertas. Isso se deve a uma diástase superior, mais para cima do umbigo. Várias coisas podem causar o estômago alto, como:

  • alimentação em excesso que sobrecarrega e deixa mais lenta a digestão;
  • intolerância a algum tipo de alimento, que causa fermentação pode provocar gases;
  • problemas intestinais (como flatulência em excesso), inchaço do abdômen, diarreia, constipação ou Síndrome do Cólon Irritável;
  • circunstâncias que levam ao acúmulo de gordura na área abdominal;
  • genética, independente do tipo físico ou da alimentação.

Exercícios incorretos podem piorar o quadro, então lembre de consultar um especialista antes de tomar qualquer atitude.

3. Barriga Pochete

distensao-abdominal-barriga-pochete
distensão abdominal – barriga pochete

Esta barriga é caracterizada por uma grande flacidez localizada na área inferior ao umbigo (na região onde se coloca a pochete, por isso assim é denominada). Ao aplica um autoexame, é possível ver esta diástase na região baixa. O bom é que este é o tipo que é mais fácil e rápido para se recuperar.

É essencial também compreender a relação da diástase com a postura da coluna e do quadril.

Nestas situação, normalmente o períneo se encontra debilitado e ele é fundamental no processo recuperatório, assim, o melhor tratamento seria específico para este grupo muscular.

4. Umbigo pra fora

distensao-abdominal-barriga-pochete
distensão abdominal – barriga pochete

Este problema é causado por uma diástase na parte central da barriga, na região umbilical, por isso podemos observar que muitas grávidas ficam com o umbigo saltado.

Exercícios inadequados, postura inadequada e peso em excesso (que fragiliza toda a região) podem ser os causadores do umbigo para fora.

“Recuperar a estabilidade postural, a força abdominal e reduzir e reverter a diástase será essencial para a melhora da região.”

— Gizele Monteiro, promotora de saúde.

Esta é a região em que a diástase é mais aberta e profunda, sendo a mais difícil de tratar e fechar, mas não é impossível.

reposicao-hormonal

Possui algum destes tipos de barriga? Suspeita que possa ser distensão abdominal? Deixe seu comentário e tire suas dúvidas!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui