Doença de Crohn: conheça tudo sobre este problema no intestino

Compartilhe
doenca-de-crohn

Anda sentindo muitas dores abdominais e diarreia frequente? Fique atento! Estes são sintomas comuns da chamada Doença de Crohn.

O que é a Doença de Crohn?

A Doença de Crohn compromete o trato gastrointestinal, por causas ainda não conhecidas pelos especialistas.

O sistema digestório envolve a boca, o esôfago, intestinos e o reto. São essas regiões em que a doença acontece, caracterizada por um processo inflamatório extremamento invasivo, que compromete todas as camadas do aparelho intestinal, causando dor por um longo período. A parte normalmente mais afetada é o íleo terminal, onde a parede torna-se espessa e menos flexível, como um cano de borracha.

doenca-de-crohn
Aparelho digestivo

Não existe um sexo mais afetado pela doença, ou seja, ela é encontrada em homens e mulheres, com maior frequência dos 15 aos 30 anos, mas também pode acontecer em crianças e idosos.

“Crianças com doença de Crohn devem ser tratadas de maneira resoluta e imediata. Se o distúrbio não for diagnosticado, a doença inflamatória não tratada pode desencadear desordens no crescimento, atraso na puberdade e baixo desempenho escolar.”

—Dr. Marcon Censoni

Segundo dados do Hospital Israelita Albert Einstein, esta doença atinge 150.000 brasileiros por ano.

Sintomas mais comuns

  • dor abdominal muitas vezes por dia;
  • diarreia com aparecimento de sangue, muco ou pus dependendo da intensidade;
  • perda de peso;
  • anemia;
  • fadiga;
  • falta de apetite.

Sintomas externos

  • febre;
  • perda de peso e apetite;
  • fraqueza;
  • dores nas articulações;
  • lesões cutâneas;
  • inflamação nos olhos;
  • pedra nos rins.

Casos mais graves

Em situações agravantes, a doença de Crohn pode desenvolver fístulas ou estenoses. No caso das fístulas, abrem-se caminhos entre o intestino e outras estruturas do organismo, ou seja, a parede intestinal costuma grudar em regiões mais próximas, formando uma passagem. Já as estenoses desencadeiam fechamento do diâmetro do intestino, sendo assim, ele fica mais estreito, pois depois de uma inflamação, sempre vem uma cicatriz.

Diagnóstico

doenca-de-crohn
Dor abdominal

Ficar atento aos sintomas e se há casos da doença na família pode facilitar o diagnóstico. Durante o exame, é possível notar se existe algum traço da doença, apalpando a barriga, pois a pessoa sente se alguma parte intestinal dói mais, possibilitando que o médico identifique a área inflamada.

O exame mais comum feito nos casos de suspeita de doença de Crohn é a colonoscopia, que é como uma endoscopia, feito por via retal, podendo assim observar todo o intestino grosso e uma pequena parte do intestino delgado.

Doença de Crohn tem cura?

Infelizmente, a doença é crônica e não tem cura, mas existem tratamentos através de remédios.

Remédios como esteroides e imunossupressores são usados para atrasar o desenvolvimento da doença. Se essas medidas não forem suficientes, o paciente poderá passar por uma cirurgia. Lembrando-se que a automedicação pode gerar problemas, então é importante consultar um gastroenterologista, que indicará a medicação, na quantidade exata e no horário correto.

Pacientes com doença de Crohn podem ter de fazer exames regulares, com o intuito de verificar a possível presença de câncer colorretal, já que possuem maior risco de desenvolvê-lo.

Mesmo sem cura, se tomados os devidos cuidados, quem tem a doença pode levar uma vida normal, saudável e feliz.

Advertência

O tabagismo pode piorar a doença, pela tendência à trombose dos fumantes. Assim, a pessoa com o mal de Crohn acaba tendo mais sintomas, mais recaídas, mais hospitalizações e tendo que fazer mais cirurgias.

reposicao-hormonal

 

Isso acontece pois as substâncias encontradas no cigarro, como: acetona, amônia, formol, fósforo P4/P6, naftalina e terebintina podem causar lesões na célula endotelial, diminuição na síntese do vasodilatador e anti-agregante das plaquetas, prostaciclina, aumento na concentração de plasma de fibrinogênio (aumentando a viscosidade sanguínea), diminui o plasmiogênio e seu fator ativador tissular.

Recomendações médicas

  • Não fume;
  • Peça ajuda de um nutricionista para selecionar um cardápio balanceado;
  • Pratique exercícios físicos moderados;
  • Procure alimentos que fazem bem para sua saúde e evite os que podem agravar os sintomas;
  • Controle seu peso;
  • Diminua o consumo de alimentos gordurosos de origem animal e de alimentos com fibra;
  • Tente evitar ao máximo situações de stress;
  • Observe o aspecto das fezes quando for ao banheiro. Se perceber sinais de sangue e mudanças sem justificativa nos hábitos intestinais, consulte um especialista.

Você já tinha ouvido falar da Doença de Crohn? Sofre com ela? Conte pra nós! Deixe seu comentário sobre seu dia a dia no Saudável e Feliz.

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui