Febre amarela – tudo que você precisa saber!

Compartilhe
Com o grande número de mortes dos macacos, podemos identificar quais são as áreas de risco.

Só em janeiro de 2018 o Ministério da Saúde já confirmou 35 casos de febre amarela no Brasil, sendo que 20 deles levaram as vítimas a óbito. O governo brasileiro adverte que os macacos são tão vítimas quanto nós humanos, e caso algum animal seja encontrado morto, ligue imediatamente para o serviço de saúde da sua cidade ou estado pelo número 136.

Como ocorre a transmissão do vírus?

A febre amarela pode surgir como silvestre ou urbana. Mas ambas carregam o vírus RNA, e os sinais e sintomas são os mesmos nos dois casos.

Febre Amarela Silvestre

Diferente do que a maioria das pessoas imaginam, o vírus da febre amarela não é transmitido pelos macacos, e sim pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, que são responsáveis pela febre amarela silvestre. Os mosquitos picam o animal, que vivem em matas e áreas silvestres e estão doentes e adquirem o vírus. Alguns dias depois eles já começam a transmitir a doença para macacos e humanos.

Febre amarela Urbana

No caso da febre amarela urbana, o principal transmissor do vírus é o mosquito Aedes aegypti, o mesmo transmissor da dengue, zika e chikungunya. Porém o ultimo caso de febre amarela urbana no Brasil foi em 1942.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito a partir dos sintomas do paciente, mas muitas vezes pode ser confundido com outras doenças do sistema respiratório, digestivo e urinário. Então só é possível concluir o diagnóstico após realizar exames laboratoriais.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas da febre amarela podem ser divididos em duas fases, aguda e tóxica, e podem apresentar diferentes sintomas, veja quais são:

Febre amarela aguda

Na fase aguda, os sintomas podem durar de 3 a 4 dias e vão embora sozinhos. Os principais sintomas que podem surgir são:

  • Febres;
  • Dores musculares;
  • Náuseas;
  • Fraqueza;
  • Dores de cabeça;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Calafrios;
  • Falta de apetite.

    haemagogus-febre-amarela
    Os mosquitos das espécies Haemagogus e Sabethes, vivem nas matas e áreas silvestres, diferente do Aedes aegypti.

Febre amarela tóxica

A febre amarela tóxica é uma fase mais grave, e pode colocar o portador da febre em uma situação de risco. Ela pode surgir torno de um dia depois da recuperação da fase aguda, e os sintomas são:

  • Pele e olhos amarelados (icterícia);
  • Febre alta;
  • Urina escura;
  • Dores abdominais;
  • Sangramentos na boca, nariz, olhos, estômago.

Como se prevenir da febre amarela?

Por não existir nenhum tipo de medicamento que combate o vírus, até o momento as principais formas de se prevenir da febre amarela é tomando a vacina. Alguns medicamentos também podem ser tomados para disfarçar os sintomas, veja quais são:

  • Paracetamol, para aliviar as dores de cabeça e as febres;
  • Metoclopramida, para amenizar as náuseas;
  • Omeprazol, pode ser usado para evitar úlceras e sangramentos;
  • Ibuprofeno, é usado para dores musculares.

CUIDADO! Nessas condições não tome Aspirina, pois a doença pode desenvolver uma hemorragia. E nunca se automedique, um remédio que pode ter ajudado um familiar, ou alguém próximo, não tem a mesma reação no seu organismo. Por isso, sempre procure um médico, ele poderá prescrever um medicamento, e a dosagem correta.

Existe tratamento para o infectado?

Ainda não existe um tratamento ao certo para quem foi infectado pela febre amarela, por isso o paciente deve ser acompanhado por um tratamento sintomático. O paciente deve permanecer em repouso com reposição de líquido, podendo chegar a um período de internação de 15 dias. Em alguns casos mais graves o paciente deve ser atendido em uma Unidade de Terapia Intensiva, caso o atendimento médico não bastar, o mesmo pode chegar a óbito. Por isso é indispensável que todos tomem a vacina contra a febre amarela.

Quem pode tomar a vacina?

A vacina pode ser aplicada de duas formas, a dose fracionada, ou a dose padrão. Veja abaixo como funciona:

Dose fracionada

A dose fracionada pode ser tomada por pessoas a partir de 2 anos de idade, idosos com avaliação médica do serviço de saúde, e indígenas, e ela é dividida em duas partes, sendo que a segunda deve ser tomada 8 anos após a primeira.

Dose Padrão

Essa segunda forma é aplicada em crianças de 9 meses a 2 anos, gestantes que moram em áreas de risco, como parques, viajantes internacionais, e pessoas com condições clínicas especiais como HIV positivo, pessoas com término de tratamento com quimioterapia (venosa ou oral), pessoas que realizaram transplante de células, síndrome mieloproliferativa crônica, síndrome linfo proliferativa e doenças hematológicas.

reposicao-hormonal

Se caso é um doador de sangue, deverá realizar a doação antes de tomar a vacina. Caso já tenha tomado, aguarde 28 dias para fazer a doação.

Já passou por isso ou conhece alguém que está passando pelo mesmo? Deixe seu comentário aqui em baixo!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui