Reversão da laqueadura é possível? Descubra aqui!

Compartilhe
reversao-da-laqueadura

Numa certa altura da vida, a mulher começa a refletir se quer ter mais filhos e se cabe dentro de seu planejamento. Ao decidir que não, procura uma maneira prática e duradoura para não ter mais riscos de ficar grávida. Saiba tudo sobre o procedimento e a reversão da laqueadura.

O que é laqueadura?

A laqueadura pode ser considerada um método contraceptivo permanente, já que consiste no corte ou ligação das trompas uterinas (que fazem conexão dos ovários com o útero), tornando a mulher estéril, ou seja, a mesma não consegue mais ter filhos. Ela não causa alterações na menstruação nem nos níveis hormonais, e alguns médicos apontam que até reduz o risco de câncer de ovário.

Raramente, existem casos onde a laqueadura pode falhar, sendo uma taxa relativamente baixa, de 0,1 a 0,3 a cada 100 mulheres, por ano.

Esta cirurgia só pode ser feita por mulheres que possuem mais de 25 anos ou pelo menos 2 filhos, de acordo com a legislação brasileira de Planejamento Familiar.

Curiosidade

“O Brasil é o campeão no ranking referente à laqueadura: 40% das mulheres em idade reprodutiva passaram por esse procedimento; segundo a Organização Mundial de Saúde.”

— Mariana Araguaia

Tipos de laqueadura

Vaginais

  • Colpotomia: este procedimento consiste na realização de uma incisão no fundo de saco posterior vaginal, apresentando um risco infeccioso maior.
  • Histeroscopia: a histeroscopia possibilita o acesso às trompas por meio do endométrio. Neste procedimento a internação e anestesia são necessários.

Abdominais

  • Minilaparotomia: este procedimento é feito com um pequeno corte acima da região pubiana;
  • Videolaparoscopia: é feita introduzindo uma minicâmera de vídeo na região do abdômen.

Depois de fazer a cirurgia, são necessários pelo menos 10 dias repousando. As relações sexuais devem ser evitadas neste período, e o uso de camisinha é essencial por 1 mês, em todas as relações sexuais, para evitar processos infecciosos.

A reversão da laqueadura é possível?

reversao-da-laqueadura
Reversão da laqueadura

A reversão deste procedimento só é possível no caso de ligamento das trompas, ou seja, se elas forem removidas, a gestação se torna impossível, já que não existe um método para reimplantá-las. Além disso, é necessária uma aprovação médica, por se tratar de uma cirurgia delicada, lembrando que o SUS oferece a laqueadura, mas a reversão não.

O ginecologista do Hospital Sírio Libanês, responsável pela área de histeroscopia ambulatorial, Joji Ueno, alega que existe 50% de chance de reversão da laqueadura, sendo um número razoável.

Quando a cirurgia de reversão é feita, não se pode garantir que o óvulo passará perfeitamente de um extremo ao outro, nem que ele será capaz de fecundar um espermatozoide.

É muito importante ter certeza de quando se quer fazer este procedimento , já que o arrependimento pode bater e não se ter mais chances de engravidar.

Existe algum procedimento masculino para evitar a fertilização?

Sim! Se os homens procuram um jeito permanente de evitar ter filhos, podem optar pela cirurgia de vasectomia. O procedimento é simples e rápido, onde os canais deferentes do aparelho reprodutor são cortados, fechados com grampos ou amarrados, impedindo a saída dos espermatozoides do saco escrotal.

3,4% da população masculina no Brasil fizeram a vasectomia, sendo que 5,2% deles têm uma união estável.

Existe uma dúvida muito frequente entre os homens em relação ao procedimento: “se eu fizer vasectomia, vou parar de ejacular?”. A resposta pra o questionamento é: não! Quando a vasectomia é feita, os espermatozoides não podem sair, mas eles representam somente de 1 a 2% do volume de esperma. Isso significa que os outros 98% de sêmen continuarão saindo, tendo uma diferença imperceptível.

Ponto de vista médico

“Eu jogo um pouco como advogado do diabo com todos os casais que querem fazer vasectomia. Em geral, os homens vão sozinhos, mas chamo as esposas, sobretudo se eles tiverem menos de 40 anos. Eu lhes explico que, nos Estados Unidos, de 6% a 8% das vasectomias são revertidas em algum momento da vida, isto é, o homem procura assistência médica para religar os canais deferentes, porque se separa da esposa e a nova companheira quer ter um filho com ele. Aos jovens conto que me casei com 37 anos e tenho três filhos.”

— Dr. Sami Arap

Você fez laqueadura ou conhece alguém que fez? Se sente satisfeita ou se arrepende? E seu parceiro? Optou pela laqueadura? Deixe sua história aqui nos comentários do Saudável e Feliz!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui