Joanete: por que ele aparece e deforma os nossos pés?

Compartilhe
joanete
joanete

Costuma usar sapatos apertados ou desconfortáveis? Cuidado, isso pode causar o incômodo e temido joanete!

O que é joanete?

Muitos acreditam que o joanete é um osso que cresceu ou surgiu, mas o também conhecido cientificamente com o nome de Hálux valgo é apenas um desvio no osso do dedão (primeiro osso do metatarso), que possui uma saliência na região interior do . Essa mudança causa uma deformidade na base do apoio final, sobrecarregando o pé e podendo levar até mesmo à alterações na forma de pisar.

O joanete afeta principal e igualmente pessoas de 19 a 60 anos, de acordo com dados do Hospital Israelita Albert Einstein.

Causas do joanete

Mesmo sendo algo que pode atingir qualquer pessoa, os grupos de atletas e mulheres apresentam mais casos do problema, sendo por causa do alto impacto no pé, chuteiras ou uso de salto alto com bico fino.

Além dos motivos citados acima, outras causas desencadeiam o joanete, como:

Predisposição na estrutura do pé

Algumas pessoas têm o formato estrutural do pé que propicia o desenvolvimento do problema. Até mesmo uma alteração pequena pode gerar mudanças na pisada, elevando a pressão na falange (osso que fica perto do metatarso).

Devido à isso, pessoas com os seguintes problemas têm mais chance de ter joanete:

  • pé chato – tipo em que o pé não tem o arco na plantar (parte que fica na sola e é responsável por oferecer sustentação corporal);
  • pé cavo – tipo em que o arco plantar é muito arqueado, o que faz com que o paciente perca uma boa parte da capacidade de equilíbrio e distribuição do peso nos pés;
  • pisada supinada – ao tocar o chão, o pé se apoia no lado mais externo do calcanhar e prossegue usando seu lado mais externo, gerando impulso no dedinho (quando o indivíduo pisa torto, com os pés virados para fora);
  • pisada pronada – ao tocar o chão, o pé se apoia no lado mais interno, contorcionando-se pra dentro, utilizando o dedão pra ganhar impulso (quando o indivíduo pisa torto, com os pés virados para dentro);
  • problemas e desgastes na cartilagem dos joelhos.

Fator hereditário

Pesquisas feitas nos Estados Unidos pela instituição Framingham Foot Study, que faz análises específicas sobre os pés, coletou informações de 1.370 adultos, sendo eles diagnosticados com joanete, e concluiu-se que isso estava ligado ao histórico da família.

estagios-do-joanete
estágios do joanete – Imagem por: Pés Sem Dor

Se em outras gerações da sua família, você pôde observar pessoas com joanete, e agora sofre com os seus próprios, conte isso para o seu médico, ele passará o melhor tratamento baseado nisso.

Artropatia

As artropatias são caracterizadas por doenças infecciosas ou inflamatórias que atingem as articulações. Dentre elas, podemos apontar a osteoartrite, a artrite reumatoide e a psoríase.

Artropatias costumam causar certas dores, rigidez e até mesmo deformações, por isso joanetes são resultados comuns destas doenças.

Problemas no cérebro

Algumas doenças cerebrais, como: paralisia, AVC ou lesões, podem gerar um problema denominado espasticidade.

“A espasticidade é definida como o aumento do tônus muscular, envolvendo hipertonia e hiperreflexia, durante a contração muscular, resultante de uma desordem neurológica.”

— InfoEscola

Isso pode causar deformações ósseas e nas articulações, devido ao enfraquecimento dos tecidos, que ocorre pela pressão espasmática, o que pode resultar nos joanetes.

Traumas

Lesões traumáticas também são causadoras de joanete, porém, são raros os casos. Normalmente, os traumas que desencadeiam o problema são aqueles os quais atingem uma área do pé denominada de primeiro raio, correspondente ao primeiro metatarso, além da falange distal (osso que fica na ponta do dedão) e proximal (osso que faz a conexão entre o metatarso e a falange distal).

Torções e lesões que afetam as terminações nervosas normalmente são os traumas que podem desencadear joanete.

Dismetria dos membros inferiores

Normalmente se caracteriza por alguém que possui uma perna maior do que a outra, sendo um problema que geralmente é congênito.

Quem sofre de dismetria tende a concentrar um peso maior na perna mais comprida ao caminhar. O pé que recebe maior carga normalmente é o que desenvolve joanete.

Tratamento para joanete

joanete
joanete

Tratamento não invasivo

  • Fisioterapia (para amenizar dores);
  • utilizar próteses ou separadores de dedos, com o objetivo de mantê-los bem posicionados e atrasar ou impedir a evolução do quadro, o que não corrige a deformação;
  • trocar os calçados diariamente, evitando o atrito num único ponto do pé.

Tratamento cirúrgico

Se os tratamentos simples não solucionarem o problema, como nos casos mais graves de joanete, o paciente pode recorrer à cirurgias que consistem em:

  • retirada do crescimento incomum do primeiro metatarso;
  • realinhamento do primeiro metatarso em relação ao osso mais próximo;
  • endireitamento do hálux em relação aos dedos mais próximos e o primeiro metatarso;
  • realinhamento das superfícies de cartilagem da junta do hálux;
  • reposicionamento dos ossos sesamoides.

Cuidar dos pés é super importante, não conviva com as dores!

reposicao-hormonal

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui