Bruxismo – você sabe quais são as principais causas?

Compartilhe
bruxismo-destaque
Até 23% da população mundial pode sofrer com o bruxismo.

O bruxismo é uma desordem funcional, ou seja, uma doença caracterizada por ranger os dentes, ou forçar as mandíbulas uma contra a outra, que ocorre durante o sono. Uma pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), aponta que cerca de 15% a 23% da população mundial sofre com isso. Ou seja, pelo menos 30 milhões de pessoas sofrem com isso no Brasil.

Essa desordem pode surgir de duas formas, uma durante o sono, e outra quando a pessoa está acordada. Elas se caracterizam por bruxismo, e briquismo. Bruxismo é um distúrbio durante a noite que faz a pessoa ranger, forçar ou comprimir um dente contra o outro. Já o briquismo é o mesmo distúrbio, porém ele ocorre enquanto a pessoa está acordada. Pode ser chamado também de bruxismo em vigília.

Principais causas

Ainda não foi identificado uma causa ao certo, porém muitos médicos afirmam que pode estar relacionado diretamente com fatores genéticos, ou razões físicas e psicológicas. Alguns fatores podem estar relacionados às causas, são eles:

  • Situações de estresse ou ansiedade;
  • Picos de raiva, tensão ou frustração;
  • Dor de ouvido ou dor de dente;
  • Efeitos colaterais de medicamentos, como antidepressivos;
  • Agravamento de doenças como Parkinson ou Huntington;
  • A apneia pode ser um fator que contribui para esse distúrbio.

Alguns outros fatores também podem ser fortes causas para gerar essa disfunção, ou agravar o quadro de bruxismo, como:

Idade

O bruxismo é muito comum em crianças que se encontram na faixa etária de 6 a 7 anos. Pode surgir em adolescentes também.

reposicao-hormonal

Estresse

Como foi citado acima, situações estressantes podem provocar o bruxismo, como picos de nervosismo e ansiedade, raiva, tensão, frustração, entre outros.

Substâncias estimulantes

Algumas substâncias como cafeína, cigarro, álcool, e outras drogas podem ser fatores de risco para o desenvolvimento do bruxismo.

Sintomas e diagnóstico

O diagnóstico é feito na maioria das vezes quando alguém observa essa alteração na pessoa que apresenta quadro de bruxismo. Muitas vezes pode ser observada através de uma avaliação clínica, ao procurar assistência médica, ou através dos sintomas que são:

  • Desgaste e amolecimento dos dentes;
  • Alterações do sono;
  • Dor de cabeça;
  • Estalos ao abrir de fechar a boca;
  • Dores no pescoço;
  • Dores na mandíbula e músculos da face;
  • Dor e zumbido no ouvido.

Tratamentos

Muitas pessoas que sofrem com esse distúrbio procuram ajuda médica e odontológica. Porém, não existe ao certo um tratamento. Alguns médicos recomendam o uso de medicamentos ansiolíticos que ajudam a controlar os quadros de estresse e ansiedade, que são sintomas que possivelmente estão associados ao bruxismo.

bruxismo-homem
O bruxismo pode causar deformação, ou até queda dos dentes.

O único tratamento recomendado é da arcada dentária, pois o atrito dos dentes pode desgasta-los e danifica-los. Por isso o tratamento mais indicado são as placas de silicone, parecidas com protetores bucais, pois elas reduzem o desgaste dentário.

Como evitar o surgimento do bruxismo?

Como foi visto acima, não há um tratamento ao certo para curar a pessoa com essa desordem funcional, mas é possível evita-lo. Algumas atividades durante o dia são importantes para não favorecerem o ranger dos dentes. Faça muitos exercícios físicos, pois eles são importantes para controlar o estresse e ansiedade, que são alguns fatores que podem estar associados ao bruxismo. Evite mascar chiclete e morder objetos duros.  Use a placa de silicone para dormir, se achar necessário utilize-a durante o dia. E lembre-se de visitar o seu dentista regularmente.

Agora que você já sabe o que é bruxismo, conte-nos o que achou da matéria. Deixe seu comentário abaixo!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui