Abril Marrom: todos juntos na prevenção da cegueira!

Compartilhe
abril marrom
abril marrom

Abril foi o mês escolhido pelo Ministério da Saúde em 2016, para sinalizar a população sobre a importância da vitalidade ocular. A retina (parte dos olhos que é responsável pela formação da imagens) apresenta um tom vermelho-amarronzado, por isso, o nome dado para a campanha foi Abril Marrom.

Abril Marrom: enxergando além da visão

35.000.000 pessoas foram diagnosticadas com algum problema de visão no Brasil, de acordo com estudos do IBGE. Além disso, também detectou-se que dessas pessoas, 500.000 foram afetadas pela cegueira.

Existem vários motivos que podem levar a pessoa à perda parcial ou total da capacidade de enxergar, como hábitos, herança genética ou doenças.

Hábitos

  • fumo o tabaco acelera a morte das células sensíveis à luz, localizadas na retina;
  • colírio – o uso de colírios em excesso ou sem prescrição médica pode ser muito ruim para a visão, já que uma reação aos componentes químicos pode se desencadear nos olhos;
  • dormir de maquiagem – isso é algo que muitas pessoas acabam fazendo, mas atente-se, pois pode irritar ou inflamar os olhos, principalmente se um cosmético vencido entrar em contato com a área ocular;
  • drogas – o uso de substâncias químicas ilícitas pode prejudicar o nervo óptico, causando o que os oftalmologistas chamam de Neuropatia Óptica Tóxica.

“Outra situação comum aos usuários de drogas é o ressecamento ocular, pois o efeito das drogas afeta o reflexo do piscar dos olhos deixando-os abertos por mais tempo, elevando a exposição.”

— HCloe

Doenças

A cegueira pode estar ligada diretamente à algumas patologias, como: glaucoma, catarata, toxoplasmose, rubéola, sífilis, etc. Veja abaixo como as principais doenças que levam à cegueira se manifestam, de acordo com informações do Hospital CEMA.

  • Glaucoma: doença neurodegenerativa, em que as fibras que compõem o nervo óptico são lesadas;
  • Catarata: opacificação do cristalino (lente natural que auxilia na visão tanto para longe quanto para perto);
  • DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade): acomete a área central da retina, chamada de mácula e evolui com baixa de visão progressiva (é considerada uma das principais causas de cegueira em pessoas com mais de 50 anos);
  • Retinopatia Diabética: alterações causadas pela diabete de tipo I e II, que afetam a retina porque a concentração sérica de açúcar (glicose) torna as paredes dos pequenos vasos sanguíneos mais espessas e fracas, ficando mais propensas a deformidades e escapes.

“60 a 80% dos casos de cegueira no mundo poderiam ter sido evitados ou têm tratamento.”

— OMS (Organização Mundial da Saúde)

Curiosidades sobre a cegueira

abril-marrom
abril marrom

a) Por que os deficientes visuais usam óculos escuros?

  1. os óculos de sol não servem só para a facilitar a visualização no sol, mas também para proteger a região ocular dos raios UVA e UVB (que podem causar inflamação da córnea, catarata, câncer de olho, etc.), sendo esse um dos motivos para os cegos usarem;
  2. além da proteção solar, o óculos pode ser utilizado para evitar perigos externos. Uma pessoa com a visão normal fecha os olhos automaticamente quando nota algum perigo próximo à região, mas o deficiente não possui essa percepção, sendo outro motivo para usar;
  3. o deficiente visual também usa óculos escuros para sinalizar às pessoas que sofre do problema, assim fica mais fácil a identificação.

b) Como os cegos se localizam?

O bastão ou o cão guia ajudam na circulação dos cegos, além é claro, de explorarem muito a audição. O problema é que nas cidades do Brasil, existem muitos problemas estruturais que dificultam a vida do deficiente visual. Um exemplo claro disso são os semáforos! Em São Paulo, existem mais ou menos 6.000 faróis espalhados e somente 7 deles são adaptados para o cego (com sinal sonoro para atravessar a rua na hora correta e escrita em braile próxima ao botão).

Os pisos táteis, que também são de grande ajuda para os cegos, não são encontrados em todos os lugares. Além disso, muitos reclamam que em certos locais o piso tátil é mal colocado ou termina “do nada”.

c) Como surgiu a escrita em braille?

Este alfabeto, hoje usado para deficientes visuais, foi na realidade criado com outra finalidade. O francês Louis Braille desenvolveu a escrita baseado em um código da marinha de seu país, que possibilitava a leitura de mensagens durante a noite, em locais onde qualquer luz poderia indicar a posição dos navios de guerra. O braille possui 63 caracteres, de seis pontos cada um, os quais podem ser reconhecidos com o tocar dos dedos.

d) Qual o método usado para identificar o dinheiro?

Cada deficiente visual utiliza um meio, sendo um modo diferente de dobrar as notas por cada valor, baseando-se no tamanho das cédulas ou analisando estrutura e formato das moedas.

reposicao-hormonalAgora você sabe mais sobre o Abril Marrom, o que causa a cegueira e algumas curiosidades sobre a vida do deficiente visual! Ainda tem dúvidas? Deixe seu comentário aqui no Saudável e Feliz!

 

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui