Descubra porque o álcool afeta mais o corpo das mulheres que dos homens

Compartilhe

O corpo feminino sofre mais com o consumo de bebidas alcoólicas que o masculino, a razão deste resultado está na diferença biológica existente entre os sexos. Com o aumento do consumo dessas bebidas, as mulheres começam a desenvolver problemas relacionados ao corpo, desempenho sexual e sensações emocionais, tendo uma tendência maior a desenvolver dependência química quando comparadas aos homens devido às questões hormonais. A menor quantidade de água, enzimas digestivas e massa corpórea são fatores que atrapalham a absorção e o metabolismo do álcool ingerido, ou seja, se um homem e uma mulher ingerirem a mesma quantidade de álcool, ela ficará com o nível alcoólico no sangue mais alto e demorará mais tempo para metabolizá-lo.

Banner - C61

Além do risco de desenvolver alcoolismo, a alimentação tende a ficar menos saudável e o humor também sofre alterações. O estimulo de ingerir alimentos gordurosos e açúcares são maiores, pois além de atrapalhar a digestão e a absorção de nutrientes, o organismo precisa de mais energia que o normal para o metabolismo.

O consumo exagerado também pode prejudicar na vida sexual da mulher. Embora ele possa servir como estímulo de interação social; na cama a substância pode diminuir a excitação, ou seja, o desejo pode aumentar, mas a excitação é menor. Tal como a lubrificação feminina sendo menor após o consumo.

Por esses motivos, o ideal é consumir álcool socialmente para manter sua saúde em dia e se ver livre desses problemas.

Baixe o nosso material exclusivo sobre Alimentação Saudável: O guia de como comer e viver bem! Clique na imagem abaixo e saiba mais!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email