Proteja-se do Aedes aegypti e evite 3 surtos de uma só vez!

Compartilhe
aedes-aegypt

O Brasil está passando por uma epidemia de Dengue, Zika e Chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes agypti, presente em todos os estados do Brasil. Essa epidemia está alarmando a população e as diversas autoridades de saúde, visto que as consequências que as três doenças podem trazer à saúde das pessoas ainda não é bem conhecida.

Atualmente, a forma mais eficiente de se prevenir contra essas doenças é por meio do combate ao mosquito transmissor. Você já está fazendo a sua parte? Descubra agora mesmo conferindo o nosso post!

Como combater o Aedes aegypti?

A melhor forma de combater o Aedes aegypti é conhecendo os seus hábitos de vida, o que torna essencial saber como ele se alimenta e reproduz. Assim, é possível implementar medidas que impeçam a sua proliferação. Conheça os principais hábitos desse mosquito:

Local de habitação do Aedes aegypti

O Aedes aegypti vive em locais em que há a presença do homem, sendo mais frequentemente encontrado em regiões urbanas, principalmente naquelas onde há grande concentração de pessoas e pequena cobertura vegetal. Por esse motivo, ele vive dentro ou ao redor de casas, escolas e estabelecimentos comerciais, se escondendo em cantos escuros, atrás de móveis e eletrodomésticos

Como o mosquito é de origem tropical, ele sobrevive melhor no clima quente e de umidade elevada. Assim, as infestações acontecem frequentemente no verão, principalmente durante os períodos chuvosos.

Alimentação do Aedes aegypti

As fêmeas do mosquito, transmissoras dos vírus da Dengue, Zica e Chikungunya, se alimentam de sangue humano e têm hábitos diurnos. Por isso, comumente, elas picam no período compreendido entre a manhã e o final da tarde, mas também podem se alimentar durante a noite.

Geralmente, os locais do corpo que o Aedes aegypti gosta de picar são as pernas ou os pés, entretanto, pode picar outras partes, como os braços, as mãos e o rosto.

Proliferação do Aedes aegypti

A reprodução do Aedes aegypti acontece em reservatórios de água parada, onde a fêmea deposita os seus ovos, os quais se aderem às paredes do recipiente. Cada uma delas pode chegar a colocar cerca de 1500 ovos durante todo o seu período de vida.

Outra característica peculiar do Aedes aegypti é que seus ovos podem sobreviver por até 450 dias sem água, tornando importante o combate contínuo ao mosquito, durante todos os dias do ano.

Quais as medidas de prevenção das três doenças?

Para se prevenir contra as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti é fundamental a adoção de medidas que impeçam a alimentação e a reprodução do mosquito. Portanto, siga os seguintes passos:

Elimine os criadouros do mosquito

A eliminação dos reservatórios de água parada é a medida mais importante de combate ao Aedes aegypti. Por isso, cuide bem do seu lixo, não jogue garrafas, pneus e outros recipientes na rua ou no seu quintal.

Além disso, coloque areia nos pratos dos vasos de plantas para evitar que a água se acumule, certifique-se de que a sua caixa d’água esteja completamente vedada, verifique se existem poças em calhas e canos e lave regularmente a vasilha de água do seu bichinho de estimação.

Coloque telas nas portas e janela

As telas impedem que o mosquito entre na sua casa, protegendo a sua família. Essas telas também podem ser colocadas em escolas, igrejas e outros locais com maior concentração de pessoas.

Utilize repelentes

Nessas épocas de epidemia, os repelentes ajudam a evitar que o mosquito pique você e sua família. Esteja atento para os repelentes adequados para grávidas e para cada faixa etária. Além disso, verifique a frequência necessária de reaplicação durante o dia e tome cuidado com as pessoas alérgicas.

Esteja atento aos sintomas

Alguns dos sintomas comuns entre a Dengue, Zika e Chikungunya são febre, dores no corpo, dor de cabeça e o aparecimento de manchas vermelhas na pele. Caso você apresente algum sintoma sugestivo dessas doenças, procure um atendimento médico para que seja feito o diagnóstico. Nunca tome medicamentos por conta própria, pois eles podem gerar complicações da doença, prejudicando a sua saúde.

Viu só como o combate ao mosquito transmissor é extremante importante para evitar a infecção pelas três doenças ao mesmo tempo? Restou alguma dúvida? Compartilhe conosco nos comentários!

Uma alimentação correta auxilia na imunidade, deixando o corpo mais forte para combater ou evitar doenças. Para mais informações clique na imagem abaixo e baixe nosso conteúdo gratuito.

Deixe um comentário
Print Friendly