Tudo o que você precisa saber sobre a mamografia

Compartilhe

Conciliar a vida de mãe, esposa, dona de casa, trabalho e tantas outras funções exercidas pela mulher moderna, é uma tarefa difícil. Por conta disso, às vezes a saúde é colocada de lado, deixando de fazer um check-up ou aquele exame de rotina, e a mamografia é um deles.

Descubra abaixo como este exame é feito e porque é tão necessário!

O que é a mamografia?

A mamografia é um exame simples, feito por meio da radiografia, e serve para revelar alterações como nódulos e tumores na mama. Ainda que exista o autoexame, esta avaliação é indispensável para mulheres acima dos 40 anos, pois detecta alterações antes mesmo de serem apalpadas e quanto mais cedo a descoberta de um problema, mais rápido é o tratamento e as chances de cura.

Tipos de mamografia

Existem dois tipos de aparelhos de mamografia: o convencional e o digital. Ambos utilizam o raio-X para a produção da imagem da mama. A diferença está na forma como ocorre a captação da imagem mamográfica.

Mamografia convencional

Usa um tipo de filme que, após a exposição da mama ao raio-X, deve ser processado. A imagem da mama é registrada no próprio filme e no caso de algum problema técnico com o mesmo, este terá de ser refeito.

Mamografia digital

Usa um detector, que transforma o raio-X em sinal elétrico e passa a mensagem para o computador. A mamografia digital oferece algumas vantagens em relação à convencional. A imagem mamográfica pode ser registrada e recuperada nos aparelhos eletrônicos, e ainda possibilita que o radiologista ajuste as imagens no próprio monitor da estação de trabalho, destacando ou ampliando alguma região, para analisá-la melhor. Existem também softwares, que auxiliam na detecção de lesões.

Com todas estas ferramentas, a mamografia digital pode necessitar de menos repetições de imagens em relação à analógica, diminuindo assim a exposição radioativa.

reposicao-hormonal

Como o exame é feito?

Durante a mamografia um técnico posicionará as mamas entre duas placas especiais que as comprimem e deixam expostas a raios X. Para que o exame seja completo serão necessárias mudanças de posição entre as imagens, o processo dura em média 15 minutos, podendo causar um pequeno incômodo em algumas mulheres, mas não causa dor e nem risco às mamas.

Pessoas com prótese de silicone podem realizar normalmente a mamografia, mas devem informar ao técnico sobre o mesmo, para que ele regule o aparelho e obtenha um melhor diagnóstico.

Alguns estudos comprovam que o uso do silicone pode diminuir em até 30% as chances do diagnóstico precoce. Sendo assim, se o médico achar que a imagem gerada é duvidosa, poderá requisitar uma mamografia digital ou um exame de ultrassom mamário ou uma ressonância magnética para melhor esclarecimento.

Como se preparar para o exame de mamografia

mamografia
mamografia
  • Procure realizar o exame uma semana após a menstruação, pois quando ela está chegando ou se está nesses dias, as mamas ficam mais sensíveis e podem causar dor na hora do exame devido às alterações hormonais;
  • use roupas de duas peças para facilitar na hora do exame;
  • não use desodorante, perfume, cremes nas mamas ou talco no dia do exame, pois as substâncias desses produtos podem deixar resíduos que interferem nos resultados;
  • informe ao técnico se já fez cirurgias ou biópsias, se usa silicone, se está amamentando ou suspeita estar grávida.

Vantagem da mamografia

O Dr. Drauzio Varella explica que antigamente o mamógrafo ainda não existia, então o diagnóstico de tumor nas mamas era feito pelo exame de auto-toque nos seios. O problema de ter apenas este meio era que a média de tamanho de tumor encontrada nas mamas, por meio de apalpamento, era de aproximadamente 3 cm. Quando o tumor está nestas proporções, considera-se que ele já é grande.

A mamografia permite a detecção de tumores até mesmo menores de 1cm. Quando o abcesso tem tamanho de até 2cm, ele é facilmente removido e curável por cirurgia e na maioria dos casos, não possui necessidade de tratamentos complementares agressivos, como a quimioterapia por exemplo.

Casos hereditários

Quando existem casos de câncer de mama na família, podendo ser na mãe, na avó, na tia, etc. é necessário fazer o teste de mamografia antes, por volta dos 30 anos, pois, se o câncer estiver se desenvolvendo, será detectado logo no começo, possibilitando a cura imediata e menor sofrimento.

Já fez a mamografia? O que achou deste exame que previne o câncer de mama? Foi incômodo ou normal? Entenda também a relação entre a menopausa e o câncer de mama. Deixe seu comentário aqui no Saudável e Feliz!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email