Verrugas como tirar?

Compartilhe
verrugas
Veja quais são os procedimentos mais recomendados para realizar a remoção das verrugas.

Elas podem aparecer em qualquer parte do corpo, podendo causar desconforto e/ou constrangimento. Você têm verrugas? Saiba como tirá-las aqui no Saudável e Feliz.

Vale ressaltar que antes de sair como louca tentando remover a verruga a qualquer custo, primeiro você precisa identificar se realmente é uma, e se for, qual é o tipo, qual é a região, bem como, se ela poderá trazer agravantes. Muita informação? Calma! Vamos por partes.

O que são verrugas?

As verrugas são tumores benignos na pele causados pelo papiloma vírus (HPV). Estima-se que existam mais de 80 subespécies desse vírus. O HPV quando está nosso organismo, pode iniciar o crescimento anormal das células da epiderme, com isso, esse excesso é lançado para a superfície da pele formando a tão temível pápula (verruga).

“Para entender como esses microrganismos formam as verrugas é preciso saber que a pele humana é formada por três camadas: epiderme, derme e hipoderme. E que as duas primeiras apresentam uma região em que se encaixam uma à outra. Pois bem: o papiloma vírus humano faz com que a porção da derme que se encaixa com a epiderme cresça para fora, formando as verrugas!”

-Diário de biologia, Karlla Patrícia, Bióloga.

Vale ressaltar que, elas podem acometer pessoas de todas as idades, bem como, podem aparecer em qualquer região do corpo, como rosto, pé, mão e até mesmo na virilha. O aparecimento dela pode ser isolado, ou em placa (grupo). É comum o seu surgimento na pele, e o desaparecimento sem nenhum tratamento. Todavia, não existe um prazo para esse processo, elas podem perdurar por anos e não dizerem adeus para o seu corpo. Para esses casos em que elas insistem em ficar surgi a pergunta: verrugas como tirar? Mas, calma! Você sabia que elas são altamente contagiosas? Veja:

verrugas

Como se contrai verrugas?

As pessoas contraem verrugas através do contato direto com outras pessoas que possuam a pápula e, essa forma de contrair é muito recorrente entre as crianças, que ficam tocando na pele de adultos, ou de outras crianças que estão com lesões provocadas pelo vírus HPV.

O contágio também pode se dar por autoinoculação, ou através de pequenos machucados que se tornam a “faixa de bem-vinda” para a infecção pelo vírus. Exemplo: (unha encravada, arranhão, depilação e/ou barbear).

A relação sexual sem a devida proteção também pode ser a porta de entrada para o vírus, bem como, a mãe pode transmitir para o bebê no momento do parto. As pessoas que são imunodeprimidas estão no grupo de vulnerabilidade de infecção e aparecimento de verrugas.

“Quando alguma dessas lesões surgem na nossa pele, é importante buscar logo tratamento. Senão, corremos o risco de ficar repletos de verrugas, porque sem querer, podemos levar o papiloma vírus humano para outras partes do nosso corpo ao morder, coçar ou ferir as lesões que tivermos. Tratar as verrugas, aliás, é algo simples: o médico pode aplicar um remédio para fazê-las cair ou fazer uma pequena cirurgia, com anestesia local, para queimar o tecido alterado pelo vírus e, dessa forma, curar a lesão.”

-Diário de biologia, Karlla Patrícia, Bióloga.

Os tipos de verrugas

Existem cinco tipos de verrugas, de acordo com o local em que ela se instala e o seu formato ela recebe uma classificação, veja:

Verrugas plantares

Esse tipo de verruga é caracterizado pela sua instalação nas plantas dos pés. As pessoas conhecem a sua fama, entretanto, o seu nome no dito popular é olho-de-peixe, pois os pontos escuros centralizados nas lesões assemelham-se com os olhos do animal. O peso que investimos em nossos pés faz com elas cresçam para dentro da sola, o que acaba resultando em mais dor. Quem tem olho-de-peixe sabe bem a dor e desconforto que ele causa.

Verruga plana

Esse tipo surge com mais frequência no rosto e, possui o aspecto plano e a cor amarelada ou acastanhada. Elas também são macias e são pequenas não passando de 5 mm.

Verruga anogenital

Essa verruga é o tipo mais grave, pois pode ser precursora de doenças mais sérias. Ela pode sinalizar o câncer de pênis, ou no colo de útero. O seu aspecto é rosado e vegetante (possui a aparência de uma couve-flor). Em alguns casos, podem surgir outras pápulas e formar uma placa, obstruindo áreas extensas dor órgãos genitais.

reposicao-hormonal

Verruga filiforme

Elas estão atreladas ao relógio biológico (envelhecimento), aparecem principalmente no rosto e pescoço, são finas e alongadas.

Verruga comum (vulgares)

Esse tipo de verruga possui como característica a textura rugosa, bem como, o seu formato que pode ser arredondado. Também podem surgir isoladas ou em placas. Quase sempre o seu surgimento ocorre em áreas do corpo que estão mais vulneráveis ao atrito.

A remoção

Há inúmeras maneiras de realizar a remoção das verrugas, todavia, devemos nos atentar aos métodos caseiros sem nenhuma procedência e cuidado, pois em vez de realizar a retirada da lesão, podemos é aumentar a sua proliferação para outras partes do nosso corpo, bem como, podemos agravar o quadro infeccioso/inflamatório.

Crioterapia

A crioterapia é o método de remoção em que ocorre o congelamento (200° negativos) da verruga. Isso é possível graças ao nitrogênio líquido que congela o vírus, bem com, a pápula. Já é possível encontrar medicamentos no mercado com a finalidade de proporcionar a praticidade de realizar a remoção em casa mesmo, basta ler as instruções do procedimento.

Eletrocauterização

A eletrocauterização é a remoção da verruga através da destruição do tecido por intermédio da eletricidade. Essa destruição ocorre através da queima da pápula.

Cauterização química

Esse procedimento de remoção é constituído na aplicação de uma substância cáustica (quase sempre um ácido), sobre a verruga causando a destruição da lesão.

Óleo de malaleuca

O óleo de malaleuca possui propriedades antivirais que combate o vírus e a verruga. Todavia, cuidado! A verruga não deve jamais ser removida antes da primeira semana de tratamento, pois pode gerar o sangramento e a propagação da lesão. Vale ressaltar que após aplicar o óleo na região, deve-se cobrir a pápula com uma gaze.

Fita silver tape

Esse procedimento foi testado pela Associação Médica America, onde foi constatada sua eficácia na remoção de verrugas. O método consiste em ativar o sistema imunológico da pessoa, com isso, ocorre uma irritação do local e o tecido resseca (morre).

Durante uma semana, a pessoa deve cobrir a verruga com a fita, e só remover no oitavo dia. Após a remoção deve-se umedecer o local com água (com o auxílio de algodão), e lixar o tecido morto da pápula. Entretanto, o processo demora em média dois meses.

Notou que existem diferentes maneiras de remover as verrugas, todavia, sempre procure um dermatologista, para que ele possa realizar a avaliação da lesão e recomendar o melhor tratamento para o seu caso.

Gostou? Então deixe o seu comentário. Participe!

 

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui