O que são ácidos graxos essenciais?

Compartilhe
acidos-graxos

Você já ouviu falar nos ácidos graxos? É bem provável que o nome soe familiar, mas embora muita gente já conheça por alto, não são todos que sabem de fato o que representam. Os ácidos graxos são nutrientes essenciais ao funcionamento do nosso corpo, vitais para manter nosso organismo saudável independentemente da fase de nossas vidas. Mas ao contrário de outros componentes, não somos capazes de sintetizá-los sozinhos, por isso, eles devem entrar no nosso corpo por meio da alimentação.

“Esses ácidos são necessários em determinados processos biológicos e não são produzidos pelos seres humanos, devendo ser adquiridos pela dieta. Fazem parte desse grupo os ácidos graxos poliisaturados ômega-3, encontrado principalmente em peixes de água fria como o salmão, e ômega-6, encontrado em óleos vegetais. Dentre suas funções estão a produção de componentes estruturais de células, ação anti-inflamatória, melhora do humor, além de efeitos benéficos sobre os níveis de colesterol, diminuindo assim o risco a doenças cardiovasculares.” 

-Priscila Soares do Nascimento, Bióloga. 

reposicao-hormonal

Como fazer isso e por que esses nutrientes são tão importantes? Descubra a resposta para essas perguntas!

O que são ácidos graxos?

Componentes integrantes dos óleos e das gorduras, os ácidos graxos são aquilo que nós costumamos chamar informalmente de gordura boa. Isso mesmo! Diferente de outras gorduras nocivas para a saúde (o salaminho ou o bacon, para pensar em alguns exemplos), os ácidos graxos, na quantidade certa, são extremamente benéficos para o nosso corpo: eles conferem grande quantidade de energia aos nossos sistemas, favorecem o transporte de oxigênio e são capazes de aumentar as nossas taxas de metabolismo.

“Os ácidos graxos consistem em um tipo de lipídio formado por cadeias longas de carbonos (C) com um grupamento carboxila (-COOH) em uma de suas extremidades. Eles são a parte dos lipídios utilizada como combustível pelas células, constituindo uma das principais fontes de energia junto com a glicose e as proteínas. O termo “gordura” é frequentemente utilizado para designar ácidos graxos. Porém, as gorduras são formadas não só por estas moléculas, mas pela união desses ácidos graxos a uma molécula de glicerol. As gorduras podem ser sólidas ou líquidas em temperatura ambiente, dependendo da estrutura do ácido graxo que a compõe, podendo ser basicamente de duas formas: saturada ou insaturada.” 

-Priscila Soares do Nascimento, Bióloga. 

Além disso, participam da regulação hormonal e nervosa do nosso organismo, e, como se tudo isso não fosse suficiente, eles também são responsáveis por transportar os antioxidantes e as vitaminas lipossolúveis por todo o nosso organismo. Já viu que não dá para ficar sem eles, não é?

acidos-graxos

Onde encontrá-los?

Não é difícil encontrar esses componentes e incluí-los na dieta. Sob a alcunha de Ômega 3 e o Ômega 6, dois tipos famoso de ácidos graxos, eles estão presentes em diversos alimentos que podemos consumir no cotidiano.

O óleo de peixe, por exemplo, é riquíssimo em Ômega 3; oleaginosas (nozes, castanhas do pará e de caju, dentre outros); óleos de milho e de soja; vegetais de folhas escuras; linhaça; bacalhau e os leites e derivados… Tudo isso também tem ácidos graxos e pode contribuir para a sua saúde. Só não vá exagerar na dose!

Amigo dos músculos

Quem está em busca de crescimento e desenvolvimento muscular encontrará nos ácidos graxos um poderoso aliado. Alguns pesquisadores da área de nutrição sugerem que esse componente possa reduzir a quebra de tecido muscular, bem como acelerar o tempo de recuperação do músculo. Interessante, não é mesmo?

Articulações melhores

Outro benefício dos ácidos graxos diz respeito à saúde das articulações, um tópico especialmente importante para aqueles na terceira idade. Algumas pesquisas indicam que eles sejam capazes de auxiliar no bom funcionamento das articulações, evitando ou retardando possíveis problema e complicações articulares — saiba mais sobre dores nas articulações na menopausa e como evitá-las.

Companheiros do cérebro

Além dos benefícios já mencionados, o ácido graxo tem outra função mais do que bem-vinda: ele auxilia na transmissão do impulso nervoso, e sua ausência pode gerar distúrbios neurológicos.

Quer reduzir taxas?

Em tempos de preocupações extremas (e com razão!) com as nossas taxas sanguíneas, os ácidos graxos provam mais uma vez seu valor. Os ácidos graxos insaturados (talvez o mais famoso deles seja o ômega 3, tão presente nos óleos de peixe) são capazes de reduzir o LDL (o chamado colesterol ruim) e os níveis de triglicerídeos, o que favorece a saúde cardiovascular.

Quando suplementar?

Quando a dieta não é suficiente para suprir todas as taxas de ácidos graxos necessárias ao bom funcionamento dos nossos sistemas, a solução é recorrer à suplementação. Mas atenção: é importante pedir auxílio de um profissional habilitado, pois somente ele poderá definir a dosagem diária necessária para o seu corpo, de acordo com rotina e faixa etária, e a forma mais adequada de repor o que está em falta!

como-deixar-a-pele-mais-jovem

E então? Gostou de conhecer um pouco mais sobre os ácidos graxos? Tem alguma dica ou dúvida para compartilhar sobre o assunto? Deixe seu comentário e conte para nós!

Deixe um comentário
Print Friendly, PDF & Email