Prevenção do câncer de mama: entenda melhor e abrace esta causa

Compartilhe
o câncer de mama
Prevenção do câncer de mama

A sua saúde precisa estar sempre na pauta do seu dia a dia. É fundamental cuidar da alimentação, praticar exercícios, procurar atividades que te deem prazer e tirar um tempo especial para você. Para a mulher esse cuidado envolve a visita ao ginecologista, a realização de check-ups frequentes e o mais importante: tirar um tempo para o autoexame, para evitar o câncer de mama.

O autoexame das mamas costuma detectar, ainda na fase inicial, uma doença muito temida por todas as mulheres: o câncer de mama. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), ele é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo, e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Aqui no Brasil, as taxas de mortalidade desta doença continuam altas, principalmente porque ela ainda é diagnosticada em estágios mais avançados, situação que dificulta seu tratamento. Portanto, é fundamental tirar um tempo do seu dia para se autoexaminar, para se conhecer melhor e detectar precocemente esta doença.

Para você conhecer mais sobre essa doença tão comum entre mulheres de todo o mundo, preparamos esse artigo informativo sobre o tema. Confira logo abaixo e tire todas as suas dúvidas sobre o câncer de mama.

O que é o câncer de mama

O câncer de mama é uma neoplasia maligna, muito comum entre as mulheres, que se manifesta na forma do desenvolvimento desordenado das células mamárias, capaz de formar um ou mais nódulos na mama. Ele pode ser classificado em diversos tipos, cada um com características e gravidade diferente. Por esse motivo, assim que um nódulo mamário é detectado ele precisa passar por uma avaliação detalhada para que seja avaliado e submetido ao tratamento correto, de maneira que minimize os riscos a paciente e também não se espalhe para outros órgãos.

Sintomas do câncer de mama

O sintoma mais comum do desenvolvimento do câncer de mama é o aparecimento de nódulo na região mamária indolor, duro e irregular. Porém, outros sinais precisam também ser observados na mesma parte do corpo. Edema cutâneo na região das mamas, inversão do mamilo, descamação ou ulceração dos mamilos, secreções incomuns nas mamas ou linfonodos palpáveis nas axilas são manifestações tradicionais dessa doença.

Principais causas da doença

Não é possível detectar exatamente o que pode levar uma mulher a desenvolver o câncer de mama, porém, fatores genéticos e mutações hereditárias podem aumentar os riscos de desenvolver determinados tipos de câncer. Além disso, o câncer de mama é uma das manifestações dessa doença que mais sofrem as consequências de fatores externos que podem contribuir para o desenvolvimento de células mutantes. Práticas como o tabagismo, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, a obesidade e o sedentarismo são alguns desses fatores.

Diagnósticando o câncer de mama

Diante de algum sintoma observado no autoexame de mama feito pela mulher, ou por um médico, é ideal procurar um ginecologista para que ele possa realizar os exames que detectam a presença, ou não, do câncer de mama. É fundamental relatar ao médico se você apresenta algum fator de risco – como histórico familiar e hábitos irregulares de saúde – ou demais informações pertinentes que facilitam o diagnóstico da doença.

Estratégias de prevenção da doença

Para que sejam diminuídos os riscos de manifestar esta doença, vale seguir uma antiga dica: valorizar a prevenção. Além de reduzir os riscos de formação de nódulos nocivos para a saúde, cabe ressaltar que manter hábitos regulares de alimentação, prática de atividade física e evitar o consumo de tabaco ou exagerado de álcool pode ajudar a melhorar sua saúde como um todo. Essas práticas também podem ajudar a evitar o desenvolvimento de outros tipos de tumores e demais doenças que podem atingir a saúde da mulher.

Conhecer exatamente como o câncer de mama pode ser desenvolvido é essencial para que você possa abraçar esta causa. Divulgue a importância do autoexame de mama e dos hábitos saudáveis de vida para outras mulheres, para que vocês também ajudem a diminuir as estatísticas crescentes de mulheres que contraem essa doença anualmente. Vale a pena tratar desse assunto com carinho com quem você ama. Lembre-se que a informação é sempre o melhor caminho para cuidar da sua saúde!

Qual é a sua opinião sobre o diagnóstico e o tratamento do câncer de mama? Compartilhe suas experiências com a gente!

Baixe o nosso material exclusivo sobre Saúde e Bem-Estar na Menopausa! Clique na imagem abaixo e saiba mais!

Deixe um comentário
Print Friendly