Menopausa e andropausa: quais as principais semelhanças?

Compartilhe
A menopausa e andropausa tem tratamento.
A menopausa e andropausa possuem semelhanças e diferenças nos sintomas e tratamento. Descubra como cuidar de ambos os casos!

Os homens e as mulheres passam por processos completamente diferentes no decorrer da vida. Mas, como você deve saber, existem algumas situações em que esses organismos funcionam de maneiras bem similares. Principalmente quando os anos passam e chegamos às assustadoras menopausa e andropausa.

Uma dessas situações ocorre com a menopausa e andropausa, período comum de envelhecimento de ambos os sexos, mas que acontece de forma muito diferente e parecida ao mesmo tempo. Ficou curioso? Saiba mais sobre o assunto agora mesmo!

O que é a menopausa?

Se o mundo da andropausa é muito desconhecido e cheio de especulações, já existem muitos estudos e confirmações quanto à menopausa. Seja pelas pesquisas científicas ou por uma conversa informal com as amigas, muita coisa já foi descoberta, não é mesmo?

Um dos períodos mais delicados da vida de qualquer mulher acontece geralmente na faixa etária entre 45 e 55 anos, período em que o organismo envelhece e, como consequência, os ovários vão diminuindo a produção de estrogênio e progesterona.

A produção vai diminuindo até parar definitivamente, sinalizando também o fim da capacidade reprodutiva da mulher. Depois desse período, nós acabamos vivenciando o fim da ovulação e, por consequência, da menstruação, sendo este último o principal sintoma desse período. Entrando assim na famosa menopausa.

Essa fase pode durar mais ou menos que o tradicional 1 ano, chegar antes e terminar depois, mas normalmente apresenta características bem parecidas. Vale lembrar que essa etapa da vida também marca um momento de dificuldades sexuais, já que a libido e a lubrificação caem consideravelmente.

Banner Ebook2 (Bem Estar na Menopausa)

Sintomas

O principal sintoma da menopausa é a menstruação irregular. Em seguida, outro sintoma muito comum e comentado entre as mulheres são as ondas de calor, que acontecem principalmente à noite, trazendo desconforto e muito suor.

Outros fatores comuns são:

  • Diminuição do desejo sexual;
  • Oscilações de humor e irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Insônia e noites mal dormidas.

E a andropausa?

andropausa
Photo by: Freepik

Como muitas pessoas já ouviram falar, a andropausa é a menopausa masculina. Bem, na verdade o termo é bem parecido, mas é muito mais que isso. E mais: como você deve saber, poucas pessoas sabem sobre esse período vivenciado pelos homens com mais detalhes.

A andropausa é o período em que eles sentem os índices de testosterona diminuírem drasticamente. Depois dos 50 anos, quando normalmente acontece, os homens veem uma alteração nos testículos diminuírem a produção de testosterona, o principal hormônio masculino.

Mesmo com todas essas mudanças, isso não significa que eles se tornam inférteis, como acontece com as mulheres. Eles continuam produzindo espermatozoides normalmente e a principal mudança acontece na atuação hormonal.

Além disso, a andropausa não afeta todos os homens como a menopausa faz com as mulheres, mas só uma parte deles. Eles também não sentem sintomas específicos como a menstruação irregular, sinalizando o período que estão vivenciando.

Por isso é bom ficar de olho, pois os sinais são muito mais discretos, como você perceberá abaixo.

Sintomas

A andropausa tem os seus sintomas mais dificilmente perceptíveis e todos eles estão associados à queda de testosterona. Para confirmar a taxa, uma boa opção é o acompanhamento por meio de um exame de sangue.

O principal sintoma é a incrível perda de libido, já que o homem percebe uma diminuição significativa na vontade de fazer sexo. Ele também apresenta mais cansaço, oscilações de humor e outros sinais comuns, como:

  • Perda de cabelo muito acima do normal;
  • Diminuição dos testículos (esse é um fator que pode ajudar bastante no diagnóstico);
  • Perda de memória e desatenção;
  • Diminuição de massa muscular e da densidade óssea seguido por um aumento da gordura muscular;
  • Suores no período noturno;
  • Dificuldade de ereção;
  • Depressão.

Semelhanças e tratamentos

Tanto a menopausa e andropausa são ocasionadas por mudanças nos índices hormonais. No caso das mulheres, a principal queda é do estrógeno e dos homens na testosterona.

Portanto, a melhor maneira para passar por esse período sem sentir tanto os sintomas é reorganizar a sua rotina com hábitos saudáveis e até iniciar um tratamento natural. Uma alimentação equilibrada, combinada com a prática de atividades físicas e tratamentos naturais fitoterápicos, ou seja, a base de plantas, podem estimular a produção hormonal e fazer com que você sofra menos nessa etapa da vida.

Por exemplo, nós já fizemos um levantamento de 3 alimentos que podem fazer da andropausa um período mais simples da vida, lembra?

E claro, o acompanhamento médico é ótimo nos dois casos, de um urologista ou ginecologista. Ele consegue fazer uma indicação mais correta e sensata sobre como passar por esse período da melhor maneira possível!

Além disso, alguns estudos têm revelado que o declínio hormonal pode ser um pouco mais perigoso que algumas pessoas pensam. Tudo isso porque pode ocasionar problemas de saúde, como doenças cardíacas e ossos frágeis.

Ou seja, embora a menopausa e andropausa não sejam doenças, podem ocasionar ou predispor o aparecimento de algumas delas, como a osteoporose.

Por isso, o acompanhamento é tão importante. Um profissional especializado pode pedir o exame de Densitometria Óssea para acompanhar a condição do osso e prevenir um desgaste ainda maior. No caso da andropausa, pode acontecer ainda o exame de próstata e o exame abdominal.

Por que acontece?

Esse período acontece de forma inteligente no corpo dos homens e das mulheres, afinal de contas, o nosso organismo é programado para se preparar para cada período da vida, certo?

A menopausa e andropausa acontecem para preparar o corpo dos homens e das mulheres para o envelhecimento. Eles podem trazer desconforto, mas são processos naturais do nosso corpo.

reposicao-hormonal

Bem, agora que você já sabe as peculiaridades da menopausa e andropausa, consegue perceber que eles têm muito em comum, não é? Além disso, é possível adotar tratamentos bem parecidos para sentir menos os efeitos colaterais e deixar esse período o mais leve possível!

Se você quer receber mais do nosso conteúdo, não se esqueça de assinar a nossa newsletter agora mesmo! Alguma dúvida sobre o tema de hoje? Abaixo, você pode deixar o seu comentários que ficaremos felizes em respondê-lo. Nos encontramos na próxima!

Deixe um comentário
Print Friendly

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui