5 dicas para conviver bem com a menopausa

Compartilhe
conviver bem na menopausa
A menopausa traz alterações hormonais que prejudicam a qualidade de vida. Existe forma de conviver bem com esta fase feminina?

5 dicas para conviver bem com a menopausa

Toda mulher vai passar pela menopausa, afinal esse é mais um estágio natural da vida de todas. Nessa fase os sintomas podem incomodar e mudar a rotina de muitas, problemas como: ondas de calor, suores noturnos, diminuição no desejo sexual, aumento de peso, falta de memória e alguns outros podem se tornar grandes para algumas, mas, na realidade, são normais.

Essas dificuldades na menopausa afetam de 75 a 80% das mulheres, mas algumas podem não sentir nada disso. Se você já está começando a sofrer com esses sintomas, saiba como diminuir isso e conviver bem, com as 5 dicas que separamos:

  1. Durante essa fase a maioria das mulheres costumam sentir fortes ondas de calor e com isso pode haver alterações no humor. Portanto, é comum que a mulher não queira ficar muito agarrada com ninguém, nem mesmo com o marido, mas é importante que a família e as pessoas que estão ao redor saibam entender esse período e que também haja da parte da mulher uma comunicação gentil e agradável.
  2. É comum que algumas mulheres percam o desejo sexual e isso pode acontecer por várias razões, entre elas o ressecamento da região vaginal e para isso o melhor tratamento é justamente ter mais relações sexuais, mas também é importante ter acompanhamento médico para tratar o problema, pois como dito, pode ser por outros fatores.
  3. Praticar exercícios para evitar o ganho de peso é uma dica importante, não só para isso, mas também para evitar problemas de saúde e estresse. Não é preciso entrar na academia, mas fazer caminhadas pelo menos três vezes por semana já é um começo, faça o máximo que puder de atividades físicas, o importante é se mexer da maneira que mais lhe agradar.
  4. Manter uma alimentação saudável colabora para a saúde do corpo em todos os sentidos, principalmente para a preservação dos ossos, que ficam mais vulneráveis nessa fase. Não dispense vitaminas como A (fígado, azeite de dendê, salsa), C (batata-doce, banana, suco de laranja), K (fígado de porco, alface, couve-flor, espinafre, repolho), e B (banana, carnes, vegetais verdes folhosos como couve ou espinafre, cereais e os ovos).
  5. Com a queda do estrogênio no organismo, a pele tende a ficar mais ressecada. Por isso, é importante sempre usar cremes e loções hidratantes para a pele, principalmente os que contenham as vitaminas A, C, E e Zinco, pois ajudam a manter a boa aparência da derme.

Deixe um comentário
Print Friendly